Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18924
Tipo do documento: Dissertação
Título: Influência de colaterais e idade na estrutura de capital das empresas
Autor: Silva, Wanderson Heiderich Lizardo da
Primeiro orientador: Jucá, Michele Nascimento
Primeiro membro da banca: Hadad Junior, Eli
Segundo membro da banca: Campos, Anderson Luís Saber
Resumo: Empresas alteram sua estrutura de capital por diversos motivos, incluindo dificuldade de acesso ao mercado de dívidas, momento do seu ciclo de vida, casamento entre montante e maturidade das fontes de captação com suas decisões de investimento. Quando elas têm acesso ao mercado de crédito, os terceiros exigem garantias reais ou colaterais - ativos imobilizados, estoques e contas a receber. Entretanto, a opção por essa fonte de captação depende do seu ciclo de vida, entre outros aspectos. Empresas em fase de crescimento optam por capital de terceiros por ser mais barato, em função do benefício da dedução tributária. Já aquelas que se encontram em fase de declínio possuem pouca necessidade de novos investimentos, substituindo dívidas por recursos internos. Além disso, tem-se que, à medida em que a empresa amadurece, ela aumenta seu nível de colaterais, impactando sua alavancagem financeira. Diante do exposto, o objetivo geral deste estudo é analisar se a dívida das empresas está relacionada à sua idade e colaterais. Adicionalmente, pretende-se compreender se essas variáveis facilitam ou dificultam as empresas no momento de obter capital para financiamento de suas atividades. Essa análise é realizada por meio de testes de estatística descritiva, correlação e regressão com dados em painel estático. A amostra é composta 198 companhias brasileiras não financeiras, sendo 132 de capital aberto e 66 de capital fechado. Os dados são obtidos a partir da base Capital IQ, pertencente à Standard &Poor´s (S&P), durante o período de 2010 a 2017. Como resultado, confirma-se a relação positiva entre colaterais e endividamento para as amostras de empresas de capital aberto e total. Com relação à idade, ao contrário do esperado, identifica-se uma relação positiva com a alavancagem financeira. Tal fato pode indicar uma sinalização de que empresas brasileiras mais maduras possuem maior credibilidade, facilitando seu acesso ao mercado de dívidas. Por fim, verifica-se uma relação negativa entre tempo e colateriais sobre as dívidas. Isso pode ocorrer em função de uma eventual piora da qualidade desses colateriais ao longo do tempo. Caso isso seja uma realidade, a percepção de risco pelos credores não se reduz, desestimulando novas concessões de recursos.
Abstract: Companies change their capital structure for a variety of reasons, including difficulty in accessing the debt market, timing of their life cycle, marriage between amount and maturity of funding sources with their investment decisions. When they have access to the credit market, third parties require collateral or collateral - fixed assets, inventories and accounts receivable. However, the choice for this source of funding depends on its life cycle, among other aspects. Growing companies opt for third-party capital for being cheaper, depending on the benefit of the tax deduction. Even those that are in the phase of decline have little need of new investments, replacing debts by internal resources. Moreover, it has been that, as the company matures, it increases its collateral level, impacting its financial leverage. In view of the foregoing, the general objective of this study is to analyze whether corporate debt is related to its age and collateral. In addition, it is intended to understand if these variables facilitate or hinder companies in obtaining capital to finance their activities. This analysis is performed through descriptive statistical tests, correlation and regression with static panel data. The sample is composed of 198 Brazilian non-financial companies, of which 132 are publicly-held and 66 are privately held. The data are obtained from the Capital IQ database, owned by Standard & Poor's (S&P), during the period from 2010 to 2017. As a result, the positive relationship between collaterals and indebtedness for publicly traded companies and total. Regarding age, contrary to expectations, a positive relationship with financial leverage is identified. This fact may indicate a sign that more mature Brazilian companies have greater credibility, facilitating their access to the debt market. Finally, there is a negative relationship between time and collaterals on debts. This may occur due to a possible deterioration in the quality of these collaterals over time. If this is a reality, the perception of risk by creditors is not reduced, discouraging new concessions of resources.
Palavras-chave: estrutura de capital;  colateral;  idade;  painel estático
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA)
Programa: Administração de Empresas
Citação: SILVA, Wanderson Heiderich Lizardo da. Influência de colaterais e idade na estrutura de capital das empresas. 2018. 48 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3748
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18924
Data de defesa: 9-Ago-2018
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3748/2/WANDERSON%20HEIDERICH%20LIZARDO%20DA%20SILVA.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Dissertações - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.