Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/14706
Tipo do documento: Tese
Título: Inovação e o papel da cooperação universidade-empresa na obtenção de vantagens competitivas
Autor: Desidério, Paulo Henrique Martins
Primeiro orientador: Zilber, Moisés Ari
Primeiro membro da banca: Bido, Diógenes de Souza
Segundo membro da banca: Torkomian, Ana Lúcia Vitale
Terceiro membro da banca: Perez, Gilberto
Quarto membro da banca: Hourneax Júnior, Fabio Lotti
Resumo: A inovação tecnológica é percebida na empresa como uma estratégia para alcançar vantagem competitiva. As empresas podem adotar o processo inovativo como estratégia e internalizá-la em áreas de pesquisa e desenvolvimento. Outra possibilidade está na absorção externa de conhecimento e invenções por meio de universidades, centros de pesquisa, fornecedores, parceiros estratégicos e outras empresas. Em países com altos níveis de competitividade, mecanismos foram criados para intensificar os elos de cooperação das instituições de pesquisa e empresas. No Brasil, percebe-se uma intensidade de pesquisa de base tecnológica nas instituições de ciência e tecnologia, comportamento esse não refletido nas organizações empresariais. Portanto, esta tese questionou se a cooperação universidade-empresa exerce influência na vantagem competitiva empresarial. Por esse contexto, o objetivo esteve em verificar o papel da cooperação universidade-empresa na geração de vantagem competitiva das empresas. E assim verificou as práticas da cooperação universidade-empresa entre as gestoras de inovação das instituições de ciência e tecnologia e empresas, as vantagens competitivas que as empresas obtêm nessa relação por meio do modelo PIP (Product Innovation Performance), os tipos de inovação apontadas pelas gestoras de inovação e empresas e os fatores que contribuem e inibem o processo de cooperação universidade-empresa. Como norte metodológico, esta pesquisa foi de orientação descritiva com uso da abordagem de métodos mistos, com busca qualitativa das categorias ligadas a inovação, cooperação universidade-empresa, vantagem competitiva e transferência tecnológica. Em sequência, foi realizada a construção das escalas pelas categorias identificadas na literatura e na etapa qualitativa, para posterior coleta quantitativa por meio de questionário aplicado nas gestoras de inovação vinculadas ao Fórum FORTEC e nas empresas associadas a parques e incubadoras tecnológicas filiadas da ANPROTEC e ANPEI que demandam inovação tecnológica, com subsequente análise dos dados por meio da modelagem de equações estruturais no método de mínimos quadrados parciais. Os resultados apontaram uma correlação positiva entre cooperação universidade-empresa e vantagem competitiva em inovação de produtos nas empresas por meio da interação com a universidade para transferência tecnológica. Foram também identificadas quatorze categorias extraídas das entrevistas com as gestoras de inovação e distribuídas em cinco metacategorias relacionadas a estruturas, processos, interação, vantagem inovativa e barreiras no processo de cooperação universidade-empresa.
Abstract: Technological innovation is perceived in the company as a strategy to achieve competitive advantage. Companies can adopt the innovative process as a strategy and internalize it in research and development areas. Another possibility is the external absorption of knowledge and inventions by universities, research centers, suppliers, strategic partners and other companies. In countries with high levels of competitiveness, mechanisms have been created to strengthen the ties of cooperation between research institutions and companies. In Brazil perceives an intensity of technology-based research in science and technology institutions, behavior that is not reflected in business organizations. Therefore, this thesis questioned whether the university-business cooperation exercises influence in the business competitive advantage. For this context, the objective was to verify the role of university-industry cooperation in generating competitive advantage of companies. Thus, this thesis verified the practices of university-business cooperation between the managers of innovation of science and technology institutions and companies, the competitive advantages that companies get this relationship through the PIP model (Product Innovation Performance), the types of innovation identified by managers of innovation and companies and the contributing factors and inhibit the process of university-industry cooperation. As methodological north, this research was descriptive guidance by use of mixed methods approach, with a qualitative search of categories linked to innovation, university-industry cooperation, competitive advantage and technology transfer. In sequence, realized the construction of the scales by categories identified in the literature and the qualitative phase, for further quantitative collection through a questionnaire applied in managers of innovation linked to FORTEC Forum and the companies associated with technology parks and incubators affiliated of ANPROTEC and ANPEI that demand technological innovation, with subsequent analysis of the data by means of structural equation modeling in the method of partial least squares. The results showed a positive correlation between university-industry cooperation and competitive advantage in product innovation in companies by means of interaction with the university for technology transfer. Were also identified fourteen categories drawn from interviews with managers of innovation and distributed in five metacategories related to structures, processes, interaction.
Palavras-chave: cooperaçăo universidade-empresa;  vantagem competitiva;  inovaçăo;  performance de inovaçăo de produtos
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA)
Programa: Administração de Empresas
Citação: DESIDÉRIO, Paulo Henrique Martins. Inovação e o papel da cooperação universidade-empresa na obtenção de vantagens competitivas. 2016. [161 f.]. Tese (Administração de Empresas) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, [São Paulo].
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2821
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/14706
Data de defesa: 18-Mai-2016
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2821/5/Paulo%20Henrique%20Martins%20Desid%C3%A9rio.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Teses - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.