Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19772
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação da sobrecarga e qualidade de vida de mães de crianças com o Transtorno do Espectro do Autismo
Autor: Miele, Fernanda Gonçalves
Primeiro orientador: Amato, Cibelle Albuquerque de La Higuera
Primeiro membro da banca: Rocha, Marina Monzani da
Segundo membro da banca: Fernandes, Fernanda Dreux Miranda
Resumo: O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é um transtorno do neurodesenvolvimento caracterizado por prejuízos na comunicação, interação social e comportamento. Comportamentos atípicos, repetitivos e estereotipados podem ser observados, embora não sejam preditores exclusivos de TEA. Famílias e cuidadores de crianças com TEA apresentam elevado nível de estresse, se comparados às famílias e cuidadores de crianças com o desenvolvimento típico. A exposição a essa sobrecarga influencia a qualidade de vida familiar de familiares e cuidadores. Na responsabilização pelos cuidados da criança com TEA, as mulheres, especialmente as mães, são descritas como o principal cuidador familiar. Na presente investigação, buscou-se qualificar e discutir variáveis que podem influenciar o nível de sobrecarga e a qualidade de vida de mães de crianças com TEA. Desenvolveu-se um estudo exploratório, com suporte de elementos da inferência estatística da abordagem quantitativa de pesquisa científica. Foi realizada uma pesquisa de campo com mães de crianças com TEA, por meio da aplicação dos instrumentos de Avaliação de Qualidade de Vida (WHOQOL-bref) e Escala Burden Interview (sobrecarga). O estudo de campo foi realizado em 2016 em um Centro Terapêutico Educacional especializado no atendimento de crianças com TEA, no município de São Paulo, com um grupo de 45 mães de crianças com TEA, do qual foram obtidas 20 participantes. Segundo indicaram os resultados da aplicação do instrumento WHOQOL-bref, os participantes apresentaram uma qualidade de vida considerada regular em todos os domínios estudados. A Escala de Burden Interview permitiu evidenciar sobrecarga em 85% dos participantes. Quando comparado a Escala de Burden Interview e o Questionário de Qualidade de Vida, para 50 % dos participantes do estudo, não foi possível observar a relação existente entre os instrumento estudados.
Abstract: Autism Spectrum Disorder (ASD) is a neurodevelopmental disorder characterized by impairment in communication, social interaction and behavior. Atypical, repetitive and stereotyped behaviors can be observed, although they are not exclusive predictors of ASD. Families and caregivers of children with ASD present a high level of stress, compared to families and caregivers of children with typical development; Exposure to this overload influences the quality of family life of family members and caregivers. In accountability for the care of the child with ASD, women, especially mothers, are described as the main family caregiver. In the present investigation, we sought to qualify and discuss variables that may influence the level of overload and the quality of life of mothers of children with ASD. An exploratory study was developed, supported by elements of statistical inference from the quantitative approach of scientific research. A field survey was conducted with mothers of children with ASD, through the application of the Quality of Life Assessment (WHOQOL-bref) and Burden Interview Scale instruments (overload). The field study was conducted in 2016 at a Therapeutic Educational Center specialized in the care of children with ASD, in the city of São Paulo, with a group of 45 mothers of children with ASD, from which 20 participants were obtained. According to the results of the application of the WHOQOL-bref instrument, participants presented a quality of life considered regular in all domains studied. The Burden Interview Scale allowed overloading in 85% of the participants. When comparing the Burden Interview Scale and the Quality of Life Questionnaire, it was not possible to observe the relationship between the studied instruments and 50% of the study participants.
Palavras-chave: Transtorno do Espectro do Autismo;  sobrecarga;  qualidade de vida
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: MIELE, Fernanda Gonçalves. Avaliação da sobrecarga e qualidade de vida de mães de crianças com o transtorno do espectro do autismo. 2017. 57 f. Dissertação (Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3307
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19772
Data de defesa: 19-Jul-2017
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3307/5/Fernanda%20Gon%C3%A7alves%20Miele.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons