Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18049
Tipo do documento: Dissertação
Título: O efeito da gratidão na reavaliação cognitiva
Autor: Giglio, Ana Carolina Alem
Primeiro orientador: Boggio, Paulo Sérgio
Primeiro membro da banca: Macedo, Elizeu Coutinho de
Segundo membro da banca: Koller, Silvia Helena
Resumo: Algumas áreas da psicologia têm se voltado para a compreensão das emoções positivas e sua relação com a cognição. Pesquisas têm mostrado que emoções positivas podem estar relacionadas à ampliação do foco atencional e estabelecimento de repertório de solução de problemas. Uma das emoções que tem chamado atenção nas pesquisas e demonstrado consequências cognitivas é a gratidão, que pode estar associada ao estabelecimento de vínculos sociais, aumento do bem-estar e satisfação no relacionamento. Apesar das consequências cognitivas dessa emoção, ainda não está claro se a gratidão pode facilitar o uso eficiente de estratégias de controle cognitivo das emoções e o presente trabalho buscou responder esta pergunta. Além disso, já que a gratidão é uma emoção com grande impacto social, este estudo buscou investigar se i) compartilhar com outra pessoa experiências que trouxeram gratidão e, ii) apenas escrever sobre tais experiências, poderiam impactar de maneira distinta as habilidades de aumentar ou diminuir uma emoção utilizando estratégia de reavaliação cognitiva. Para isto 73 participantes foram divididos em três grupos: grupo1 - escreveu e compartilhou experiências de gratidão; grupo2 - apenas escreveu sobre experiências de gratidão e; grupo3 - compartilhou experiências sem conteúdo emocional. Os três tipos de intervenção duraram quatro semanas. Para avaliar a habilidade de reavaliação cognitiva foi realizado um teste de julgamento de imagens emocionais, no qual os participantes precisaram usar as estratégias de aumento de emoção positiva, diminuição de emoção negativa ou manutenção da emoção. Foram realizadas medidas comportamentais (valência e intensidade, afetos positivos/negativos e gratidão) e medidas fisiológicas (condutância de pele e frequência cardíaca). Os resultados principais mostraram que os dois grupos experimentais obtiveram: i) aumento do escore no questionário de gratidão após a intervenção, ii) uso mais eficiente das estratégias de reavaliação cognitiva na escala de valência. Tais resultados podem indicar que tanto o compartilhamento quanto o simples direcionamento de atenção para situações específicas que tenham gerado gratidão são capazes de favorecer o aumento da percepção geral de gratidão do indivíduo sobre sua própria vida e melhorar a eficiência de estratégias de controle cognitivo de emoções positivas e negativas. Além disso, o grupo que compartilhou experiências de gratidão aumentou o nível de afetos positivos, enquanto o grupo que apenas relatou, manteve-o; e o grupo controle diminuiu o nível de afetos postitivos. Tais dados podem mostrar que gratidão foi um pano de fundo para a percepção de outros estímulos positivos, mas o compartilhamento potencializou este efeito. Houve diminuição de frequência cardíaca durante a manutenção da emoção nas imagens negativas por parte do grupo2, em relação à estratégia de diminuição da emoção, sugerindo maior engajamento cognitivo durante a reavaliação. Tais dados podem indicar que o grupo que apenas relatou as experiências pode ter necessitado de maior demanda cognitiva para reavaliar de forma eficiente em comparação ao grupo1. A análise do conteúdo dos relatos demonstrou que as palavras que apareceram mais no mapa semântico dos grupos experimentais foram palavras com conteúdo relacional, diferentemente do grupo controle, indicando que a relação social pode estar atrelada à gratidão como uma condição inerente.
Abstract: Some areas of psychology have attempted to understand positive emotions and their relation with cognition. Researches have shown that positive emotions may be related to the broadening of attentional focus and establishment of problem solving repertoire. One of the emotions that has drawn attention in researches, demonstrating cognitive consequences is gratitude, which may be associated with establishing social bonds, increasing well-being and satisfaction in the relationship. Despite the cognitive consequences of this emotion, it is still not clear whether gratitude can facilitate the efficient use of strategies for cognitive control of emotions, and the present paper sought to answer this question. In addition, since gratitude is an emotion with great social impact, this study sought to investigate whether i) sharing with others experiences of gratitude and ii) only writing about such experiences could have a distinct impact on the ability to increase or to decrease an emotion (up and down regulation) using cognitive reappraisal strategy. For this study, 73 participants were divided into three groups: group1 - wrote and shared experiences of gratitude; group2 - only wrote about experiences of gratitude; and group3 - shared experiences without emotional content. The three types of intervention lasted for four weeks. To evaluate the cognitive reappraisal ability, an emotional image trial was performed, in which participants had to use strategies to increase positive emotion, decrease negative emotion or to maintain their naturally elicited emotion. Behavioral measures (valence and intensity, positive / negative affects and gratitude) and physiological measures (skin conductance and heart rate) were performed. The main results showed that the two experimental groups obtained: i) an increase in the gratitude questionnaire score after the intervention; ii) a more efficient use of the cognitive reappraisal strategy in the valence scale. Such results may indicate that both sharing and the simple attention directing to specific situations of gratitude are able to favor the increase of general perception of gratitude of the individual towards his own life and to improve the efficiency of cognitive control strategies of positive and negative emotions. In addition, the group that shared experiences of gratitude increased their level of positive affects, while the group that only wrote about their experiences maintained it; and the control group decreased the level of positive affects. These findings may show gratitude as a background for the perception of other positive stimuli, but sharing has potentiated this effect. There was a decrease in heart rate during the maintenance of elicited emotion in the negative images by group2, referring to the down-regulation strategy, suggesting greater cognitive engagement during reappraisal. These results may indicate that the group that only reported experiences of gratitude may have needed greater cognitive demand to efficiently use the reappraisal strategy compared to group1. The analysis of the content of the reports showed that the words that appeared more on the semantic map of the experimental groups were words with relational content, unlike the control group, indicating that the social relation may be linked to gratitude as an inherent condition.
Palavras-chave: gratidão;  reavaliação cognitiva;  emoção
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA COGNITIVA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: GIGLIO, Ana Carolina Alem. O efeito da gratidão na reavaliação cognitiva. 2017. 112 f. Dissertação (Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/3167
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18049
Data de defesa: 16-Fev-2017
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/3167/5/Ana%20Carolina%20Alem%20Giglio.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.