Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18112
Tipo do documento: Dissertação
Título: A construção do duplo em Rodrigo Terra Cambará e Floriano Terra Cambará nas obras O retrato e O arquipélago de O tempo e o vento, de Erico Verissimo
Autor: Novroth, Ana Lúcia Macedo
Primeiro orientador: Atik, Maria Luiza Guarnieri
Primeiro membro da banca: Alvarez, Aurora Gedra Ruiz
Segundo membro da banca: Brait, Elisabeth
Resumo: A presente dissertação é um estudo crítico de base interpretativa que tem como proposta analisar como se dá a duplicidade – entendido o termo como consciência que se multiplica– entre as personagens Rodrigo Terra Cambará e seu filho, Floriano Terra Cambará, especificamente nos volumes de O retrato e O arquipélago, que compõem a trilogia O tempo e o vento, de Erico Verissimo. Partimos do pressuposto que o escritor se preocupou em dar densidade ao protagonista fato que o distingue de uma personagem que funciona apenas como força motriz da ação. Podemos afirmar que o escritor gaúcho, por meio de sua proficiência literária, realizou a difícil tarefa de representar a crise identitária vivenciada pelo homem moderno, segundo a qual o ser duplicado é signo de um eu fragmentado. Dentre os estudiosos mais representativos que embasaram estes objetivos, foram de fundamental importância as elaborações de Mikhail M. Bakhtin e Volochinov que versam sobre dialogismo, ideologia, discurso individual e coletivo, passando pela questão da identidade. Como suporte teórico para exame do duplo, utilizamos autores que transitam pela filosofia como Clément Rosset, pela psicologia e psicanálise como Otto Rank, Sigmund Freud, Carl Gustav Jung, C.F.Keppler. Embora os teóricos adotem juízos distintos no reexame do duplo, a abordagem foi possível uma vez que a maioria admite certa correspondência quanto à questão da alteridade. Constatamos que as obras em questão se expandem a múltiplas análises e, com isso, pudemos atualizar a literatura de Erico Veríssimo e ressignificar o mito do duplo adequando-o ao contexto histórico, embora sem alterar, em sua essência, o símbolo da busca da identidade.
Abstract: This dissertation is an analytical study on the basis interpretivist, and its goal is to analyze the generation of the dual self-understood as consciousness multiplying itself -between the character of Rodrigo Terra Cambara, and his son Floriano Terra Cambara, as narrated in the Erico Verissmo’s trilogy O tempo e o vento, more specifically retreated in the books O retrato and O arquipélago. We based our assumption on the fact that the author gave certain emphasis on the main character, in an attempt to distance him from being a mere action figure. We can ascertain that this southern Brazilian author (Gaucho) through his literary proficiency, was able to complete the difficult task of representing modern man’s identity crisis, where the second self is the product of the fragmented self. Amongst the scholars that best support this subject, of greater importance were the works of Mikhail M. Bakhtin and Volochinov, whose papers concentrate more on dialogism, ideology, individual and collective discourse, and also focus on the question of identity. As a theoretical support for better understanding of the second self, we reviewed the studies of authors that bear a philosophical basis such as Clement Rosset, and also others devoted to the study of psychology and psychoanalysis such as Otto Rank, Sigmund Freud, Carl Gustav Jung and C.F. Keppler. Although many of the studies characterize the subject of the second self in different manners, the overall concept ascertain similarities on the subject of alterity, and therefore, we were able to update Erico Verissimo’s literature realm and conceptualize in a historical manner the significance of second self, maintaining in its essence, the meaning of one self’s identity search.
Palavras-chave: Erico Verissimo;  crise identitária;  fragmentação do eu;  alteridade;  dialogismo;  duplo
Área(s) do CNPq: CNPQ::OUTROS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Comunicação e Letras (CCL)
Programa: Letras
Citação: NOVROTH, Ana Lúcia Macedo. A construção do duplo em Rodrigo Terra Cambará e Floriano Terra Cambará nas obras O retrato e O arquipélago de O tempo e o vento, de Erico Verissimo. 2016. 189 f. Dissertação( Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2990
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18112
Data de defesa: 25-Fev-2016
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2990/5/Ana%20L%C3%BAcia%20Macedo%20Novroth.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.