Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18399
Tipo do documento: Dissertação
Título: A influência da reforma Luterana no processo de formação do estado-nação alemão
Autor: Bertolla, Mariana Pimenta
Primeiro orientador: Liberal, Márcia Mello Costa de
Primeiro membro da banca: Pereira, João Baptista Borges
Segundo membro da banca: Mercado, Martha
Resumo: A dissertação analisa a influência política da Igreja no Estado, tema polêmico com raízes de grande profundidade na história, principalmente no período de formação dos Estados, quando a Igreja possuía muitas riquezas e poder e dominava a instrução, influenciando a base política e infiltrando as autoridades seculares. A partir dessa realidade, o objetivo desse estudo é fornecer uma visão, de uma forma geral, de como a Reforma Protestante influenciou a política, especificamente na Alemanha e em seu processo tardio de unificação. Procura-se compreender como a cisão da Igreja, a partir da Reforma Protestante, gerou conseqüências no mundo político. Para analisar o papel do protestantismo na formação do Estado-nação alemão, analisa-se um histórico da Igreja Católica, mostrando a sua evolução e como, no período medieval, se tornou uma instituição independente e autônoma, possuidora de diversas terras, riquezas e do monopólio do conhecimento. Uma instituição capaz de exercer grande influência política e social, tanto no povo como nas autoridades seculares. A pesquisa se organiza a partir do seguinte problema central: há, de fato, uma real influência do protestantismo na formação do Estado-nação alemão? Com base em argumentos históricos e teológicos, a hipótese sugerida é que o protestantismo exerceu influência na formação do pensamento político moderno, mais especificamente na própria formação do conceito de Estado-nação alemão, a partir de constatações como: o real poder exercido pela Igreja Católica no governo dos territórios europeus, influência esta que se estendeu ao luteranismo na cisão do cristianismo, principalmente quando este foi utilizado por príncipes que buscavam autonomia regional, o que levou ao fortalecimento da segregação interna dos territórios que viriam a constituir a Alemanha.
Abstract: This dissertation analyses the Church s political influence on the State, a controversial topic with roots of great depth in history, especially in the period when the States were being formed, when the Church had many riches and power and dominion over education, affecting the political basis and infiltrating the civil authorities. Therefore, this study s goal is to provide a general look of how the Protestant Reformation influenced the politics, specifically in Germany and in its late unification process; and to understand how the Church s division, starting with the Protestant Reformation, generated consequences in the political world. In order to analyze the role of Protestantism in the formation of the German nation, the Catholic Church s history was analyzed, showing its evolution and how in the medieval period, it became an independent and autonomous institution, that possessed many lands, riches and the monopoly of knowledge. An institution capable of exercising great political and social influence in the people and in the civil authorities. This research is organized around the question: is there in fact a real influence of Protestantism in the formation of the German nation? Based on historical and theological arguments, the suggested hypothesis is that the Protestantism influenced the formation of the modern political thought, more specifically in the formation of the concept of German nation, given the verifications as: the real power the Catholic Church had over the government of the European territories, influence that was extended to Lutheranism in Christianity s division, especially when it was used by princes who sought regional autonomy, which led to the strengthening of the internal segregation of the territories that would come to constitute Germany.
Palavras-chave: reforma protestante;  luteranismo;  estado-nação alemão;  política;  protestant reformation;  Lutheranism;  german nation;  politics
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Religião
Programa: Ciências da Religião
Citação: BERTOLLA, Mariana Pimenta. A influência da reforma Luterana no processo de formação do estado-nação alemão. 2009. 109 f. Dissertação (Mestrado em Religião) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2522
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18399
Data de defesa: 17-Fev-2009
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2522/1/Mariana%20Pimenta%20Bertolla.pdf
Aparece nas coleções:Ciências da Religião - Dissertação - CEFT Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.