Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13968
Tipo do documento: Dissertação
Título: A sensibilidade na tradução bíblica: aspectos lingüísticos e socioculturais
Autor: Lopes, Mariú Moreira Madureira
Primeiro orientador: Neves, Maria Helena de Moura
Primeiro membro da banca: Benício, Paulo José
Segundo membro da banca: Souza, Maria Suely Crocci de
Resumo: Além de seu aspecto instrucional ou dogmático, a Bíblia é considerada um livro sagrado que rege o comportamento humano e desencadeia um valor sentimental por parte daquele que o sacraliza. Todavia, a maioria de seus leitores somente a acessa por meio da tradução. Assim, se, por um lado, tem-se um objeto quase intocável, que não pode ser burlado ou defraudado, por outro, observa-se a tradução como uma ferramenta que toca essa modalidade de texto e, por assim proceder, sujeita-se à total sacralização ou à total desmoralização. É nesse impasse que esta pesquisa se estabelece, pois, segundo Simms (1997), a Bíblia caracteriza-se como um texto sensível, tendo em vista que sua tradução pode provocar objeções da parte dos receptores que esperam a reprodução do Original tal como fora deixado por Deus. Nessa perspectiva, são de especial valia para exame da obra as teorias funcionalistas da linguagem, que levam em consideração não só os aspectos lingüísticos mas também os pragmáticos. Com esse fundamento, o trabalho observa a sensibilidade na tradução bíblica, à luz das características do contexto de situação ( campo , teor e modo ) e das metafunções ( ideacional, interpessoal e textual ), propostas por Halliday (1987). Para isso, fez-se um estudo comparativo de aspectos lingüísticos na Carta de Paulo aos Efésios, em três versões mais usadas no meio protestante na atualidade: Versão revista e atualizada - 2ª edição, Nova versão internacional e Nova tradução na linguagem de hoje. Além disso, também se elaborou um questionário cujas questões visavam a analisar expectativas do receptor referentes à tradução. Objetiva-se, portanto, com este estudo, verificar aspectos lingüísticos e socioculturais que subjazem às versões bíblicas portuguesas estudadas e que se supõem presentes na mentalidade do receptor da atualidade, promovendo, assim, uma discussão sobre as peculiaridades existentes na tradução de textos sagrados, dentre as quais se destacam nesta pesquisa: a natureza sagrada do texto, a linguagem da religião e o enfoque tradutório.
Abstract: Besides its instructional or dogmatic aspects, the Bible is considered a sacred book that has determined human behavior and acquired a sentimental value for people who consider it sacred. But most of its readers have access to it only through translation. So, if there is on one hand an untouchable object that cannot be tampered with, on the other hand the translation is seen as a tool that touches this text modality and, because of this, subjects itself to total sacralization or total demoralization. It is in this impasse that this research is established, because according to Simms (1997), the Bible is characterized as a sensitive text, due to the fact that its translation can provoke objection from receptors that hope to see the reproduction of the Original as God has left it. In this perspective, the functionalist theories of language are very important for Bible analysis, because they approach not only linguistic aspects but also pragmatic ones. On this basis, this research observes the sensitivity in Biblical translation, in the light of the three features of the context of situation ( field , tenor and mode ) and the metafunctions of language ( ideational , interpersonal and textual ) proposed by Halliday (1987). For this purpose, a comparative study of linguistic aspects in the Epistle to the Ephesians was done, observing the three Biblical versions most used in current Protestantism: Versão revista e atualizada - 2ª edição, Nova versão internacional e Nova tradução na linguagem de hoje. Besides this, a questionnaire was prepared with questions whose aim is to analyze receptors expectations about Biblical translation. With this research, we aim at verifying linguistic and socio-cultural aspects observed in the analyzed Portuguese versions of the Bible, which are supposed to be present in the mentality of the current receptor, making it possible to discuss the peculiarities seen in the translation of sacred texts, highlighted in this research: the sacred nature, the language of religion and the focus of translation.
Palavras-chave: contexto de situação;  metafunções da linguagem;  texto sagrado;  texto sensível;  tradução;  Bible;  context of situation;  metafunctions of language;  sacred;  sensitive text;  translation
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Letras
Programa: Letras
Citação: LOPES, Mariú Moreira Madureira. A sensibilidade na tradução bíblica: aspectos lingüísticos e socioculturais. 2008. 170 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2251
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13968
Data de defesa: 25-Jun-2008
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2251/1/Mariu%20Moreira%20M%20Lopes.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.