Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18124
Tipo do documento: Dissertação
Título: Era uma vez um crime : representaçőes do mal na revista Veja
Autor: Menezes, Mariana Leijoto Pinto Oliveira e
Primeiro orientador: Guimarães, Alexandre Huady Torres
Primeiro membro da banca: Paiero, Denise Cristine
Segundo membro da banca: Batista, Cicélia Pincer
Resumo: O jornalismo de revista sempre buscou aproximar-se do leitor por meio de sua organização temática e narrativa de modo distinto e mais aprofundado, em função inclusive de sua periodicidade, que o jornal diário. Nas reportagens e matérias sobre violência, o viés literário e opinativo se evidencia pela utilização de recursos narrativos que revelam um ambiente narrativo sofisticado e intencionalidades, ideologias e meios de conduta que se comunicam com a sociedade e seu modo de lidar com o grotesco e o brutal. O intuito da presente dissertação, fruto de projeto de pesquisa iniciado durante a graduação em Jornalismo é verificar, por meio da análise da reportagem do caso Elize Matsunaga publicada na revista Veja, como se engendram os elementos narrativos na produção jornalística que tratam de violência e aproximam-se da literatura utilizando referências aos contos de fadas para conectar-se com o leitor. Além de conceituar o jornalismo de revista e suas estratégias discursivas, o presente estudo analisa os meios de produção da revista Veja e os textos verbais e não verbais associados aos contos de fadas no corpus selecionado para, por fim, debruçar-se sobre uma reflexão acerca da necessidade jornalística– e humana– de narrar, discutir e pensar o mal.
Abstract: The magazine journalism has always tried to approach its readers through thematic and narrative organization, in a more distinct and deep form, - even because of its periodicity - than daily newspaper. In the reports and materials produced on violence, literary and opinionated bias becomes evidenced by the use of narrative resources that reveal a sophisticated narrative environment with intentions, ideologies and ways of conduct that communicate with the society and its way of dealing with the brutal and the grotesque. The purpose of this dissertation research project, initiated during journalism graduation is to verify, through the analysis of Elize Matsunaga's case report published in Veja magazine, how narrative elements engender in the journalistic production to deal with violence and use literature references to fairy tales to connect with the reader. In addition to conceptualizing the magazine journalism and its discursive strategies, this study analyzes the magazine's means of production, and studies verbal and non-verbal texts associated with fairy tales in the selected corpus to finally look into the journalistic- and human need- to narrate, discuss and think evil.
Palavras-chave: jornalismo;  revista;  contos de fadas;  violência;  sensacionalismo.
Área(s) do CNPq: CNPQ::OUTROS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Comunicação e Letras (CCL)
Programa: Letras
Citação: MENEZES, Mariana Leijoto Pinto Oliveira e. Era uma vez um crime : representaçőes do mal na revista Veja. 2016. 143 f. Dissertação( Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3016
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18124
Data de defesa: 30-Set-2016
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3016/5/Mariana%20Leijoto%20Pinto%20Oliveira%20e%20Menezes.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.