Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13483
Tipo do documento: Tese
Título: Entre as práticas de (multi)letramento e os processos de aprendizagem ubíqua da cultura digital: percepções estéticas de educadores das linguagens
Autor: Fofonca, Eduardo
Primeiro orientador: Rizolli, Marcos
Primeiro membro da banca: Andrade, Maria de Fátima Ramos de
Segundo membro da banca: Bueno, Marcelo Martins
Terceiro membro da banca: Soares, Suely Aparecida Galli
Quarto membro da banca: Hardagh, Claudia Coelho
Quinto membro da banca: Areu, Graciela Inés Presas
Resumo: A sociedade contemporânea vive a ubiquidade em sua plenitude. Todavia, a ubiquidade sozinha não reflete a realidade da atual sociedade, mas quando se apropria da flexível habilidade de comunicação nas organizações sociais, integrada à cultura digital, reconfigura uma hipermobilidade desdobrada, ou seja, a ubiquidade das redes, do pensamento, da informação, do conhecimento, da comunicação. Neste sentido, as transformações mediadas pela hipermobilidade e pela ubiquidade tecnológica da cultura digital também repercutem, intensamente, na ação educacional e na aprendizagem, justamente pelo fato destas estarem integradas a esse movimento como uma estética da contemporaneidade. Nesta perspectiva, a presente investigação, desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Educação, Arte e História da Cultura, da Faculdade de Educação da Universidade Presbiteriana Mackenzie, aproxima a abordagem da percepção estética na prática educativa das linguagens à Pedagogia dos (Multi)letramentos e à aprendizagem ubíqua. Para possibilitar estas abordagens, alguns estudos (ROJO, 2009, 2012a, 2012b, 2013; SANTAELLA, 2003, 2007, 2013a, 2013b) foram fundamentais para um entendimento entre as fronteiras das linguagens, seus (multi)letramentos, a educação, na ótica da ubiquidade na aprendizagem e, o intenso efeito nas dimensões da interdisciplinaridade, da cultura digital. Desta forma, num primeiro plano de discussão, com o desenvolvimento da pesquisa, havia a necessidade de ultrapassar o limite de base nos estudos da Cultura Digital, que muitas pesquisas já vinham vivenciando para, então, investigar as implicações destas contribuições para uma análise da percepção estética dos educadores das linguagens. Esse enfoque foi possível, metodologicamente, a partir dos princípios da pesquisa qualitativa de Lankshear e Knobel (2008) e, com base, na concepção de percepção estética de Maffesoli (1999), sobretudo, na ampliação desta concepção realizada por Scherer (2005). Conforme Scherer (2005), a representação que se estabelece na percepção estética é possível pela liberação e contemplação nas análises, que, para ambos os autores (MAFFESOLI, 1999; SCHERER, 2005), torna-se significativo pelo movimento constante. Desse modo, este movimento, na pesquisa, é readequado e, por meio de uma releitura, torna-se inerente à percepção que os (multi)letramentos estéticos propiciam ao campo das linguagens na amplitude da construção de sentidos. Este encaminhamento foi percebido como resultado na aplicação de um questionário estruturado, com uma construção ampla de enunciados e referências, as quais enfocaram as principais concepções deste estudo. Metodologicamente, a composição dos sujeitos da pesquisa, foi desenvolvida de maneira voluntária pelos docentes de Arte e Línguas, de três campi que integram o Instituto Federal do Paraná. Como dados resultantes desta análise qualitativa, ficou claro que os educadores já desenvolvem práticas educativas que vislumbram o ensino das linguagens integrado aos novos letramentos e às práticas multiletradas. Todavia, vislumbraram a necessidade de uma formação continuada para que possam desenvolver, cada vez mais, uma dimensão estética interdisciplinar, possibilitada a partir dos diálogos constantes com outras áreas de conhecimento. Ainda, estes, trouxeram a preocupação de um trabalho pedagógico voltado à cultura digital, colocando-se abertos em seu cotidiano para esta integração. Assim, demonstraram através de suas percepções, uma efetiva proximidade do movimento estético da ubiquidade na aprendizagem, percebendo uma importância atual e reconhecendo uma ação educacional com práticas de (multi)letramentos nos cenários de aprendizagem contemporâneos Learning scenarios.
Abstract: Contemporaneous society lives ubiquity to its fullest. However, the ubiquity alone does not reflect the reality of today's society, but when it appropriates the flexible ability of communication in social organizations, integrated to the digital culture, reconfigures a deployed hypermobility, or the ubiquity of networks, thought, information, knowledge, communication. In this sense, the changes mediated by hypermobility and digital literacy of technological ubiquity also resonate intensely in educational action and learning, precisely because these are integrated into this movement as an aesthetic of contemporary times. In this perspective, this research developed under the program of graduate studies in education, art and history of culture, college of education, university mackenzie, nears the approach to aesthetic perception in educational practice of languages the "pedagogy of (multi) literacies" and the ubiquitous learning. To enable these approaches, some essays (rojo, 2009, 2012a, 2012b, 2013; santaella, 2003, 2007, 2013th, 2013b) were fundamental to understand the boundaries of languages, its (multi)literacies, education, in the view the ubiquitous learning and the intense effect on the dimensions of interdisciplinarity, of digital culture. Thus, in a first discussion plan, with the development of the research, there was a need to overcome the basic limit on digital culture studies, which were already experiencing a lot of research to then investigate the implications of these contributions to analyze the aesthetic perception of languages educators. This approach was possible, methodologically, from the principles of qualitative research in lankshear and knobel (2008), based on the concept of aesthetic perception of maffesoli (1999), especially in the expansion of this view held by scherer (2005). According to scherer (2005), the representation that is established in the aesthetic perception is possible by releasing and contemplation in the analysis, which for both authors (maffesoli, 1999; scherer, 2005) becomes significant by constant motion. Thus, this movement, in the research, is reconfigured and by a new reading becomes inherent to the perception that the (multi) literacies provides aesthetic languages in the field of the construction range of meanings. This referral was realized as a result of applying a structured questionnaire with a broad construction of statements and references, which were focused on the provides aesthetic languages in the field of the construction range of meanings. This referral was realized as a result of applying a structured questionnaire with a broad construction of statements and references, which were focused on the main concepts of this study. Methodologically, the composition of the research subjects, was developed voluntarily by art teachers and languages of three campuses that comprise the federal institute of paraná. As data resulting from this qualitative analysis, it became clear that educators have already developed educational practices out over the teaching of languages integrated to new literacies and multiliterates practices. However, they envisioned a need for continuous formation that may develop increasingly an interdisciplinary aesthetic dimension, enabled from the ongoing dialogue with other fields of knowledge. Still, they brought the concern of a pedagogical work focused on the digital culture, placing it open in your daily life for this integration. So, they demonstrated through their perceptions effective proximity of the aesthetic movement of ubiquity in learning, realizing a current importance and recognizing an educational action with (multi)literacies practices in modern
Palavras-chave: cultura digital;  linguagens;  (multi)letramentos. Aprendizagem ubíqua, percepção;  estética;  digital culture;  languages;  (multil)iteracies;  ubiquitous learning aesthetic perception
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Educação, Arte e História
Programa: Educação, Arte e História da Cultura
Citação: FOFONCA, Eduardo. Entre as práticas de (multi)letramento e os processos de aprendizagem ubíqua da cultura digital: percepções estéticas de educadores das linguagens. 2015. 191 f. Tese (Doutorado em Educação, Arte e História) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/2093
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13483
Data de defesa: 7-Ago-2015
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2093/1/Eduardo%20Fofonca.pdf
Aparece nas coleções:Educação, Arte e História da Cultura - Teses - CEFT Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.