Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18068
Tipo do documento: Tese
Título: Avaliação comportamental e molecular em um modelo de epilepsia do lobo temporal
Autor: Pimentel, Luciana Cristina
Primeiro orientador: Cysneiros, Roberta Monterazzo
Primeiro membro da banca: Carreiro, Luiz Renato Rodrigues
Segundo membro da banca: Silva, Regina Cláudia Barbosa da
Terceiro membro da banca: Ribeiro, Miriam Oliveira
Quarto membro da banca: Scorza, Fulvio Alexandre
Resumo: O modelo de Epilepsia do Lobo Temporal (ELT), pela administração sistêmica de pilocarpina, reproduz de forma fidedigna as características encontradas na ELT em humanos e provoca alterações comportamentais em ratos semelhantes aos sintomas do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Entretanto, não se sabe se essas alterações comportamentais estão associadas a variações na expressão gênica. O objetivo desse estudo foi descrever padrões comportamentais e indicadores moleculares do TDAH no modelo de ELT induzido por pilocarpina. Ratos Wistar machos com 25 dias pós-natal foram submetidos ao modelo de epilepsia pela administração de pilocarpina (350 mg/kg, ip) e os controles receberam salina. Os testes comportamentais (campo aberto e caixa de condicionamento operante) começaram a partir de 28 dias pós-natal. Através da Reação em Cadeia de Polimerase em Tempo Real (PCR-RT), avaliou-se a expressão de somatostatina, mGluR7 e dos receptores dopaminérgicos subtipo D1 e subtipo D5, no córtex pré-frontal e no hipocampo. Os parâmetros comportamentais foram analisados empregando-se a ANOVA Mista, seguido pelo pós-teste de Bonferroni. Para a análise de dados da expressão gênica, empregou-se teste t-Student. Os resultados foram expressos com média ± erro padrão. As diferenças foram consideradas significantes para um valor de p < 0,05. As análises foram efetuadas utilizando-se o Prism versão comercial 5.03 para Windows. Os resultados no campo aberto demonstraram diferenças estatisticamente significantes para a locomoção total, entre os grupos (F[1,144]=9,32 p=0,0076) e entre as sessões (F[9,144]= 5,74 p<0,0001), sem efeito da interação entre os fatores (F[9,144]=9,32 NS); e para atividade locomotora na zona central, em percetagem, diferença significante entre os grupos (F[1,144]=5,54 p=0,031), com efeito da interação entre os fatores (F[9,144]=3,41 p=0,0008), sem diferença entre as sessões (F[9,144]=0,75 NS). Na caixa de condicionamento operante, não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos nas condições experimentais desse estudo. Para a PCR-RT não foram observadas diferenças significantes na expressão relativa de RNAm dos genes analisados. Em conclusão, os animais com ELT apresentaram aumento da atividade locomotora e redução do comportamento tipo-ansioso. Não foram observados déficit de atenção e comportamento tipoimpulsivo. Não foram encontradas variações para a expressão gênica de somatostatina, mGluR7 e dos receptores dopaminérgicos D1 e D5, no CPF e no hipocampo. As alterações comportamentais observadas no modelo de ELT provavelmente não estão relacionadas a alterações gênicas da somatostatina e desses receptores.
Abstract: The pilocarpine model of Temporal Lobe Epilepsy (TLE) reliably reproduces the characteristics found in TLE in humans and provokes Attention-deficit/hyperactivity disorder (ADHD)-like behaviors in rodents. However, it is not known if these behavioral changes are associated with variations on genetic expression. The present study aimed to investigate behavior patterns and molecular indicators of ADHD in the pilocarpine model of TLE. Male Wistar rats at 25 day of age were submitted to animal model of TLE by pilocarpine injection (350 mg/kg, ip) and a control group received saline 0.9%. The behavioural tests (open field and operant conditioning box) started from 28 days postnatal. Through Real-Time Polimerase Chain Reaction (RT-PCR), were evaluated the expression of somatostatin, mGluR7 and dopaminergic receptors subtype D1 and subtype D5, in the pre-frontal cortex and hippocampus. Behavioral parameters were analysed using Mixed ANOVA, followed by Bonferroni for post-hoc testing. For data analyses of gene expression, t-Student test was used. The data were expressed as mean ± standard error and p-values of 0.05 or less were considered significant. The analyses were effectuated using commercial program (Prism 5.03 for windows). Results in open field for total locomotion revealed a significant difference between groups (F[1,144]=9,32 p=0,0076) and between sessions (F[9,144]= 5,74 p<0,0001), nor effect of interaction between factors (F[9,144]=9,32 NS); and for central locomotion, in percentage, was a significantly diferente between groups (F[1,144]=5,54 p=0,031), effect of interaction between the factors (F[9,144]=3,41 p=0,0008), with no difference between sessions (F[9,144]=0,75 NS). In Skinner box, no significant differences were found between the groups in experimental conditions of this study. For RT-PCR there were observed no significant differences in the expression relative of mRNA in the analyzed genes. We concluded that animals with TLE exhibited elevated locomotor activity and reduced level of anxiety-related behavior. There was observed no deficit of attention and impulsive-like behavior. There were found no variations for somatostatin gene expression, mGluR7 and dopaminergic receptors D1 and D5, in prefrontal cortex and in hippocampus. Behavioral alterations observed in the model of TLE probably are not related to gene alterations of somatostatin and these receptors.
Palavras-chave: pilocarpina;  TDAH;  epilepsia;  receptor dopaminérgico
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: PIMENTEL, Luciana Cristina. Avaliação comportamental e molecular em um modelo de epilepsia do lobo temporal. 2017. 89 f. Tese( Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3178
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18068
Data de defesa: 9-Fev-2017
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3178/5/Luciana%20Cristina%20Pimentel.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Teses - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.