Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19096
Tipo do documento: Tese
Título: Eletrofisiologia do processamento semântico e emocional de crianças com Transtorno do Espectro do Autismo em tarefas com interação materna
Autor: Valasek, Claudia Aparecida
Primeiro orientador: Boggio, Paulo Sérgio
Primeiro membro da banca: Cravo, André Mascioli
Segundo membro da banca: Macedo, Elizeu Coutinho de
Terceiro membro da banca: Osório, Ana Alexandra Caldas
Quarto membro da banca: Pinheiro, Ana Patrícia Teixeira
Resumo: Pacientes com transtorno do espectro do autismo apresentam déficits significativos no desenvolvimento e processamento de linguagem, assim como prejuízo no processamento e interpretação de emoções. Por outro lado, anomalias nestes processos parecem interferir com o funcionamento social destes pacientes. Não obstante, os mecanismos neurocognitivos subjacentes ao processamento de prosódia, expressão facial e semântico de objetos em pacientes com autismo permanecem ainda mal compreendidos, especialmente se considerada a faixa etária de 3 a 6 anos. Ademais, os estudos existentes sobre estes processos utilizando metodologias de elevada resolução temporal, como a eletroencefalografia, são ainda escassos. Por conseguinte, os estudos apresentados nesta tese tiveram como objetivo compreender os mecanismos eletrofisiológicos subjacentes a tarefas de processamento semântico de objetos, de expressão emocional e prosódia com a interação materna e com interação de pessoa desconhecida. Com efeito, foram desenvolvidos três experimentos com recurso à metodologia de potenciais evocados (do inglês event-related potentials – ERP) em virtude da sua resolução temporal. Resultados controversos a literatura foram encontrados, uma vez que foi observada a presença de marcadores eletrofisiológicos subjacentes ao processamento de informação semântica (N400) e componentes sensoriais básicos (P1, N170, N100 e P200) no grupo com autismo semelhante ao grupo controle. Além disso, foi observado que a voz materna elicia maior amplitude em alguns componentes eletrofisiológicos, principalmente no grupo com autismo. Estes resultados evidenciam a influência materna no processamento de informações semânticas e, consequentemente, no desenvolvimento cognitivo e social da criança, sendo que nesse estudo a habilidade de atenção compartilhada parece preservada em crianças com autismo em relação à interação materna.
Abstract: Patients with autism spectrum disorder display severe deficits in the development and processing of language, as well as abnormalities when processing and recognizing emotions. Furthermore, impairments in these processes seem to interfere with the social functioning of these patients. Nevertheless, the neurocognitive mechanisms underlying the processing of prosodic, facial expression and semantic processing of objects in patients with autism is still poorly understood, especially when considering the age range from 3 to 6 years old. Moreover, the existing studies on these processes using high-temporal resolution methods, such as electroencephalography, are still scarce. Therefore, the studies presented in this dissertation aimed to investigate the electrophysiological correlates underlying tasks of semantic processing of objects, facial and prosodic emotional expression with maternal and unknown person interaction. Thus, three experiments using the event-related potentials method were developed in virtue of its exceptional temporal resolution. Results different from the literature were found, since the presence of electrophysiological markers underlying the processing of semantic information (N400) and basic sensory components (P1, N170, N100 e P200) were observed in the group of autism and control group. Moreover, the mother’s voice elicited increased amplitude in some electrophysiological components, mainly in the group of autism. These results demonstrate the important maternal influence in the processing of semantic information and, hence, in the cognitive and social development of the child, seeming the ability of joint attention preserved in children with autism in relation to the maternal interaction.
Palavras-chave: autismo;  transtorno do espectro do autismo;  EEG (Eletroencefalografia);  potencial evocado;  expressão facial;  processamento semântico;  linguagem;  prosódia;  interação materna
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: VALASEK, Claudia Aparecida. Eletrofisiologia do processamento semântico e emocional de crianças com Transtorno do Espectro do Autismo em tarefas com interação materna. 2017. 123 f. Tese (Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3387
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/19096
Data de defesa: 17-Ago-2017
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3387/5/Claudia%20Aparecida%20Valasek.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Teses - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons