Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18103
Tipo do documento: Tese
Título: Capital social, risco relacional, proatividade e transformação em alianças estratégicas contratuais: um estudo na indústria farmacêutica brasileira
Autor: Ayres, Rosane Maria Soligo de Mello
Primeiro orientador: Bataglia, Walter
Primeiro membro da banca: Perez, Gilberto
Segundo membro da banca: Segatto, Andréa Paula
Terceiro membro da banca: Zilber, Moisés Ari
Quarto membro da banca: Porto, Geciane Silveira
Resumo: Este estudo tem como principal objetivo descrever a relação entre os construtos capital social, risco relacional, proatividade e transformação em alianças estratégicas. O interesse é verificar se o Capital Social e o Risco Relacional influenciam na execução das rotinas de Proatividade e de Transformação em Alianças, as quais são bem pouco exploradas na teoria e na prática da gestão de alianças. Por meio de questionário e entrevista estruturada foram coletados dados primários junto aos gestores ou participantes diretos no processo de gestão de alianças. Considerando que o objeto da pesquisa são as alianças estratégicas contratuais, a população-alvo é composta por empresas da indústria farmacêutica brasileira e de outros setores próximos que se relacionam com a indústria por meio de parcerias. Na amostra as empresas que atuam na indústria farmacêutica exercem atividades em diferentes segmentos, tais como: laboratório farmacêutico, biotecnologia, farmacoquímico; e as empresas parceiras atuantes em outros setores são as redes de farmácia (distribuidor) e os institutos de pesquisa. As empresas estão localizadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Pernambuco. Para esquematizar a teoria proposta foi elaborado um modelo estrutural, composto das relações entre os construtos, e um modelo de mensuração, composto das variáveis latentes (construtos) e das variáveis observáveis. Para testar e analisar as relações procedeu-se à técnica de análise de Modelagem de Equações Estruturais - MEE, processada pelo método de estimação Partial Least Squares (PLS). Os resultados obtidos mostraram que o Capital Social exerce influencia sobre o Risco Relacional percebido pelos gestores das alianças e sobre a Proatividade e a Transformação em Alianças. Porém, sob o efeito moderador do Risco Relacional o Capital Social reduz a execução das rotinas de Proatividade e de Transformação em Alianças. O Risco Relacional, por si só, não se mostrou capaz de influenciar a execução das rotinas. As análises das relações discutidas neste trabalho propiciaram contribuições teóricas, metodológicas e para a prática de gestão de alianças das empresas atuantes na indústria farmacêutica brasileira.
Abstract: This study has as main objective to describe the relation between the constructs: Social Capital, Relational Risk, Proactiveness, and Transformation in alliances. The interest is to verify if Social Capital and Relational Risk are potential antecedents of the execution of Proactiveness and Transformation routines in alliances that are little explored in the theory and practice of management of strategic contractual alliances. Through questionnaire and structured interview, primary data were collected from the managers or direct participants in the alliance management process. Considering that the research object is strategic contractual alliances, the target population is composed of companies from the Brazilian pharmaceutical industry and other sectors that are related to the industry through partnerships. In the sample the companies that work in the pharmaceutical industry carry out activities in different segments, such as: pharmaceutical laboratory, biotechnology, pharmacochemical; And the partner companies operating in other sectors are pharmacy networks (distributors) and research institutes. They are located in the states of São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná and Pernambuco. In order to outline the proposed theory were elaborated a structural model, composed of the causal relationships between the constructs, and a measurement model, composed of the latent variables (constructs) and the constructs’ measurable variables. In order to test and to analyze the theory, the Structural Equation Modeling (SEM) analysis technique was processed by the Partial Least Squares (PLS) estimation method. The results showed that Social Capital influences the Relational Risk perceived by the managers of the alliances and on Proactiveness and Transformation in Alliances. However, under the moderating effect of Relational Risk, Social Capital reduces the execution of Proactiveness and Transformation in Alliances. Relational Risk, by itself, was not able to influence the Proactiveness and Transformation in Alliances. The relations analyzed and discussed in this study provided theoretical, methodological and practical contributions to the alliances management in firms operating in the Brazilian pharmaceutical industry.
Palavras-chave: capital social;  risco relacional;  proatividade em alianças;  transformação em alianças;  capacidade relacional
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA)
Programa: Administração de Empresas
Citação: AYRES, Rosane Maria Soligo de Mello. Capital social, risco relacional, Proatividade e transformação em alianças estratégicas contratuais: um estudo na indústria farmacêutica brasileira. 2016. 141 f. Tese (Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3162
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18103
Data de defesa: 11-Nov-2016
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3162/5/Rosane%20Maria%20Soligo%20de%20Mello%20Ayres.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Teses - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.