Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13779
Tipo do documento: Tese
Título: Moçambique é maningue nice: reflexões sobre lusofonia e identidade
Autor: Santana, Beatriz Pereira de
Primeiro orientador: Brito, Regina Helena Pires de
Primeiro membro da banca: Bastos, Neusa Maria Oliveira Barbosa
Segundo membro da banca: Martin, Vima Lia de Rossi
Terceiro membro da banca: Andrade, Carlos Augusto Baptista de
Quarto membro da banca: Mabasso, Eliseu
Resumo: Esta tese de doutorado, buscando contribuir para os estudos acerca da Lusofonia, propôs-se a discutir o papel da língua portuguesa como elemento identitário do povo moçambicano, bem como o conceito de Lusofonia. Para tanto, este trabalho científico apresentou como objetivos de pesquisa (1) discutir os conceitos atribuídos ao termo Lusofonia, buscando identificar e relacionar o mais adequado à proposta desta pesquisa; (2) abordar o conceito de identidade e de identidade linguística; (3) verificar se há características que delineiam uma identidade lusófona; (4) contextualizar histórica e linguisticamente Moçambique; (5) averiguar se há identificação dos moçambicanos com a língua portuguesa e se por ela se sentem representados. O universo teórico compilado sobre Lusofonia e Identidade fundamentou-se respectivamente nos autores Brito e Martins (2002, 2004 e 2005), Cristóvão (2008), Lourenço (2001) e Rosário (2007e 2012); e Bauman (2005), Mattoso (1998), Hall (2006). Ainda no plano teórico, para tratar do contexto histórico-linguístico de Moçambique, recorremos aos investigadores moçambicanos Firmino (2002), Lopes (1997, 2002 e 2004) e Gonçalves (1997, 2007). A metodologia de pesquisa adotada baseou-se não só na pesquisa bibliográfica por meio da leitura reflexiva de livros, periódicos científicos e sites especializados nas áreas de Lusofonia, Identidade e Moçambique como também se constitui por meio de pesquisa in loco. A pesquisa de campo foi realizada por meio de entrevistas com perguntas fechadas e abertas, tendo sido entrevistados 11 professores moçambicanos, constituindo o corpus de análise deste trabalho, o qual se encontra dividido em cinco capítulos. O primeiro relata a escolha do tema, os objetivos, a trajetória da pesquisa e a estrutura final da tese apresentada. O segundo capítulo trata, respectivamente, dos conceitos básicos sobre Lusofonia e Identidade. Na sequência, temos o terceiro capítulo que apresenta o contexto histórico-linguístico moçambicano. O quarto destina-se à análise do corpus. O último capítulo, mediante os resultados da análise, aponta para a língua portuguesa como elemento identitário do povo moçambicano, embora a sensação de pertença ao universo lusófono não esteja tão evidente em Moçambique.
Abstract: This Ph. D. Thesis, seeking to contribute to Lusophone studies, proposes to discuss the role of Portuguese language as an identity element of the Mozambican people, as well as the concept of Lusophony. Therefore, this scientific work has as research goals (1) to discuss the concepts attributed to the term Lusophony, seeking to identify and relate the most suitable for the proposal of this research; (2) to address the concept of identity and linguistic identity; (3) to verify if there are features that delineate a Lusophone identity; (4) to historically and linguistically contextualize Mozambique; (5) to determine whether Mozambicans identify themselves with Portuguese language and whether they feel represented by it. The theoretical universe compiled on Lusophony and Identity was based respectively on Brito and Martins (2002, 2004 and 2005), Cristóvão (2008), Lourenço (2001) and Rosário (2007 and 2012); and Bauman (2005), Mattoso (1998), Hall (2006). In order to address the historical-linguistic context of Mozambique, we have referred to Mozambican researchers Firmino (2002), Lopes (1997, 2002 and 2004) and Gonçalves (1997 and 2007). Research methodology was based not only on the literature review through reflective reading of books, journals and specialized websites on Lusophony, Identity and Mozambique but also on on-site research. Field research was conducted through interviews with open and closed questions, and 11 Mozambicans teachers were interviewed, constituting the corpus of this study, which is divided into five chapters. The first chapter reports the choice of the subject, the objectives, the research trajectory and the final structure of the thesis. The second chapter addresses, respectively, the basic concepts on Lusophony and Identity. The historical-linguistic context of Mozambique is presented on the third chapter. The fourth chapter is dedicated to corpus analysis. The last chapter, based on analysis results, points the Portuguese language as an identity element of the Mozambican people, although the sense of belonging to the Lusophone world is not as evident in Mozambique.
Palavras-chave: lusofonia;  identidade;  língua portuguesa;  Moçambique;  lusophony;  identity;  portuguese language;  Mozambique
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Letras
Programa: Letras
Citação: SANTANA, Beatriz Pereira de. Moçambique é maningue nice: reflexões sobre lusofonia e identidade. 2013. 160 f. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2339
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13779
Data de defesa: 7-Jun-2013
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2339/1/Beatriz%20Pereira%20de%20Santana.pdf
Aparece nas coleções:Letras - Teses - CCL Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.