Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13382
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorWanderley, Cristiane Pessoapt_BR
dc.date.accessioned2016-03-15T19:40:32Z-
dc.date.accessioned2016-07-19T23:04:36Z-
dc.date.available2008-09-17pt_BR
dc.date.available2016-07-19T23:04:36Z-
dc.date.issued2008-08-12pt_BR
dc.identifier.citationWANDERLEY, Cristiane Pessoa. Processo de desligamento de pacientes com paralisia cerebral de uma instituição especializada: o olhar da família. 2008. 78 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2008.por
dc.identifier.urihttp://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1695-
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13382-
dc.description.abstractThis investigation was carried out in a specialized institution aiming at the knowledge of the practical aspects involving the intermission in the therapeutic process of children with cerebral palsy under the family's point of view. Differing from the discharge, the intermission usually happens when the patient did not achieve basic goals established by the institution to be kept in treatment. A group of ten parents of children with cerebral palsy who attended a specific institution were interviewed between January and March, 2008, with semi-structured questions about the implications of the intermission in the therapeutic process of their children on the families. Collected data were qualitatively analyzed. For these parents, the way how intermission was conducted has generated anguish and suffering for the family as well as for the patient with cerebral palsy, who played in fact an adjuvant role in all this process. Results have pointed out as well the emotional discomfort of the professionals who play the hard role of communicating the intermission without being prepared for it. The constitution of a multidisciplinar support team for realizing gradually the intermission was suggested, so that the resignification of the process in changes in the way it has usually been conducted.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectparalisia cerebralpor
dc.subjectinstituição especializadapor
dc.subjectfamíliapor
dc.subjectcerebral palsyeng
dc.subjectinstitutioneng
dc.subjectfamilyeng
dc.titleProcesso de desligamento de pacientes com paralisia cerebral de uma instituição especializada: o olhar da famíliapor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentPsicologiapor
dc.publisher.programDistúrbios do Desenvolvimentopor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor
dc.description.resumoEste estudo teve como objetivo conhecer e desvelar os aspectos práticos que permeiam o processo de desligamento de crianças com paralisia cerebral de uma instituição especializada sob o olhar das famílias. Esse desligamento, diferentemente da alta, acontece quando o paciente não conseguiu atingir os objetivos mínimos necessários para permanecer em tratamento na instituição. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com dez pais de crianças com paralisia cerebral de uma instituição da cidade de São Paulo, buscando-se conhecer as implicações do desligamento dos filhos nas famílias. As entrevistas com os pais foram realizadas no período de janeiro a março de 2008. Optou-se por abordagem qualitativa de pesquisa, dado o seu caráter dinâmico, tendo-se buscado na análise de conteúdo a fonte para a compreensão do fenômeno do desligamento nas famílias. Os resultados desta pesquisa levaram-nos à constatação de que, para os pais participantes, o desligamento do filho da instituição, conforme tem sido conduzido, é fator gerador de angústia e desencadeante de grande sofrimento para as famílias em geral e, em especial, para o paciente com paralisia cerebral que, no contexto do desligamento, acaba tendo papel coadjuvante. Adicionalmente, a pesquisa apontou para o desconforto emocional dos profissionais que desempenham o difícil papel de agente comunicador da notícia do desligamento sem, contudo, sentir-se preparado para tal. Como proposta, pensou-se na constituição de um grupo multidisciplinar de apoio para realizar o desligamento de forma gradual, de modo que ocorra mudança na conduta a partir da ressignificação desse processo.por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3571500254359656por
dc.contributor.advisor1D´antino, Maria Eloisa Famápt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5542928514968820por
dc.contributor.referee1Assis, Silvana Maria Blascovi dept_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6553900966729412por
dc.contributor.referee2Souza, Regina Célia Turolla dept_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/7438273012604070por
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/3965/Cristiane%20Pessoa%20Wanderley.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1695/1/Cristiane%20Pessoa%20Wanderley.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.