Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18123
Tipo do documento: Dissertação
Título: Uma leitura do mito da nacionalidade em Eurico, o presbítero
Autor: Melo, Cristiane Maria Paiva de
Primeiro orientador: Santos, Elaine Cristina Prado dos
Primeiro membro da banca: Bridi, Marlise Vaz
Segundo membro da banca: Ceschin, Osvaldo Humberto Leonardi
Resumo: Novos autores, novos romances e novos pensamentos podem fazer com que os romances do século XIX pareçam ultrapassados. Entretanto, ao falarmos de mito, entendemos que este é completamente atemporal, estando presente desde o início dos tempos, da criação do Universo até o momento presente. Esta pesquisa visa contribuir para os mais diversos caminhos que o estudo do mito pode ter, para as diversas formas que o herói pode ser representado e qual é a sua ligação com o leitor desta obra. Em nossa pesquisa, buscamos compreender a importância da obra Eurico, o presbítero de Alexandre Herculano na modernidade e quais caminhos levaram o autor para compor um livro que contasse a luta de um povo pela liberdade de sua nação. Para isso, buscamos fontes históricas do próprio criador da obra em seus Opúsculos e na sua História de Portugal. Nossa metodologia baseou-se em obras críticas. Iniciamos nosso trabalho com a contextualização do momento histórico em que a obra foi criada, sendo estes o social, político e econômico (Saraiva e Lopes, Arnold Hauser); no momento histórico em que a obra é narrada (Jacques Le Goff, Andrew Perry e Edward Gibbon); no estudo do Romantismo (José Augusto França, Alberto Ferreira) e para o estudo do mito, primeiramente fizemos sua contextualização, em seguida, analisamos os símbolos presentes na obra e seus significados, as características do herói, sua jornada, limiar e retorno (Joseph Campbell e Mircea Eliade). Defendemos, portanto, que o autor além que escrever uma história que foi marco do Romantismo em Portugal, tinha ainda como objetivo não apenas ser um guardião da memória, mas também de incentivar a criação de uma nova identidade portuguesa.
Abstract: New authors, new novels and new thoughts can make the novels of the nineteenth century seem outdated. However, when we speak of myth, we understand that this is completely timeless, present since the beginning of time, the Universe's creation to the present time. This research aims to contribute to the various ways that the study of the myth may have for the various ways the hero can be represented and what is its connection with the reader of this work. In our research, we understand the importance of Eurico, o presbítero of Alexandre Herculano in modernity and which paths led the author to write a book to tell the struggle of a people for freedom of their nation. For this, we seek historical sources of the creator of the novel in his own Booklets and his History of Portugal. Our methodology was based on critical works. We began our work with the context of the historical moment in which the novel was created, which are the social, political and economic (Saraiva and Lopes, Arnold Hauser); the historical moment in which the novel is narrated (Jacques Le Goff, Andrew Perry and Edward Gibbon); in the study of Romanticism (José Augusto França, Alberto Ferreira) and for the study of myth, we first made its context, then analyzed the symbols present in the work and their meanings, the characteristics of the hero, his journey, threshold and return (Joseph Campbell and Mircea Eliade). We therefore defend that the author in addition to write a story that was the first in its style of Romanticism in Portugal also aimed to not only be a guardian of memory, but also to encourage the creation of a new Portuguese identity.
Palavras-chave: Eurico;  romantismo;  Herculano;  mito;  nacionalidade
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Comunicação e Letras (CCL)
Programa: Letras
Citação: MELO, Cristiane Maria Paiva de. Uma leitura do mito da nacionalidade em Eurico, o presbítero. 2016. 136 f. Dissertação( Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2982
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18123
Data de defesa: 10-Ago-2016
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2982/5/Cristiane%20Maria%20Paiva%20de%20Melo.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.