Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18152
Tipo do documento: Dissertação
Título: Descortesia linguística: ameaça à imagem nos debates presidenciais brasileiros de 1989 e de 2014
Autor: Andrade, Mariana Santos de
Primeiro orientador: Batista, Ronaldo de Oliveira
Primeiro membro da banca: Hilgert, José Gaston
Segundo membro da banca: Aquino, Zilda Gaspar Oliveira de
Resumo: O discurso político costuma ser marcado por embates entre os candidatos a uma eleição, que procuram estabelecer uma imagem que corresponda ao esperado pela sociedade. Em meio a controvérsias existentes entre os políticos, é possível que o discurso proferido por eles seja marcado por estratégias específicas que visam à manutenção das imagens e ao ataque à imagem dos oponentes, tendo em vista a conquista de votos. Esta pesquisa propôs, então, uma análise de dois debates presidenciais a partir da perspectiva dos estudos da descortesia. O problema central da pesquisa pode ser refletido por meio de duas perguntas: a) De que modo ocorre a manifestação da descortesia, ponderando acerca dos atos de ameaça à imagem, nos debates presidenciais brasileiros de 1989 e de 2014? b) Considerando o material de análise, as estratégias descorteses mudaram em circunscrições temporais distintas? Partindo desses questionamentos, podem-se elaborar hipóteses que serão analisadas para orientar a escrita desta dissertação: a) no debate político ocorre uma interação polêmica. Dessa forma, é necessário que os candidatos se mantenham constantemente atentos para preservar suas imagens, considerando o objetivo de conquistar votos; b) o processo comunicacional é orientado por fatores linguísticos, culturais, ideológicos e sociais. Como parte de um complexo que envolve ações de linguagem e práticas comunicativas, notam-se, em geral, presentes nos atos linguísticos estratégias necessárias para instalar e manter a harmonia. No entanto, podem existir determinados tipos de interação, conflituosos por natureza, nos quais a cortesia deixa de ser a regra; c) as estratégias de descortesia podem sofrer alterações no decorrer do tempo. Tendo em mira o problema central e as hipóteses levantadas, pretende-se analisar os debates apontados sob a perspectiva da Pragmática, a partir de pressupostos teóricos de Bravo (1999, 2003, 2004a, 2004b), de Blas Arroyo (2001, 2011) e de Silva (2013).
Abstract: Political discourse is often marked by clashes between the candidates for an election, who try to establish a self-image (face) that matches society expectations. Considering the controversies among politicians, it is possible that the speech given by them is marked by specific strategies aimed at maintaining their faces and at attacking their opponents’ faces, in order to obtain votes. This research analyses two presidential debates from the perspective of impoliteness studies. The central research problem can be reflected through two questions: a) How is the manifestation of impoliteness, considering the acts that threat the face, in the Brazilian presidential debates of 1989 and 2014? b) In view of the analysis, were there changes in the use of impolite strategies in different temporal divisions in the use of the Brazilian Portuguese? Based on these questions, we developed hypotheses that will be analyzed to guide the writing of this research: a) the political debate is a controversial interaction. Thus, it is necessary that the candidates remain constantly vigilant to preserve their faces, given the goal of winning votes; b) the communication process is guided by linguistic, cultural, ideological and social factors. As part of a complex that involves language and communicative practices of action, we note generally present in linguistic acts strategies needed to install and maintain harmony. However, there may be certain types of interaction in which impoliteness is the rule; c) impoliteness strategies may change over time. In light of the central problem and hypotheses, we intend to analyze the debates a perspective established in Pragmatics, based on the theoretical assumptions proposed by Bravo (1999, 2003, 2004a, 2004b), Blas Arroyo (2001, 2011) and Silva (2013).
Palavras-chave: descortesia;  ameaça à imagem;  discurso político;  debate político
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Comunicação e Letras (CCL)
Programa: Letras
Citação: ANDRADE, Mariana Santos de. Descortesia linguística: ameaça à imagem nos debates presidenciais brasileiros de 1989 e de 2014. 2017. 186 f. Dissertação( Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3226
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18152
Data de defesa: 22-Mar-2017
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3226/5/Mariana%20Santos%20de%20Andrade.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.