Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13744
Tipo do documento: Dissertação
Título: O coralito Mackenzie e a contribuição dos jogos e brincadeiras musicais para crianças em processo de musicalização
Autor: Valladão, Mário Francisco de Farias
Primeiro orientador: Contier, Arnaldo Daraya
Primeiro membro da banca: Aquino, Maria Aparecida de
Segundo membro da banca: Andrade, Carlos Augusto Baptista de
Resumo: A pesquisa que deu origem a este trabalho teve por objetivo apontar que o papel pedagógico do jogo, a partir de relatos de experiências com o grupo pesquisado o Coralito Mackenzie vai além da aquisição de conhecimentos musicais e do desenvolvimento da inteligência infantil. Como proposta conjunta, nessa mesma direção, foram desenvolvidas algumas atividades educativas utilizando-se a música como modo privilegiado para o desenvolvimento integral da criança, quais sejam; seu desenvolvimento sensório motor, cognitivo, afetivo-musical, além do fortalecimento de relações pessoais, sociabilização. A elaboração teórica do trabalho requereu pesquisa na literatura abrangendo vários aspectos da educação musical que incluiu sua contextualização na história, na arte e na cultura, e a caracterização do Coralito Mackenzie, com seus programas e características. A questão-central norteadora ou o problema de pesquisa tange à contribuição que tais jogos e brincadeiras possam dar à educação musical infantil. Para comprovar a hipótese que aponta tais recursos como eficazes, realizou-se uma pesquisa de campo, com a participação de vinte e duas crianças do 1º e 2º anos do Ensino Fundamental I do Colégio Presbiteriano Mackenzie, crianças de seis e sete anos, assim como uma atividade em que se produziram atividades musicais, desenvolvidas por meio de jogos e brincadeiras, utilizando-se nesse processo também a voz como instrumento inerente ao corpo, além da exploração de outras fontes sonoras. Utilizando-se da metodologia qualitativa do tipo estudo de caso, efetuou-se a aplicação de questionários e entrevistas, cujas respostas obtidas foram tratadas com o emprego da técnica de análise de conteúdo. Os resultados mostram que o processo de sensibilização e conscientização dos alunos para as questões musicais pode tornar-se mais eficiente com o emprego de atividades artísticas, didático-pedagógicas como o jogo e as brincadeiras infantis. Concluiu-se, ainda, que podem possibilitar mudanças de atitudes e comportamentos e ser um autêntico prolongamento da sala de aula, onde é possível desenvolver atividades coletivas musical.
Abstract: The research where this study was based upon, had as its goal to indicate that the pedagogical role of the game, based on accounts of experiences with the researched group - Coralito Mackenzie, goes beyond musical knowledge acquisition and the development of children s intelligence. As a combined proposal, and with the same goal, some educational activities were developed using music as a privileged tool for children s whole development, namely: their sensory-motor, cognitive, musical affective development, as well as the strengthening of personal and social relationships. The theoretical framework of the study required research in literature that comprehended several aspects of musical education including its historical, artistic and cultural contextualization, as well as the characterization of Coralito Mackenzie with its programs and specific characteristics. The guiding main topic or the research problem refers to the contribution the referred games and playful activities might bring to children s music education. To support the hypothesis which shows such activities as effective resources, a field research was conducted with twenty two children from 1st and 2nd grades of Colégio Presbiteriano Mackenzie s primary school, six and seven-year-old children, as well as an activity where musical tasks were performed, through games and playful activities. In that process, the voice, as an inherent human body instrument and other sound sources were explored. Using qualitative methods such as case study, questionnaires and interviews were conducted, and the answers given were examined with the application of the content analysis technique. The results indicate that the process of developing students sensitivity and awareness to issues related to music may be more effective with the use of artistic, didactic-pedagogical actions like children s games and activities. It was also concluded, that they may affect actions and behaviors and can be an authentic extension of the classroom, where it is possible to develop group musical activities.
Palavras-chave: coralito Mackenzie;  jogos;  brincadeiras;  educação musical;  coralito Mackenzie;  games;  playful activities;  music education
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES::MUSICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Educação, Arte e História
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Citação: VALLADÃO, Mário Francisco de Farias. O coralito Mackenzie e a contribuição dos jogos e brincadeiras musicais para crianças em processo de musicalização. 2009. 204 f. Dissertação (Mestrado em Educação, Arte e História) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2721
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13744
Data de defesa: 13-Fev-2009
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2721/1/Mario%20Francisco%20de%20Farias%20Valladao1.pdf
http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2721/2/Mario%20Francisco%20de%20Farias%20Valladao2.pdf
http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2721/3/Mario%20Francisco%20de%20Farias%20Valladao3.pdf
Aparece nas coleções:Educação, Arte e História da Cultura - Dissertação - CEFT Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.