Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13385
Tipo do documento: Dissertação
Título: Reconhecimento de faces familiares em indivíduos com síndrome de Asperger e transtorno invasivo do desenvolvimento sem outra especificação
Reconhecimento de faces familiares em indivíduos com síndrome de Asperger e transtorno invasivo do desenvolvimento sem outra especificação
Autor: Lourenção, Luciana Cristina
Primeiro orientador: Paula, Cristiane Silvestre de
Primeiro membro da banca: Brunoni, Décio
Segundo membro da banca: Mercadante, Marcos Tomanik
Resumo: Os Transtornos Invasivos do Desenvolvimento (TID) constituem um grupo de desordens do comportamento duradouras e persistentes que se caracterizam por comprometimento qualitativo da comunicação e da interação social, padrões restritos de interesses e presença de comportamentos estereotipados e maneirismos. Evidências crescentes mostram um estilo de processamento visual atípico no autismo, que faz parte desse grupo de desordens. O objetivo deste estudo foi verificar o reconhecimento de faces familiares e não familiares em indivíduos com síndrome de Asperger (SA) e com TID Sem Outra Especificação (TID-SOE) e compará-lo com o de um grupo-controle. Para tanto, utilizaram-se figuras de faces familiares holísticas (face inteira e perfil) ou de partes da face (olho, nariz e boca). Participaram da pesquisa 14 crianças do sexo masculino com idades variando de 6 a 12 anos. As sete crianças com SA e TID-SOE formaram o grupo-caso, e outras sete com desenvolvimento típico, o grupo-controle. Foi estabelecido como critério de inclusão QI mínimo de 70, avaliado pelo WISC em toda a amostra. As crianças do grupo-caso foram avaliadas com a aplicação do Autism Screening Questionnaire (ASQ) e do Screening Questionnaire for Asperger Syndrome (ASSQ). Considerando o grupo-caso, encontrou-se diferença significativa (p = 0,018) nos acertos quando comparadas figuras de faces familiares (100%) e não familiares (42%). Não foram observadas diferenças entre os grupos em relação ao número de acertos e ao tempo necessário para o reconhecimento da prancha familiar de face inteira. Supõe-se que os indivíduos com SA e TID-SOE conseguem desenvolver uma forma holística de processamento mediante uma face inteira familiar muito íntima.
Abstract: Pervasive Developmental Disorders (PDD) refer to a group of persistent and long-lasting behavioral disturbances characterized by qualitative implications on communication and social interaction, restrictive patterns of interests and stereotyped behaviors. Evidences have pointed to an atypical style of visual processing in autism, which is a condition belonging to PDD. This research was carried out in order to verify the familial and not familial face processing in children with Asperger syndrome (AS) or with Not Specified PDD (PDD-NOS) and to compare it with the same processing in control-children. Pictures of holistic faces (whole face and profile) and of parts of the face (eyes, nose and mouth) were presented to the children in a computer screen. The case-group refers to seven children with AS or PDD-NOS, and the control-group included other seven children with typical development. Children were 6-12 year old. All children had minimal IQ = 70 (WISC). Diagnoses of AS and PDD-NOS was established by the application of the Autism Screening Questionnaire (ASQ) and the Screening Questionnaire for Asperger Syndrome (ASSQ). Significant differences (p = 0,018) were observed inside the case-group when compared the success frequencies of familial (100%) and not familial (42%) faces. There were no significant differences between case and control groups in relation with success frequencies and time spent for familial whole faces processing. It is supposed that individuals with AS or PDD-NOS are able to develop an holistic style for processing very close familial whole faces.
Palavras-chave: síndrome de Asperger;  transtorno invasivo do desenvolvimento (sem outra especificação);  reconhecimento facial;  Asperger syndrome;  pervasive developmental disorder (not specified);  face processing
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: LOURENÇÃO, Luciana Cristina. Reconhecimento de faces familiares em indivíduos com síndrome de Asperger e transtorno invasivo do desenvolvimento sem outra especificação. 2008. 86 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1698
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13385
Data de defesa: 14-Ago-2008
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1698/1/Luciana%20Cristina%20Lourencao.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.