Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13518
Tipo do documento: Dissertação
Título: Linguagem - intensidade - performance
Autor: Mori-leite, Thiago
Primeiro orientador: Rizolli, Marcos
Primeiro membro da banca: Mello, Regina Lara Silveira
Segundo membro da banca: Held, Maria Sílvia Barros de
Resumo: Este trabalho parte de uma averiguação de como as linguagens artísticas da música e da pintura podem intercambiar elementos estéticos através do modo como os artistas organizam, ou, às vezes, desorganizam toda linguagem estrutural vigente durante o processo de criação de suas obras. Logo após a segunda grande guerra mundial, a cidade de Nova Iorque abrigava artistas de áreas distintas, fomentando o aparecimento de vários movimentos artísticos, entre eles duas vanguardas artísticas que se destacavam pelo improviso e pelo caráter de espontaneidade durante o processo criativo: o Free-Jazz de John Coltrane e a Action Painting de Jackson Pollock. Os dois movimentos artísticos sempre estiveram entrelaçados dando suporte um ao outro. Suas linguagens pertencem a matrizes diferentes, mas seus elementos se transfiguram nas duas esferas. Analisando semiótica e esteticamente as performances de um músico de jazz e de um pintor expressionista abstrato, este trabalho busca relacionar o elemento principal de suas artes: a intensidade com que produziam suas obras através de seus improvisos. Os documentos, as principais referências biográficas, inclusive os registros performáticos dos artistas vídeos, discografias e pinturas utilizados nesta pesquisa são do período compreendido entre 1947 e 1967
Abstract: This paper presents an investigation regarding how the artistic languages of music and painting can share and exchange aesthetic elements related to the organization (or even, sometimes, the disruption) of language structures, executed by the artists during their creating process. Right after the Second World War, New York City was made home by artists who expressed themselves in different ways, a fact that made possible the emergency of many artistic movements, including two artistic vanguard that stood by improvisation and spontaneity in the creative process: John Coltrane‟s Free Jazz and Jackson Pollock‟s Action Painting. Both artistic movements have always been intertwined and supportive to each other. Although their languages belong to different arrays, its elements are transfigured among the two territories. Proposing an analysis in semiotic and aesthetic terms, this paper attempts to relate the main artistic elements in the performances of a jazz musician and an abstract expressionist painter: the intensity with which their works are produced throughout their improvisations. The documents, the main biographical references, including recordings of artists‟ performances - videos, discographies and pictures - used during the research are from the period between 1947 and 1967
Palavras-chave: performance;  intensidade;  John Coltrane;  Jackson Pollock;  performance;  intensity;  John Coltrane;  Jackson Pollock
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Educação, Arte e História
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Citação: MORI-LEITE, Thiago. Linguagem - intensidade - performance. 2011. 130 f. Dissertação (Mestrado em Educação, Arte e História) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1820
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13518
Data de defesa: 21-Jun-2011
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1820/1/Thiago%20Mori%20Leite.pdf
Aparece nas coleções:Educação, Arte e História da Cultura - Dissertação - CEFT Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.