Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13783
Tipo do documento: Tese
Título: O fantástico nos contos de Murilo Rubião: um olhar sobre o trinômio texto-leitor-leitura
Autor: Boranelli, Valdemir
Primeiro orientador: Trevisan, Ana Lúcia
Primeiro membro da banca: Ferreira, João Cesário Leonel
Segundo membro da banca: Volobuef, Karin
Terceiro membro da banca: Amaral, Glória Carneiro do
Quarto membro da banca: Iannace, Ricardo
Resumo: Estudos mais recentes se distanciam do conceito de Tzvetan Todorov e definem o Fantástico como fenômeno da linguagem. Nesta linha conceitual segue, entre outros, Filipe Furtado, Rosalba Campra, Mary Erdal Jordan, que preferem ver o fantástico mais como um modo narrativo gerador de ambiguidades ao invés de um sentimento de hesitação. O que é válido é a construção do texto, isto é, sua articulação na elaboração do efeito literário capaz de perturbar ao leitor. Estas definições do fantástico como fenômeno da linguagem nos permitem entendê-lo não como gênero, mas sim como modo de narrar. Partindo dessa concepção, entende-se que o texto fantástico do século XX, em especial o de Murilo Rubião, se articula por meio de elementos linguísticos, dentre eles a hipérbole e a metáfora epistemológica, tais elementos geram o efeito fantástico no leitor, de modo que estas correspondem à visão e descrição dos vazios em nossa percepção causal da realidade, a qual seria impossível ser descrita pela linguagem comum e/ou pela linguagem científica. Assim o texto de Murilo Rubião se abre para uma liberdade do leitor confrontar suas premissas com o dito pelo texto, então, é notória a necessidade de mudança de postura do leitor em relação a essa literatura, visto que se exige a presença de um leitor em carne e osso que seja capaz, por meio dos diversos níveis de leitura, confrontar seu mundo com o narrado, portanto de um leitor real. Desse modo nosso objeto de estudo é a relação texto-leitor-leitura construindo a ação narrativa, demonstrando o papel e a posição do leitor ante um texto de literatura fantástica, em destaque a de Murilo Rubião.
Abstract: Recent studies have moved beyond Todorov s concepts and define the fantastic as a phenomenon of language. Authors such as Filipe Furtado, Rosalba Campra, Erdal Mary Jordan, share this conceptual framework. They would rather see the fantastic like a narrative mode which generates textual ambiguities rather than a feeling of hesitation. The validity of this is in the construction of the text, that is, its articulation in producing a literary effect of disturbance to the reader. These definitions of the fantastic as a phenomenon of language allow us to understand it not as a genre, but as a way of narrating. Based on this conception, it is understood that the fantastic text of the twentieth century, especially Murilo Rubião s text, here called neo-fantastic, is constructed through linguistic devices, including epistemological metaphor and hyperbole, which create the fantastic effect on the reader, so that they correspond to the vision and description of the gaps in our causal perception of reality, which would be impossible to be described in ordinary language and / or scientific language. Thus the text produced by Murilo Rubião frees the reader to think about what is said, then, it is evident that a change in attitude by the reader, in relation to this literature, is needed. The nineteenth century fantastic as defined by Todorov aimed at an implied reader; on the other hand, the twentieth century fantastic requires the presence of a real reader, in the flesh, to confront his views on the world with the narrative. This way, our focus is on the relation text-reader-reading making up the narrative action, demonstrating the role and the position of the reader before a fantastic literary text, highlighting the text by Murilo Rubião.
Palavras-chave: fantástico;  Murilo Rubião;  texto;  leitor;  leitura;  fantastic;  Murilo Rubião;  text;  reader;  reading
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA BRASILEIRA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Letras
Programa: Letras
Citação: BORANELLI, Valdemir. O fantástico nos contos de Murilo Rubião: um olhar sobre o trinômio texto-leitor-leitura. 2013. 116 f. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2343
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13783
Data de defesa: 6-Dez-2013
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2343/1/Valdemir%20Boranelli.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Teses - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.