Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13958
Tipo do documento: Dissertação
Título: Uma autora, cinco contos, muitas vozes: um estudo das vozes na narrativa de Karen Blixen
Autor: Moraes, Liani Fernandes de
Primeiro orientador: Lopondo, Lílian
Primeiro membro da banca: Trevisan, Ana Lúcia
Segundo membro da banca: Piteri, Sônia Helena de Oliveira Raymundo
Resumo: O corpus deste trabalho é constituído pela análise das múltiplas vozes que se fazem ouvir por meio dos discursos das personagens nos cinco contos de Anedotas do Destino, de Karen Blixen. Cada voz pode representar uma ou mais possibilidades de expressão, como a voz autobiográfica, a voz simbólica, ou ainda, a voz estatutária, revelando significados e entonações segundo as posições mutáveis das personagens ao longo dos enredos. Tais vozes não podem ser consideradas conseqüências dos conflitos propostos; ao contrário, são elas que determinam os embates por meio dos quais se desenvolvem as narrativas. Este estudo baseia-se nos postulados de Mikhail Bakhtin referentes à teoria do dialogismo, os quais, no caso deste trabalho, foram transferidos para o conto, gênero híbrido cuja origem remonta ao período das histórias passadas através das gerações pela oralidade. No caso específico dos contos de Karen Blixen, a análise das vozes remete à própria gênese do conto como narrativa oral, cuja passagem para a forma escrita conserva certas características das vozes arquetípicas, as quais se fazem ouvir individual ou simultaneamente sobrepostas umas às outras, numa harmonia heteroglóssica geradora de múltiplos sentidos.
Abstract: The corpus of this paper seeks to analyze the nature of the multiple voices which can be heard through the characters speeches in the five short stories in Anecdotes of Destiny by Karen Blixen. Each voice may represent one or more possibilities of expression such as the autobiographical, the symbolic, or even the statutory voice, by revealing meanings and intonations according to the characters changeable positions within the plots. Such voices can not be considered as consequences of the proposed conflicts; instead, they determine the tensions through which the stories evolve. This study is based on Mikhail Bakhtin s postulates in reference to the theory of dialogism, which in the case of the present paper, were transferred to the short story, a hybrid genre whose origin derives from the tales passed on through the generations by oral transmission. In the specific case of Karen Blixen s short stories, the study of the voices is linked to the own genesis of tales as oral narratives, which were passed to written form by keeping certain characteristics of the archetypical voices, which can be heard individually, or simultaneously superimposed, in a heteroglossical harmony capable of generating multiple meanings.
Palavras-chave: voz;  oralidade;  arquétipo;  símbolo;  estatuto;  sentido;  voice;  oral transmission;  archetype;  symbol;  statute;  meaning
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Letras
Programa: Letras
Citação: MORAES, Liani Fernandes de. Uma autora, cinco contos, muitas vozes: um estudo das vozes na narrativa de Karen Blixen. 2008. 128 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2241
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13958
Data de defesa: 15-Jan-2008
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2241/1/Liani%20Fernandes%20de%20Moraes.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.