Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13978
Tipo do documento: Dissertação
Título: Da desconstrução da escola como espaço do fazer científico em crônicas de Rubem Alves: uma análise semiótica
Autor: Mourão, Josiberto Carlos Ferreira Silva
Primeiro orientador: Hilgert, José Gaston
Primeiro membro da banca: Brito, Regina Helena Pires de
Segundo membro da banca: Brandão, Helena Hathsue Nagamine
Resumo: O objetivo desta pesquisa é analisar o tema da desconstrução da escola como espaço do fazer científico em crônicas de Rubem Alves. O interesse pelo tema surgiu da nossa observação, em nosso contexto de trabalho, de que esse autor, de forma convergente e/ou divergente, exerce grande influência no cenário pedagógico brasileiro ao abordar a educação escolar como tema de suas crônicas. Como ponto de partida do trabalho, selecionamos três textos do autor citados com mais freqüência que constituem o corpus da pesquisa: Pinóquio às avessas, Gaiolas ou asas? e As lições dos moluscos. Nesses textos, pudemos constatar que, no discurso de Alves, se revela certa tendência em desconsiderar a escola como um lugar do fazer científico e em apresentá-la, em contrapartida, como o espaço do ideal (não real) para o fazer lúdico-empírico, traduzido no aprender com prazer . Muito embora se oponham à concepção fatalista do sistema formal de educação, tais discursos, tendo por base uma visão romântica de mundo, colaboram, a nosso ver, para desnortear a ação da escola no cultivo de valores e no exercício de funções indispensáveis para formação do cidadão frente às exigências da vida real. Para demonstrarmos que as crônicas de Rubem Alves desconstroem a escola como espaço do fazer científico e propõem para esse espaço um fazer lúdico-empírico, valemos-nos de uma análise fundamentada nos princípios teóricos e metodológicos da semiótica discursiva Greimasiana. Nesse sentido, partimos do princípio de que o discurso de Alves, com a concepção de escola que defende, apresenta uma estrutura narrativa diferente daquela que sustenta os discursos em favor de uma escola cuja meta é promover o conhecimento por meio do fazer racional-cognitivo. E, em sendo verdade, conforme a semiótica, de que narrativas distintas implicam estruturas fundamentais e realizações discursivas específicas, podemos identificar nas crônicas de Rubem Alves uma concepção de escola promotora de uma educação segundo uma visão de ideal romântico da vida em que o afeto e o prazer prevalecem como estratégias pedagógicas.
Abstract: The objective of this research is to analyse the theme of the deconstruction of the school as space science in the making of chronic Rubem Alves. The interest in the subject arose of our observation, in our context of job, that the author, so convergent and / or divergent, exerts great influence in the Brazilian educational scenario in addressing school education as a theme for its chronic. As a starting point of work, selected three texts of the author cited most often constituting the corpus of search: Pinoquio às avessas, Gaiolas ou asas? e As lições dos moluscos. In these texts, we have seen that in the speech Alves, it is certain tendency to disregard the school as a place to make scientific and present it, however, as the area of "ideal" (not true) to do so playful - empirical, translated in "learning with pleasure." Although they object to the design of fatalistic formal system of education, such speeches, based on a romantic vision of the world, collaborate, in our view, to divert us the action of the school in the cultivation of values and carrying out functions essential for the formation citizen facing the demands of real life. To demonstrate that the chronicles of Rubem Alves desconstructing the school as an area of scientific and propose how to make that space a playful-empirical, support us an analysis based on the principles of theoretical and methodological Greimasiana semiotic discourse. In this sense, assume that the speech of Alves, with the design of school that argues, has a narrative structure different from that which maintains the speeches in favor of a school whose goal is to promote understanding through rational make-cognitive. And in being true, as semiotics, that distinct narratives involve fundamental structures and discursive specific achievements, we can identify the chronic Rubem Alves, a concept of promoting school education second a vision of a romantic ideal of life in which the affection and pleasure prevail as teaching strategies.
Palavras-chave: semiótica;  discurso;  educação;  Rubem Alves;  semiotics;  speech;  education;  Rubem Alves
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::TEORIA E ANALISE LINGUISTICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Letras
Programa: Letras
Citação: MOURÃO, Josiberto Carlos Ferreira Silva. Da desconstrução da escola como espaço do fazer científico em crônicas de Rubem Alves: uma análise semiótica. 2008. 127 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2263
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13978
Data de defesa: 14-Nov-2008
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2263/1/Josiberto%20Carlos%20Ferreira%20Silva%20Mourao.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.