Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18052
Tipo do documento: Dissertação
Título: Impacto de um modelo de capacitação sobre sinais precoces de autismo para profissionais da atenção básica de saúde
Autor: Ranalli, Nadia Maria Giaretta
Primeiro orientador: Teixeira, Maria Cristina Triguero Veloz
Primeiro membro da banca: Paula, Cristiane Silvestre de
Segundo membro da banca: Ribeiro, Wagner Silva
Resumo: O Transtorno do Espectro Autista (TEA) se caracteriza por déficits persistentes na comunicação e na interação social e por padrões repetitivos e restritos de comportamentos e interesses. O diagnóstico precoce indica que os primeiros sinais devam ser rastreados entre 18 e 24 meses de idade. Os profissionais da saúde que atuam especificamente na atenção primária necessitam estar capacitados para que possam atuar com base teórica e segurança no encaminhamento da criança que apresenta comportamento e/ou desenvolvimento atípico indicativo de suspeita de TEA. Os objetivos do estudo foram verificar mudanças em conhecimentos, atitudes e práticas de profissionais da Atenção Básica de Saúde sobre marcos de desenvolvimento e sinais em função de um curso de formação e avaliar a satisfação dos participantes com o curso de formação, especialmente o potencial de uso em seu contexto de trabalho. O presente projeto foi de tipo experimental exploratório, com medidas pré, pós e follow-up com amostra de conveniência composta por 55 profissionais de Unidades Básicas de Saúde que prestam serviços de Atenção Primária no município de Itatiba. O estudo foi dividido em quatro fases: (1) Avaliação da pré-capacitação, (2) Curso de capacitação, (3) Avaliação pós-capacitação e (4) Avaliação Follow-up. Resultados: considerando que o estudo teve como objetivo verificar nos profissionais envolvidos possíveis mudanças de conhecimento, atitudes e práticas após capacitação sobre sinais precoces de Transtorno do Espectro Autista, constatou-se que a dimensão que mostrou ter sido mais sensível à capacitação foi a de conhecimentos. Já nas dimensões atitudes e práticas, o poder estatístico da amostra não mostrou essa sensibilidade. Conclusão: o estudo verificou os maiores impactos do curso de formação na dimensão dos conhecimentos. Desde a fase pré do estudo, foram elevados os percentuais de respostas esperadas para práticas de encaminhamentos de crianças na presença de alguma alteração susceptível de TEA. Esses dados mostram certa sensibilização do grupo para a identificação de sinais precoces de TEA e de outros transtornos do neurodesenvolvimento.
Abstract: The Autism Spectrum Disorder (ASD) is characterized by persistent deficits in communication, social interaction, repetitive and restricted patterns of behaviors, interests. Early diagnosis indicates that the first signals must be traced between 18 and 24 months of age. Health professionals who work specifically in primary care need to be trained so they can act with theoretical base and security on the referral of the child with behavior and/or development atypical, which are indicative of suspected ASD. The objectives of the study were to assess changes in knowledge, attitudes and practices of Primary Health Care professionals on developmental milestones and signs due to a training course and evaluate the participants' satisfaction with the training course, especially the potential of use in their work context. This present project was an exploratory experimental type with pre, post and follow-up measures with a convenience sample of 55 Basic Health Units professionals, whom provide primary care services in Itatiba. The study divided into four phases: (1) Pre -training evaluation, (2) Training course (3) post-training evaluation, and (4) Follow-up assessment. Results: considering that the study aimed to determine changes in knowledge, attitudes and practices after training on early signs of autism spectrum disorder on the involved professionals, the dimension that has proved to be more sensitive to training was the knowledge. However in attitudes and practical dimensions the statistical power of the sample showed no such sensitivity. Conclusion: The study found the best impacts of the training course on the dimension of knowledge. Since the initial part/1} of the study, there were high percentages of expected responses for the children referrals practices in the presence of any change likely to ASD. This data shows some degree of sensitization in the group for identification of early signs of ASD and other neurodevelopmental disorders.
Palavras-chave: transtorno do espectro autista;  atenção básica;  profissionais da saúde;  capacitação
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: RANALLI, Nadia Maria Giaretta. Impacto de um modelo de capacitação sobre sinais precoces de autismo para profissionais da atenção básica de saúde. 2017. 94 f. Dissertação( Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3218
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18052
Data de defesa: 9-Fev-2017
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3218/5/Nadia%20Maria%20Giaretta%20Ranalli.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.