Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13998
Tipo do documento: Dissertação
Título: Galvez imperador do Acre, de Márcio de Souza: um "folhetim oficial" da história do Brasil
Autor: Santos, Maíra Bastos dos
Primeiro orientador: Trevisan, Ana Lúcia
Primeiro membro da banca: Pereira, Helena Bonito Couto
Segundo membro da banca: Mattos, Cristine Fickelscherer de
Resumo: O trabalho estuda a relação entre a História e a Literatura presente na obra Galvez imperador do Acre (1976), de Márcio Souza. A obra em questão apresenta um momento específico da História do Brasil que não é comum nos livros didáticos e, portanto, não faz parte do conhecimento de mundo de muitos brasileiros. O romance retrata o contexto político e social da região amazônica no final do século XIX enfocando a conquista do Acre e o panorama histórico da época. Galvez imperador do Acre, representante do novo romance histórico, traz uma visão crítica e questionadora dos eventos da época, apresentando ao leitor um outro modo de entender o discurso histórico. Construído a partir da ironia, da paródia e da intertextualidade, o romance levanta questões referentes à construção da História na sua relação com o momento da escritura do romance. O presente trabalho analisa a estrutura do romance, levando em conta o processo de criação e os diálogos perceptíveis nas citações, nos títulos e nos elementos que remetem à idéia de carnavalização. Essa análise busca perceber a importância da estrutura do romance e também os sentidos implícitos a uma História narrada de maneira fragmentada.
Abstract: This study focuses on the relationship between History and Literature as it appears in Márcio Souza s Galvez imperador do Acre (1976). This book presents a specific moment in the history of the Brazilian state of Acre, which is neither common nor properly approached in most school books and, therefore, is not part of many Brazilian people s world knowledge. The novel portrays the political and social context of the Amazonian region at the end of the 19th century, focusing on the conquest of Acre and the historical scenery of the time. Galvez imperador do Acre, representing the new historic novel, brings a critical and questioning view of the events of the time, introducing another way of understanding the historic discourse. Built up on the basis of irony, parody and intertextuality, this novel raises questions as to the discursive construction of History in relation to the time of the novel writing. This study analyses the novel structure, taking into account the creation process and the dialogues highlighted in the quotations, headings and elements that lead to Bakhtinian carnivalization. This analysis also tries to find out the importance of the novel structure and also the implicit meanings of a fragmented-built-up Historic discourse.
Palavras-chave: novo romance histórico;  paródia;  folhetim;  new historic novel;  parody;  intertextuality
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA COMPARADA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Letras
Programa: Letras
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2289
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13998
Data de defesa: 11-Ago-2009
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2289/1/Maira%20Bastos%20dos%20Santos.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.