Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19124
Tipo do documento: Tese
Título: Faria de Vasconcelos e as diretrizes da pedagogia científica na formação matemática do professor primário (1909-1960)
Autor: Marques, Josiane Acácia De Oliveira
Primeiro orientador: Ambrogi, Ingrid Hötte
Primeiro membro da banca: Mizukami, Maria da Graça Nicoletti
Segundo membro da banca: Gobbi, Maria Aparecida
Terceiro membro da banca: Pinheiro, Nara Vilma Lima
Quarto membro da banca: Andrade, Maria de Fátima Ramos de
Resumo: Esta pesquisa apresenta os resultados da investigação que buscou compreender como foi construído nas orientações interpretadas nas obras do autor português Faria de Vasconcelos, um discurso científico para o ensino de aritmética e como tal discurso foi apropriado em manuais pedagógicos brasileiros e traduções estrangeiras que circularam no Brasil, orientando as práticas pedagógicas dos professores primários de 1930 a 1960. Para a escrita desta tese, além de manuais pedagógicos, lançamos mão de outras fontes documentais como periódicos e programas de ensino vigentes na época. A análise foi feita sob a ótica da história cultural valendo-se dos estudos dos autores Michel de Certeau (2011b) sobre circulação, estratégias e táticas, e Roger Chartier (1990) sobre apropriação e representação. As orientações versadas nos manuais pedagógicos para o ensino de aritmética - Como se ensina aritmética: didática (1933) e Como se ensina a raciocinar em aritmética: psicologia experimental e didática (1934) – estavam apoiadas em dois pilares: o estudo científico da criança e o conhecimento psicológico da disciplina. Esta seria a prescrição, de acordo com o autor luso para se obter êxito no ensino de aritmética. Este discurso científico instruía os professores e estudantes de escola normal a se inteirar dos estudos da psicologia experimental do momento, antes de ensinar quaisquer saberes, inclusive os saberes aritméticos. Os estudos científicos sobre a criança defendidos por Faria de Vasconcelos, compreendiam os estudos psicológicos e fisiológicos dos alunos, considerando a idade ideal para a aprendizagem, o nível de maturidade para o ensino de operações aritméticas, as capacidades mentais e o raciocínio. O conhecimento psicológico da disciplina compreendia ajustar as técnicas de ensino a necessidade individual da criança. Assim, para o ensino e a aprendizagem de aritmética era necessário o professor fazer uso de instrumentos da Pedagogia Científica, como a aplicação do método de testes com o intuito de mensurar o conhecimento da criança, diagnosticar as causas dos erros cometidos pelos alunos e professores. Em posse dessas informações o professor poderia reparar tais erros com o emprego de métodos/técnicas de ensino previamente experimentadas. Faria de Vasconcelos incentivava em seus manuais que a escola se tornasse um laboratório de experimentação científica com o intuito da renovação do ensino, proposição advinda do ideário da Escola Nova. As orientações apresentadas nas obras de Vasconcelos circularam entre os professores do curso primário por meio de apropriações feitas por outros autores de manuais pedagógicos, sendo incorporadas na cultura escolar brasileira.
Abstract: This research presents the results of the investigation that aimed to understand, under orientations found in the works of the Portuguese author Faria de Vasconcelos, a scientific discourse to the teaching of arithmetic and how this discourse was appropriated in Brazilian pedagogical manuals and foreign translations that circulated in Brazil, guiding the pedagogical practice of primary school teachers between 1930 and 1960. To write this thesis, in addition to pedagogical manuals, other documentary sources were used, as periodicals and teaching programmes ruling at that time. The analysis was made under historical and cultural perspective, employing the studies of the authors Michel de Certeau (2011b) on circulation, strategies and tactics, and Roger Chartier (1990) concerning appropriation and representation. The instructions contained in the pedagogical manuals for teaching arithmetic – Como se ensina aritmética: didática (1933) e Como se ensina a raciocinar em aritmética: psicologia experimental e didática (1934) – were supported by the child scientific study and the subject psychological knowledge. This would be the prescript, according to the Portuguese author, to succeed in teaching arithmetic. This scientific discourse instructed normal school teachers and students to acquaint themselves with the experimental psychology studies of the moment, before teaching skills, including arithmetic. The scientific studies about children, endorsed by Faria de Vasconcelos, consisted of psychology and physiology researches taking into consideration their ideal age, maturity to learn arithmetical operations, mental capacity and rationality. The subject psychological knowledge involved adjusting teaching methods to the child’s needs. Thus, to teach arithmetic, the teacher needed to adopt aspects of Scientific Pedagogy, as application of arithmetic tests, for the purpose of measuring the child’s knowledge, to determine the causes of mistakes made by students and teacher in arithmetic. Farias de Vasconcelos encouraged in his manuals that the school became a scientific experimentation laboratory in order to renovate teaching, a proposition from the philosophy of Progressive Education. The guidance presented in Vasconcelos works were disseminated to primary school teachers through appropriations made by other authors of pedagogical manuals, being incorporated into the Brazilian school culture.
Palavras-chave: ensino de aritmética;  pedagogia científica;  manuais pedagógicos;  Vasconcelos, Faria de;  método de testes;  escola nova;  formação de professores
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Citação: MARQUES, Josiane Acácia De Oliveira. Faria de Vasconcelos e as diretrizes da pedagogia científica na formação matemática do professor primário (1909-1960). 2018. 167 f. Tese (Educação, Arte e História da Cultura) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3644
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19124
Data de defesa: 4-Jun-2018
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3644/5/Josiane%20Ac%C3%A1cia%20de%20Oliveira%20Marques.pdf
Aparece nas coleções:Educação, Arte e História da Cultura - Teses - CEFT Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons