Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18274
Tipo do documento: Tese
Título: Filosofia analítica e a produção artística contemporânea: a teoria do conceito agregativo como proposta de superação do desafio da escalabilidade à teoria estética
Autor: Siqueira, Jean Rodrigues
Primeiro orientador: Almeida, Jane Mary Pereira de
Primeiro membro da banca: Martins, Mirian Celeste Ferreira Dias
Segundo membro da banca: Campato, Roger Fernandes
Terceiro membro da banca: Bortulucce, Vanessa Beatriz
Quarto membro da banca: Ramme, Noeli
Resumo: O presente trabalho propõe uma investigação interdisciplinar a respeito da lógica do conceito ARTE, isto é, acerca das circunstâncias que justificam a categorização de algo por meio da expressão predicativa “é arte”. Sua premissa histórica fundamental é de que nas décadas finais do século XIX a produção artística sofreu mudanças estruturais cuja radicalização nos séculos seguintes evidenciaram de modo inequívoco as limitações das teorias estéticas orientadas pelo modelo clássico de definição. Como até meados do século XX os processos de categorização nos mais diversos âmbitos teóricos eram compreendidos à luz desse modelo, é possível dizer que a teoria estética foi confrontada com a necessidade de uma nova visão sobre a natureza desses processos. Com base nessa premissa, o problema norteador deste trabalho foi pensado como um análogo das demandas por escalabilidade envolvendo sistemas de informação: como dar conta de uma ampliação e diversificação exponencial de dados sem comprometer a eficácia operacional da sustentação responsável por seu processamento? Daí a ideia de um “desafio da escalabilidade” à teoria estética e o problema de sua superação, principalmente face os desdobramentos da arte contemporânea. Tomando como horizonte bibliográfico as discussões produzidas no contexto da filosofia contemporânea, mais especificamente no seio da tradição conhecida como “filosofia analítica”, este trabalho defende a tese de que a teoria do conceito agregativo elaborada pelo filósofo inglês Berys Gaut oferece elementos para uma compreensão da lógica do conceito ARTE capaz de superar satisfatoriamente o desafio da escalabilidade.
Abstract: The present work proposes an interdisciplinary investigation concerning the logic of the concept ART, that is, about the circumstances that justify the categorization of something through the predicative expression “is art”. Its fundamental historical premise is that in the final decades of the nineteenth century artistic production underwent structural changes whose radicalization in the following centuries unmistakably evidenced the limitations of aesthetic theories oriented by the classical model of definition. As the processes of categorization in the most diverse theoretical fields were understood in the light of this model until the midtwentieth century, it is possible to say that the aesthetic theory was confronted with the necessity of a new vision on the nature of these processes. Based on this premise, the guiding problem of this work was thought as an analog of the demands for scalability involving information systems: how to account for an exponential expansion and diversification of data without compromising the operational effectiveness of the support responsible for its processing? Hence the idea of a “scalability challenge” to the aesthetic theory and the problem of its overcoming, mainly in face of the unfolding of contemporary art. Taking the discussions produced in the context of contemporary philosophy as its bibliographic horizon, more specifically in the tradition known as “analytical philosophy”, this work defends the thesis that the cluster concept theory elaborated by the English philosopher Berys Gaut offers elements for an understanding of the logic of the concept ART capable of overcome the scalability challenge in a satisfactory way.
Palavras-chave: conceito arte;  concepção clássica de definição;  filosofia analítica;  desafio da escalabilidade;  teoria estética
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA::HISTORIA DA FILOSOFIA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA::METAFISICA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA::EPISTEMOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Educação, Filosofia e Teologia (CEFT)
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Citação: SIQUEIRA, Jean Rodrigues. Filosofia analítica e a produção artística contemporânea: a teoria do conceito agregativo como proposta de superação do desafio da escalabilidade à teoria estética. 2017. 264 f. Tese( Educação, Arte e História da Cultura) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3241
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18274
Data de defesa: 16-Fev-2017
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3241/5/Jean%20Rodrigues%20Siqueira.pdf
Aparece nas coleções:Educação, Arte e História da Cultura - Teses - CEFT Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.