Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18017
Tipo do documento: Dissertação
Título: Concepção das deficiências entre os povos indígenas yanomami e waiwai : um olhar do pesquisador, do profissional da saúde e do educador
Autor: Machado, Giselle Ferraz
Primeiro orientador: D'Antino, Maria Eloisa Famá
Primeiro membro da banca: Assis, Silvana Maria Blascovi de
Segundo membro da banca: Bruno, Marilda Moraes Garcia
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar a concepção dos povos waiwai e yanomami sobre a deficiência e seus impactos sobre as práticas socioculturais e a vida das pessoas com deficiência, segundo a visão do pesquisador, de acordo com o nível de intercâmbio cultural das etnias waiwai e yanomami no Estado de Roraima. Para tanto, definiu-se como objetivos específicos: estudar a cosmologia, as crenças, a religiosidade e os rituais sobre o nascimento de pessoas indígenas com deficiência; identificar os conflitos bioéticos e os mecanismos de biopoder em relação às pessoas com deficiência nas comunidades estudadas; analisar as políticas e as práticas de atenção básica de saúde destinadas às pessoas com deficiência nos territórios indígenas e analisar as políticas de educação e inclusão das pessoas indígenas com deficiência nesse sistema. Devido à complexidade do tema, considerações sobre antropologia, bioética e intervenção cultural, biopoder e um breve histórico dos movimentos de resistência indígena foram incluídos. A obtenção destes dados foi tanto por meio de revisão bibliográfica como por meio de entrevistas, nas quais os profissionais responderam a questões pré-estabelecidas pela autora. Sob o olhar do profissional em intercâmbio cultural com os indígenas waiwai e yanomami, o indivíduo com deficiência ainda se encontra em situação de vulnerabilidade, sobretudo nas comunidades com menor grau de relacionamento com não-indígenas. Essa situação se revela preocupante não apenas pela falta de conhecimento e recursos para lidar com a pessoa com deficiência, mas pela concepção que possuem da deficiência, portanto não passível de cuidado ou tratamento, mesmo em comunidades com a presença de equipes de saúde ou professores de educação básica. Torna-se essencial para a garantia dos direitos fundamentais o estabelecimento do diálogo intercultural.
Abstract: This study aims to analyze the conception of people waiwai and yanomami on disability and its impact on the socio-cultural practices and the lives of people with disabilities, according to the researcher's view, according to the cultural exchange level of waiwai ethnicities and yanomami in Roraima state. Therefore, it was defined as specific objectives: to study cosmology, beliefs, religion and rituals of the birth of indigenous people with disabilities; identify bioethical conflicts and biopower mechanisms in relation to persons with disabilities in the communities studied; analyze policies and practices of primary health care for people with disabilities in indigenous territories and analyze educational policies and inclusion of indigenous people with disabilities in this system. Due to the complexity of the topic, considerations in anthropology, bioethics and cultural intervention, biopower and a brief history of indigenous resistance movements were included. Obtaining these data was both through literature review and through interviews, in which professionals responded to pre-established questions by the author. Under the gaze of professional cultural exchange with indigenous waiwai and yanomami, the disabled individual is still in a vulnerable situation, especially in communities with lower relationship with non-Indians. This situation reveals worrying not only by the lack of knowledge and resources to deal with the disabled person, but the design that have disability therefore not amenable to care or treatment, even in communities with the presence of health workers or teachers basic education. It is essential to guarantee the fundamental rights the establishment of intercultural dialogue.
Palavras-chave: povos indígenas;  deficiência;  políticas públicas;  bioética
Área(s) do CNPq: CNPQ::OUTROS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS)
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: MACHADO, Giselle Ferraz. Concepção das deficiências entre os povos indígenas yanomami e waiwai : um olhar do pesquisador, do profissional da saúde e do educador. 2016. 120f. Dissertação( Distúrbios do Desenvolvimento) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2967
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/18017
Data de defesa: 7-Out-2016
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2967/5/Giselle%20Ferraz%20Machado.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.