Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13407
Tipo do documento: Dissertação
Título: O significado do lazer para pessoas com cegueira adquirida: análise de depoimentos
Autor: Archanjo, Vânia Warwar
Primeiro orientador: Masini, Elcie Aparecida Fortes Salzano
Primeiro membro da banca: Assis, Silvana Maria Blascovi de
Segundo membro da banca: Profeta, Mary da Silva
Resumo: Esta investigação realizada com pessoas com cegueira adquirida buscou o significado do lazer para elas, por meio de entrevistas organizadas a partir de um questionário, composto de um item de identificação e oito perguntas de respostas abertas. Fundamentou-se em Marcellino (1983,1987, 1995, 2006) e suas reflexões sobre o lazer enquanto uma cultura vivenciada no tempo disponível, em Dumazedier (1973,1980), focalizando o lazer a partir dos interesses, e em Blascovi-Assis (1997) que enfatiza a necessária conscientização da sociedade no que se refere à realização de mudanças no universo do lazer. Com referência à deficiência visual buscou embasamento em autores como Masini (1994, 2007), que argumenta importância de considerar o referencial perceptual da pessoa sem a visão, em vez de compará-la com o referencial da pessoa vidente; em Paiva (2005) e a resolução adotada pelo Conselho Internacional de Sidnei sobre os termos relativos à deficiência visual; em Farias e Buchalla (2005), que trouxeram as contribuições da CID-10 e da CIF (OMS, 2003), que veio complementar a CID-10 ao delinear uma descrição de funcionalidade. O objetivo foi investigar o significado do lazer para dez pessoas com cegueira adquirida e registrar como vem ocorrendo as atividades de lazer desse público, bem como verificar os aspectos facilitadores e dificultadores nessa vivência. A linha diretriz foi a de analisar se as atividades de lazer propiciam o bem-estar às pessoas que adquiriram a cegueira. A análise das entrevistas foi realizada em quatro etapas: leitura cuidadosa das respostas de cada participante, referentes a cada pergunta; levantamento de categorias; categorização das respostas em Quadros; reflexão sobre os dados dos Quadros. Os dados analisados evidenciaram que para os sujeitos da pesquisa o lazer significa uma possibilidade de bem-estar, sozinhas ou em companhia de outras pessoas, uma vez que não se sentem incapazes para usufruir de atividades dessa natureza, já que as consideram tão possíveis para elas quanto para os que não têm deficiência visual.
Abstract: This investigation conducted with people with acquired blindness sought the meaning of leisure to them, through interviews based on questionnaires compounded by an item of identification and eight questions leading to open answers. This same paper was based on Marcellino (1983, 1987, 1995, 2006) and his reflections on leisure as an experienced culture during an available time, Dumazedler (1973, 1980), focusing leisure on interests, and Blascovi-Assis (1997) who emphasizes the needed awareness of society as far as changing the universe of leisure. Making reference to visual impairment one sought to be based in authors such as Masini (1994, 2007), who discusses the importance of considering the person s perceptual referential with no sight, instead of comparing them with sighted people; on Palva (2005) and the resolution adopted by the International Council of Sidney about the related terms on visual impairment; on Farias and Buchalia (2005), who brought DSM-10 and FIC contributions (WHO 2003), complementing DSM-10 when tracing a functioning description. This work objective was to investigate the meaning of leisure to 10 people with acquired blindness and register how leisure activities have been occurring to this public, as well as verify the facilitating aspects and barriers to this experience. The guideline was analyzing if leisure activities propitiate well-being to people who acquired blindness. The interviews analysis happened in four phases: close reading of each participant s answers related to each question; classification in categories; answers categorization in charts; reflection on the data in the charts. The data analyzed showed that leisure to the subjects in the research means a possibility of well-being, by themselves or with others, once they do not feel unable to enjoy activities of such nature, since they consider the same activities as possible as they could be to the ones without visual impairment.
Palavras-chave: lazer;  deficiência visual;  cegueira adquirida;  leisure;  visual impairment;  acquired blindness
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: ARCHANJO, Vânia Warwar. O significado do lazer para pessoas com cegueira adquirida: análise de depoimentos. 2009. 96 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1721
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13407
Data de defesa: 9-Fev-2009
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1721/1/Vania%20Warwar%20Archanjo.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.