Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19130
Tipo do documento: Tese
Título: Crianças com baixa visão em uma brinquedoteca: o perceber na ludicidade
Autor: Moreira, Vânia Warwar Archanjo
Primeiro orientador: Stori, Norberto
Primeiro membro da banca: Caldas, Roseli Fernandes Lins
Segundo membro da banca: Giora, Regina Célia Faria Amaro
Terceiro membro da banca: Salomon, Sônia Maria
Quarto membro da banca: Rocha, Antônio Wagner Veloso
Resumo: Esta pesquisa eleva a tratativa de crianças com baixa visão imersas em contexto lúdico da brinquedoteca, envolvidas pela prática do brincar. Dado este acadêmico terreno embrionário, nossa investigação visa alcançar o objetivo geral de perscrutar o perceber da criança com baixa visão em uma brinquedoteca; para além, busca registrar e refletir a respeito das vias perceptuais que ela utiliza nesse ambiente recreativo e nas possibilidades lúdicas ofertadas a ela à luz da percepção quando está em contato com este espaço. A fundamentação teórica contempla o universo da deficiência visual, especialmente da baixa visão, com destaques para Masini (2007), Dall'Acqua (2002), Natalie Barraga (1977,1980,1985), Gasparetto e Nobre (2007), Amiralian (2004) e Ormelezi (2010); o debate acerca do perceber de Merleau- Ponty (2004, 2011, 2015), com as contribuições de Masini (2003, 2007, 2012), Caminha (2013), Matthews (2011) e Coelho Jr e Carmo (1991);e a ludicidade, avultando a brinquedoteca como espaço propício para este dimensionamento da criança estudada, tendo referências em Kishimoto (1994,2008), Rau (2011), Brougère (2004,2015), Wajskop (2007) e Gimenes e Teixeira (2011) nesta discussão. De caráter qualitativo, esta pesquisa buscou, na Brinquedoteca da Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual, (Laramara), em São Paulo, elementos compositores para o encontro dos objetivos propostos, trazendo concretude a esta investigação composta pela observação, registro e posterior análise de oito crianças com baixa visão, com faixa etária média de quatro anos de idade, todas com percepção e acuidade de cores. Os dados levantados revelaram que a prática do brincar na brinquedoteca é fundamental para o desenvolvimento de crianças com baixa visão, já que exploram suas vias perceptuais de que dispõem na tentativa de desvelar o derredor, com seu corpo, próprio neste contato com o mundo. Ainda, a validação de alternativas lúdicas oferecidas a este público iluminado pela percepção quando está em contato com este espaço significaram a projeção de caminhos mais elaborados e, portanto, indiretos, para sua interação com o entorno.
Abstract: The following research highlights the attempt of low-sight children's immersed in a toy-library ludic context, involved by playing practices. Established that embryonic academic ground our investigation aims to reach the general objective of peering the perception of low-sight children in a toy-library; additionally, it reaches to register and to reflect concerning both the perceptual vias they use in this recreative environment and the ludic possibilities offered to them in the light of the perception when they are in contact with this location. The theoretical foundation supports the visual impairment universe, especially about low sight, highlighting Masini (2007), Dall'Acqua (2002), Natalie Barraga (1977,1980,1985), Gasparetto and Nobre (2007), Amiralian (2004) and Ormelezi (2010); the debate about Merleau- Ponty's (2004, 2011, 2015) perception, together with the contributions of Masini (2003, 2007, 2012), Caminha (2013), Matthews (2011) and Coelho Jr and Carmo (1991); and the playfulness enlarging the toy-library as a propitious space for this dimensioning of the studied children, having as references Kishimoto (1994,2008), Rau (2011), Brougère (2004,2015), Wajskop (2007) and Gimenes and Teixeira (2011) in this discussion. Of a qualitative type, this study searched, at the Toy-library from "Brazilian Association for Assistance to Visual Impaired People" (Laramara), composing features to reach the proposed objectives, bringing concreteness to this investigation composed by observation, recording and later analysis of eight low-vision children, in the age group of around four years old, all of them with color perception and acuity. The surveyed data have revealed that the practice of playing at the toy-library is essential for the development of children with low vision, once are explored their perceptual feelings, which they dispose in the attempt to exhibit what is around them, with their own bodies in contact with this universe. Yet, the validation of ludic alternatives offered to this public enlightened by the perception when in contact with this environment has meant the projection of more well drafted ways and, therefore, indirect, for their interaction with the surrounding environment.
Palavras-chave: baixa visão;  percepção;  corpo;  ludicidade;  brinquedoteca
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Citação: MOREIRA, Vânia Warwar Archanjo. Crianças com baixa visão em uma brinquedoteca: o perceber na ludicidade. 2018. 170 f. Tese (Educação, Arte e História da Cultura) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3696
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19130
Data de defesa: 16-Ago-2018
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3696/5/V%C3%A2nia%20Warwar%20Archanjo%20Moreira.pdf
Aparece nas coleções:Educação, Arte e História da Cultura - Teses - CEFT Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons