Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13432
Tipo do documento: Dissertação
Título: Status epilepticus neonatal leva a prejuízos na interação social de maneira gênero-dependente: novo modelo animal para investigação dos mecanismos neurobiológicos envolvidos com o transtorno do espectro autista?
Autor: Castelhano, Adelisandra Silva Santos
Primeiro orientador: Cysneiros, Roberta Monterazzo
Primeiro membro da banca: Teixeira, Maria Cristina Triguero Veloz
Segundo membro da banca: Scorza, Fúlvio Alexandre
Resumo: Os Transtornos do Espectro Autista (TEA) são condições que afetam o desenvolvimento cerebral prejudicando a interação social recíproca, a comunicação verbal e não verbal e são acompanhados por comportamentos repetitivos e padrões anormais de interesses e atividades. Apesar da riqueza dos dados obtidos a partir da história dos pacientes, dos exames de neuroimagem, dos estudos genéticos e moleculares, a patogênese do TEA permanece mal compreendida. Modelos animais têm propiciado a ampliação do conhecimento acerca da neurobiologia dos TEA. O Status epilepticus (SE), uma condição aguda caracterizada por convulsões repetitivas ou prolongada, é uma emergência clínica que ocorre mais frequentemente em crianças que em adultos, e em 40-50% dos casos em crianças com idade inferior a dois anos. Estudos clínicos e experimentais indicam que embora o SE produza menos danos estruturais no cérebro imaturo que no cérebro adulto, SE em neonatos leva a prejuízos na aprendizagem, memória, sequelas emocionais na idade adulta, alteração da circuitaria GABAérgica hipocampal e intracortical, e redução dos níveis de dopamina no córtex pré-frontal. Este trabalho teve como objetivo avaliar se o SE em ratos neonatos de ambos os gêneros produz prejuízos na interação social, na cognição e no comportamento exploratório. Ratos wistar de ambos os gêneros com nove dias pós-natal (PN9) receberam injeção intraperitoneal de pilocarpina (380 mg/kg). Animais controles receberam solução salina. Os comportamentos sociais e exploratórios foram avaliados entre PN30-PN35, empregando-se o paradigma de observação por pares. O desempenho cognitivo foi avaliado empregando-se a caixa de Skinner, quantificando-se o número de sessões para aquisição do comportamento de pressão à barra. Os resultados mostraram que o SE no cérebro em desenvolvimento alterou a sociabilidade, a cognição e o comportamento exploratório. Os prejuízos na interação social foram gênero-dependentes, afetando predominantemente os machos. O comportamento exploratório foi reduzido em ambos os gêneros, no entanto, as fêmeas parecem ter sido mais afetadas, desde que paralelamente observou-se aumentou do selfgrooming. Ambos os comportamentos são afetados pela emocionalidade e pelo contexto ambiental, sugerindo que o SE afetou mais severamente a emocionalidade das fêmeas. Os prejuízos cognitivos foram igualmente observados em ambos os gêneros. Baseando-se nestas evidências, sugerimos que este modelo pode ser utilizado para explorar mecanismos neurobiológicos do TEA.
Abstract: The Autism Spectrum Disorders (ASD), conditions which affect the brain development, are characterized by impairments in reciprocal social interactions, communicative use of verbal and nonverbal language, and restricted/repetitive behaviors. Despite a wealth of descriptive data obtained from patient histories, imaging techniques, and genetic and molecular studies, the pathogenesis of ASD remains poorly understood. Progress toward understanding the etiology of an acquired neurological disorder, such as ASD, is largely dependent on the degree to which experimental animal models reflect the human condition. Status epilepticus (SE), the condition of ongoing seizures or repetitive seizure activity, is a clinical emergency more common in children than adults, with almost 40-50% of the case occurring in children younger than 2 years of age. Clinical and experimental studies have been showing that despite of immature brain to be more resistant to structural damage when compared with adult brain, it has been demonstrated that neonatal SE may produce learning deficits, memory impairment, and emotional sequels in adulthood, altered GABAergic intracortical and hipocampal circuitries and reduced dopamine levels in the prefrontal cortex. Taking all information together, the aim of the present study was to evaluate a possible social impairment, learning and exploratory deficits after pilocarpine-induced SE in rats of both genders during development. Wistar rats of both gender at PN9 received intraperitoneal injection of pilocarpine (380 mg/kg). Control animals received saline solution instead pilocarpine. Social and exploratory behaviors were assessed between 30-35 postnatal days using paired-exposure paradigm. Learning performance was assessed, at PN90 using skinner Box apparatus, by quantification of the number of sections to acquire bar pressing conditioning. Our results demonstrated that neonatal SE produced social impairment, learning and exploratory deficits. Furthermore, the social impairment was gender-dependent, affecting predominantly male rats. On the other hand, the exploratory behavior was reduced in both genders, however female rats seems to be more affected, since selfgrooming was enhanced in this specific group. Quite interesting, both behaviors are affected by emotionality and environmental context, suggesting that SE was able to affect more severely the emotionality of the female animals. Moreover, it is also important to note that learning deficits were observed in both genders as well. Based on this evidences, we propose that this animal model can be a valuable tool to investigate the neurobiological basis of ASD.
Palavras-chave: TEA;  status epilepticus;  modelo animal;  prejuízo na interação social;  gênero;  ASD;  status epilepticus;  animal model;  social impairment;  gender
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1748
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13432
Data de defesa: 26-Jan-2010
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1748/1/Adelisandra%20Silva%20Santos%20Castelhano.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.