Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/14005
Tipo do documento: Dissertação
Título: Jornalismo gonzo na revista Trip: uma análise de gênero
Autor: Krette Júnior, Wilson
Primeiro orientador: Bastos, Neusa Maria Oliveira Barbosa
Primeiro membro da banca: Pinto, Elisa Guimarães
Segundo membro da banca: Casagrande, Nancy dos Santos
Resumo: A presente dissertação propõe uma reflexão sobre o Jornalismo Gonzo no Brasil. O propósito é analisar reportagens publicadas na revista Trip, representativas desse gênero jornalístico, e explorar procedimentos lingüísticos e discursivos. O trabalho se inicia com um balanço da recepção crítica, que parte do desenvolvimento da lingüística até chegar à análise do discurso. A intenção é oferecer ao leitor uma breve, porém necessária, base teórica. Optou-se por apresentar os conceitos e o percurso histórico de três gêneros do discurso jornalístico: o Jornalismo Literário, o New Journalism e o Jornalismo Gonzo. O corpus será analisado sob as perspectivas de gênero e dos elementos constitutivos do texto do Jornalismo Gonzo. Tal processo implica observar elementos temáticos e estruturais. Dentre os principais referenciais teóricos estão a análise do discurso de linha francesa e o estudo de gêneros proposto pelo pensador russo Mikhail Bakhtin (1895-1975). O conceito de gênero norteia o trabalho e serve de base para a caracterização do corpus jornalístico. Apesar de a pesquisa se deter no Jornalismo Gonzo, por meio da interpretação de duas reportagens publicadas em 2005 e 2006, fez-se necessária a apresentação dos outros dois gêneros, a fim de verificar seu caráter fluido, suas contribuições e apropriações. A pesquisa busca abordar, ainda, a questão do suporte e o processo de desenvolvimento da revista selecionada, sem perder de vista o panorama internacional. Lançada em 1986, a Trip notabilizou-se, no Brasil, por dedicar espaço à reportagem gonzo. Considerada alternativa e contemporânea, tornou-se um fenômeno editorial importante entre o público jovem formador de opinião. Tem atualmente 187 mil leitores. Apesar da vasta fortuna crítica que se formou, nos últimos anos, sobre a análise do discurso, a dissertação parte do pressuposto de que esse estilo de reportagem ainda é considerado um gênero menor pela academia. Nesse sentido, o objetivo final é contribuir para os estudos do Jornalismo Gonzo no Brasil, bem como desvelar sua importância, originalidade e especificidade.
Abstract: This thesis attempts to study the Gonzo Journalism in Brazil. The purpose is to analyse the reportage published by Trip magazine, which is an example of this journalistic genre, as well as to explore linguistic and speech procedures. Firstly, the work tries to review shortly, based on specialised bibliography, the linguistics development until the Speech Analysis School. The aim is to offer a brief but necessary base of theory to the reader. The essay presents the concepts and a historic trajectory of the three following speech genre of journalism: Literary Journalism, New Journalism and Gonzo Journalism. The corpus will be analised from the perspectives of genre and textual elements that are typical of Gonzo Journalism. It means to observe thematic and structural components. Hence, the chosen theories are the speech analysis of French School and the genre study proposed by the Russian critic Mikhail Bakhtin (1895-1975). The study's main concern is to study the genre concept in order to categorize the journalistic corpus. The research is focused on Gonzo Journalism, since it analyses two selected news reporting published in 2005 and 2006. However, it was necessary to present the other journalistic genres with the aim of verify their fluid character, contributions and influences. Besides, the work deals with the types of support and the development of the adopted magazine, regarding the international context. Created in 1986, Trip is recognized, in Brazil, due to the space dedicated to Gonzo reportage. It is considered alternative, contemporary and it became an editorial phenomenon between young and influent people. The magazine has today 187 thousand readers. Despite the vast critic works produced in the last years about speech analysis, this thesis supports that this reportage style is undervalued by the academia. Therefore, the major bulk is to contribute to Gonzo Journalism studies, as soon as to reveal its importance, originality and specificity.
Palavras-chave: lingüística textual;  análise do discurso;  gênero textual;  Jornalismo Literário;  New Journalism;  Jornalismo Gonzo;  textual linguistics;  speech analysis;  genre of text;  Literary Journalism;  New Journalism;  Gonzo Journalism
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Letras
Programa: Letras
Citação: KRETTE JÚNIOR, Wilson. Jornalismo gonzo na revista Trip: uma análise de gênero. 2006. 129 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2297
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/14005
Data de defesa: 13-Dez-2006
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2297/4/Wilson%20Krette%20Junior.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.