Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13806
Tipo do documento: Tese
Título: A educação segundo o olhar da Veja: uma análise linguístico discursiva da representação dos atores sociais da educação
Autor: Chagas, Rita Maria Fonseca Matos
Primeiro orientador: Neves, Maria Helena de Moura
Primeiro membro da banca: Vasconcelos, Maria Lúcia Marcondes Carvalho
Segundo membro da banca: Guimarães, Alexandre Huady Torres
Terceiro membro da banca: Pantaleoni, Nílvia Terezinha da Silva
Quarto membro da banca: Hirata-vale, Flávia Bezerra de Menezes
Resumo: Pretende-se, nesta pesquisa, investigar as formas como os atores sociais da Educação (professores, alunos e escola) são representados nas reportagens da Revista Veja ano 2007, setor Educação. No primeiro momento, objetiva-se analisar as estratégias linguísticoideológicas mobilizadas pelos enunciadores para representar os atores sociais na construção de sua imagem ao público leitor. Objetiva-se, em segundo lugar, apresentar, mediante as análises dessas representações, os desdobramentos éticos e políticos advindos dessas representações. Para nortear a investigação, levanta-se a hipótese de que a Revista Veja, embasando-se nos pressupostos filosóficos neoliberais e na pedagogia tecnicista, constrói para o público leitor uma imagem ideal de educação, enquadrando o sistema educacional, professores e alunos em modelos pré-estabelecidos como únicos meios para a resolução de problemas no ensino/aprendizagem e, com esse fazer, naturaliza práticas hegemônicas e acentua a questão ética da exclusão social. Devido ao cariz interdisciplinar e intervencionista da pesquisa, escolhe-se, como aparato teórico-metodológico, o paradigma qualitativo interpretativista, conforme discutem Moita Lopes (1994), Signorini (1998), Cavalcanti (1996), Gialdino (1993), dentre outros. Emprega-se, como fundamentação teórica para as análises, os pressupostos da Análise de Discurso Crítica, conforme discutem Fairclough, (2001 a, 2001 b), Pedro (1997), Resende e Ramalho (2006), dentre outros. As noções de ideologia são apresentadas segundo as contribuições de Thompson (1995), Van Leuween (1997) e as noções de poder são apresentadas de acordo com os estudos de Foucault (2000). A Análise Crítica do Discurso considera alguns fundamentos da Lingüística Funcionalista e em função disso, utilizam-se as contribuições de Halliday (1994), Eggins (1994), Neves (2006), dentre outros. Apresentam-se algumas noções a respeito da intertextualidade, focalizando para a heterogeneidade dos textos e as formações discursivas, conforme contribuições de Bakthin (2003), dentre outros. Estuda-se o ethos (AMOSSY, 2008), o gênero (MEURER; BONINI; MOTTA ROTH, 2005) e os pressupostos da filosofia neoliberal e da pedagogia tecnicista. Além de a hipótese ter sido comprovada por meio das análises, verificou-se que as reportagens se caracterizaram como artigo e, por isso, afirmou-se que a Veja apresentou nas reportagens uma angulação opinativa disfarçada de informação. Concluiu-se, também, pelas análises, que os atores sociais da educação foram representados como objetos e como fins em si mesmos para servirem a um projeto maior: abastecer o mercado.
Abstract: The aim of the present study is to investigate the ways in which social actors in Education (teachers, students and school) are represented in the reportages of the magazine Veja, year 2007, Education Sector. At first, the objective is to analyze the linguistic and ideological strategies mobilized by enunciators to represent social actors in building its image to the reading public. Secondly, it is our intention to present, through the analyses of these representations, the ethical and political developments arising out of these representations. To guide the research it is risen the possibility that Veja, grounding on neoliberalist philosophical assumptions and technicist pedagogy, builds for the reading public an ideal image of education, incorporating the educational system, teachers and students in pre-established models as the only means for solving problems in teaching and learning and, with that doing, naturalize hegemonic practices and stresses the ethical issue of social exclusion. Due to the interdisciplinary and interventionist nature of research, is chosen as the theoreticalmethodological apparatus, the qualitative interpretative paradigm, as discussed by Moita Lopes (1994), Signorini (1998), Cavalcanti (1996), Gialdino (1993), among others. It is used as theoretical foundation for the analyses, the assumptions of Critical Discourse Analysis, as discussed by Fairclough, (2001a, 2001b), Pedro (1997), Resende and Ramalho (2006), among others. The notions of ideology are presented as per contributions by Thompson (1995), Van Leeuwen (1997) and the notions of power are presented in accordance with the studies by Foucault (2000). A Critical Discourse Analysis considers some fundamentals of Functionalist Linguistics and accordingly, we use the contributions by Halliday (1994), Eggins (1994), Neves (2006), among others. We present some ideas about intertextuality, focusing on the heterogeneity of the texts and the discursive formations, as contributions by Bakthin (2003), among others. We study the ethos (AMOSSY, 2008), gender (MEURER; BONINI, Motta ROTH, 2005) and the assumptions of neo-liberal philosophy and technicist pedagogy. In addition to the hypothesis proved through the analyses, it was found that the reportages were characterized as article and, therefore, it is asserted that Veja reportages presented an opinionated angle masquerading as information. It was concluded also, through analyses, that the social actors of education were represented as objects and as ends in themselves to serve a larger project: to supply the market.
Palavras-chave: análise critica do discurso;  linguística funcionalista;  educação;  pedagogia tecnicista;  neoliberalismo;  critical discourse analysis;  functionalist linguistics;  education;  technicist pedagogy;  neoliberalism
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Letras
Programa: Letras
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2369
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13806
Data de defesa: 11-Fev-2010
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2369/1/Rita%20Maria%20Fonseca%20Matos%20Chagas.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Teses - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.