Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18814
Tipo do documento: Dissertação
Título: O desenho como registro das transformações na arquitetura: Vila Modernista de Flávio de Carvalho e Casas Ecléticas da Alameda Olga
Autor: Lopes, Marcos Martins
Primeiro orientador: Perrone, Rafael Antonio Cunha
Primeiro membro da banca: Lima, Ana Gabriela Godinho
Segundo membro da banca: Santos, Ademir Pereira dos
Resumo: Por meio de uma interpretação gráfica, são representadas as transformações ocorridas sobre as edificações que compõem dois conjuntos residenciais diferentes, desde sua construção até hoje, a saber: Vila Modernista, projetada por Flávio de Carvalho, entre 1936 e 39 e casas da alameda Olga, de feições do neoclássico italiano, construídas nas primeiras décadas do século 20, ambos na cidade de São Paulo. Para abranger as ocorrências durante este período, é adotada uma metodologia no intuito de compilar e selecionar o material iconográfico significativo, então disponível nas fontes impressas e digitais. Os mesmos são convertidos em imagens a partir da linguagem do desenho, realizados pelo autor dessa pesquisa e posteriormente editados como peças gráficas. As imagens tem como objetivo registrar basicamente dois períodos que demarcam o estado atual e original da Vila Modernista e Alameda Olga, que cobrem mais de 80 anos. Os dois casos foram alvo de intervenções, de caráter vernacular, fenômeno recorrente, que verifica-se nas edificações, para atender necessidades ocasionais ou adaptação de seus espaços na mudança de uso. Em decorrência disso, propõe-se, no confronto entre ambos, constatar as contradições, incertezas, perda de significados e o antagonismo que os distinguem em suas configurações originais, como também as transformações que as desqualificam de seus propósitos conceituais, criando, ironicamente, uma identidade entre os dois casos, para revelar os elementos que as tornam subjacentes e veladas pelo cotidiano. Para percepção dessas particularidades, adota-se uma metodologia que utiliza o desenho como forma de compreender o problema de maneira visual e comparativa neste período, das diversas intervenções ocorridas naquele contexto, reforçando no processo gráfico a dialética de ênfase e exclusão.
Abstract: Through a graphical interpretation, the building’s changes are represented in two different residential sets, since their construction until today: Modernist Village, designed by Flávio de Carvalho, between 1936 and 39 and the Boulevard Olga, with italian neoclassical features, built in the first decades of the 20th century, both in the city of São Paulo. To study occurrences during this period, is adopted a methodology to compile and select significant iconographic material, available in printed and digital sources. Those are converted to images through drawing language, made by the author of this research and later published as graphic pieces. The images aims to register basically two periods that marked the original and current state of Modernist Village and Olga Alley. Over 80 years, the two cases were the subject of interventions of vernacular character, a recurring phenomenon, which occurs in buildings, to meet occasional needs or adaptation of their spaces in the change of use. As a result, it is proposed a confrontation between both cases, to see the contradictions, loss of meaning and the antagonism that set them apart in their original settings, as well as the transformations that disqualify its conceptual purposes, creating, ironically, an identity between the two cases, to reveal the underlying elements veiled in everyday life. For perception of these particularities, it was adopted a methodology that uses drawing as a way to understand the problem of visual and comparative way in this period, the various interventions that occurred in that context, reinforcing the process chart the dialectic of emphasis and exclusion.
Palavras-chave: Vila Modernista;  arquitetura vernacular;  desenho;  transformações na arquitetura;  intervenções na arquitetura
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO::PROJETO DE ARQUITETUTA E URBANISMO
CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU)
Programa: Arquitetura e Urbanismo
Citação: LOPES, Marcos Martins. O desenho como registro das transformações na arquitetura : Vila Modernista de Flávio de Carvalho e Casas Ecléticas da Alameda Olga. 2016. 215 f. Dissertação (Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3301
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18814
Data de defesa: 27-Abr-2016
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3301/5/Marcos%20Martins%20Lopes.pdf
Aparece nas coleções:Arquitetura e Urbanismo - Dissertação – FAU Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons