Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13924
Tipo do documento: Dissertação
Título: Retórica de ruptura em artigos programáticos das décadas de 1960 e 1970: uma análise pela historiografia da linguística
Autor: Godoy, Eliana Vieira
Primeiro orientador: Batista, Ronaldo de Oliveira
Primeiro membro da banca: Bastos, Neusa Maria Oliveira Barbosa
Segundo membro da banca: Casagrande, Nancy dos Santos
Resumo: Esta dissertação propõe um estudo historiográfico que toma como objeto de observação, análise e interpretação artigos programáticos (escritos para divulgar teorias e/ou métodos científicos de uma determinada área) das décadas de 1960 e 1970 escritos por linguistas brasileiros em um período de efervescência da linguística nacional, que começava a ser solidificada a implantação da área no Brasil e o início da formação de uma pluralidade de abordagens e métodos, gerando debates e embates em torno de teorias e formas de pesquisa. O objetivo central deste trabalho é analisar a retórica de ruptura utilizada por linguistas dessa época. Para a dissertação de mestrado, o corpus escolhido são os seguintes artigos programáticos: a) Miriam Lemle: O novo estruturalismo em linguística: Chomsky; b) Geraldo Mattos: A linguística construtural; c) Mattoso Câmara Jr.: O estruturalismo linguístico. O trabalho visa a investigar em que medida retóricas de ruptura se estabeleceram na história da linguística brasileira, tendo em vista a circunscrição de modos discursivos em grupos de especialidade específicos. Para o desenvolvimento da pesquisa foram selecionados, seguindo procedimentos já tradicionais na abordagem historiográfica da pesquisa linguística, parâmetros de análise internos e parâmetros de análise externos. Como referencial teórico privilegiado estão autores como Pierre Swiggers e Konrad Koerner, que contribuíram para a definição da Historiografia Linguística como um campo nos estudos linguísticos, com diretrizes metodológicas e concepções teóricas articuladas a um modo específico de reconstruir e interpretar a história dos estudos sobre a linguagem.
Abstract: This dissertation has as its theme a historiographical study that focuses on observation, analysis and interpretation of programmatic articles (written to promote theories and / or scientific methods of a certain area) of the 1960s and 1970s written by Brazilian linguists in a period of rich development of the national Linguistics, that started to see the area s solidified implementation in Brazil and the beginning of the plurality formation of approaches and methods, generating debates and conflicts around theories and ways of research. The main objective of this work is to discuss the rhetoric of rupture used by linguists from that time. For the dissertation, the corpus is the following programmatic articles: a) Miriam Lemle: The new structuralism in linguistics: Chomsky; b) Geraldo Mattos: The constructural language; c) Mattoso Jr. The linguistic structuralism. The work aims to investigate to what extent rhetoric of rupture settled in Brazilian Linguistic, with a division view of discursive modes in specific specialty groups. For the research development were selected, following traditional procedures in historiographical approach to linguistic research, internal and external analysis parameters. As theoretical reference works are authors like Pierre Swiggers and Konrad Koerner, who contributed to the definition of the Historiography of Linguistics as a field in linguistic studies with methodological guidelines and theoretical concepts articulated a specific way to reconstruct and interpret the history of the studies in language.
Palavras-chave: historiografia linguística;  retórica;  ruptura;  linguística brasileira;  linguistics historiography;  rhetoric;  rupture;  Brazilian linguistic
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Letras
Programa: Letras
Citação: GODOY, Eliana Vieira. Retórica de ruptura em artigos programáticos das décadas de 1960 e 1970: uma análise pela historiografia da linguística. 2015. 97 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2202
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13924
Data de defesa: 6-Mai-2015
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2202/1/Eliana%20Vieira%20Godoy.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Dissertações - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.