Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13520
Tipo do documento: Dissertação
Título: O ciclo do Marabaixo: permanências e inovações de uma festa cultural
Autor: Lima, Wanda Maria da Silva Ferreira
Primeiro orientador: Aquino, Maria Aparecida de
Primeiro membro da banca: Ambrogi, Ingrid Hötte
Segundo membro da banca: Rago Filho, Antonio
Resumo: A presente dissertação visa compreender o que representa a Festa do Marabaixo para a Associação Cultural Raimundo Ladislau, enquanto grupo praticante e mantenedor dessa tradição cultural, através da noção de representação proposta pelo historiador Frances Roger Chartier. O cenário escolhido para o estudo da presente pesquisa foi o Centro Cultural Tia Biló, localizado no bairro do laguinho na cidade de Macapá, Estado do Amapá, durante a festa do Ciclo do Marabaixo que aconteceu no período de 24 de abril a 26 de junho de 2011. A dissertação parte de uma investigação sobre a Festa do Divino Espírito Santo em Portugal, no Brasil e em Macapá, através de uma abordagem histórica, apresentando algumas versões sobre a origem da festa, sua origem filosófica e a influência do pensamento de Joaquim de Fiore. Faremos, também, referência a algumas práticas da festa em Portugal, buscando o simbolismo da festa para o grupo Raimundo Ladislau. Apresentamos, também, o desenvolvimento da festa do Ciclo do Marabaixo realizado pela Associação que foi registrada através de fotografias e de áudio do evento bem como a realização de entrevistas semiestruturadas com os integrantes do grupo. Em seguida, apresentaremos uma abordagem histórica sobre a relação da Igreja com o Marabaixo, partindo das informações descritas em um artigo de jornal datado de 1895 até chegarmos ao ano de 2011, onde observamos as relações de tensões entre a igreja e os brincantes do Marabaixo. No momento seguinte trataremos da relação do Marabaixo com o Governo do Estado observando as formas de representação presentes nessa relação e como cada um se apropria dos seus bens simbólicos, e ainda, como o evento vai se transformando na principal manifestação cultural e a maior referência identitária do patrimônio histórico-cultural do Estado do Amapá
Abstract: Esta tesis tiene como objetivo entender que es la Fiesta de la Asociación para la Cultura Marabaixo Raimundo Ladislao, practicar en grupo y encargado del mantenimiento de esta tradición cultural, a través de la noción de representación propuesto por el historiador francés Roger Chartier. El escenario elegido para el estudio de esta investigación fue la tía Bilo Cultural Center, ubicado en el barrio de la laguna en la ciudad de Macapá, Amapá Estado, durante la fiesta del "Ciclo de Marabaixo" que tuvo lugar del 24 a 26 ab junio de 2011. La parte de una tesis doctoral en la fiesta del Espíritu Santo en Portugal, Brasil y Macapá, a través de un enfoque histórico, la presentación de algunas versiones del origen de la fiesta, su origen y la influencia del pensamiento filosófico de Joaquín de Fiore. También se hará referencia a algunas de las prácticas del partido en Portugal, en busca de la simbología de la fiesta para el grupo de Ladislao Raimundo. Aquí, también, el desarrollo de la Marabaixo ciclo de las fiestas de la Asociación que fue registrado a través de fotografías y el audio del evento y la realización de entrevistas semi-estructuradas con los miembros del grupo. A continuación, presentamos un enfoque histórico sobre la relación entre la Iglesia y Marabaixo la base de la información descrita en un artículo periodístico en 1895, hasta llegar al año 2011, donde se observa la relación de tensión entre la iglesia y el Marabaixo brincantes. Al momento siguiente, nos dirigimos a la relación de Marabaixo con el Gobierno del Estado bajo la forma de representación presentes en esta relación y cómo cada uno se apropia de sus bienes simbólicos y, sin embargo, como el evento se está convirtiendo en la principal expresión cultural y la identidad de la referencia más grande patrimonio histórico y cultural del estado de Amapá
Palavras-chave: Festa do Marabaixo;  representação;  festa cultural;  Partido Marabaixo;  la representación;  el festival cultural
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Educação, Arte e História
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Citação: LIMA, Wanda Maria da Silva Ferreira. O ciclo do Marabaixo: permanências e inovações de uma festa cultural. 2011. 131 f. Dissertação (Mestrado em Educação, Arte e História) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1822
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13520
Data de defesa: 26-Ago-2011
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1822/1/Wanda%20Maria%20da%20Silva%20Ferreira%20Lima.pdf
Aparece nas coleções:Educação, Arte e História da Cultura - Dissertação - CEFT Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.