Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13358
Tipo do documento: Dissertação
Título: O cuidar e o paciente crônico: efeitos sobre a estrutura familiar
Título(s) alternativo(s): Care and the chronically ill patient: effects on the family structure
Autor: Ferreira, Paulo Roberto
Primeiro orientador: Fiamenghi Jr, Geraldo Antônio
Primeiro membro da banca: Becker, Elisabeth
Segundo membro da banca: Tonelotto, Josiane Maria de Freitas
Resumo: Este trabalho buscou compreender como a família de pacientes crônicos lida com o cuidado a estes pacientes e como este cuidado afeta a estrutura familiar. O objetivo principal, portanto, foi estudar as modificações nas relações familiares decorrentes do cuidado a pessoas com transtornos crônicos. Participaram desta pesquisa 5 famílias, responsáveis pelo cuidado de crianças com deficiência mental severa, recrutadas em uma instituição de atendimento a pessoas deficientes numa cidade do interior do Espírito Santo. Os dados foram obtidos através de respostas a questionário da escala geriátrica de Crichton (AVD), adaptada, que avalia a capacidade funcional do paciente e tem a vantagem de permitir conhecer a evolução das capacidades e limitações do paciente através do registro periódico; para avaliação do grau de integração do paciente utilizou-se a adaptação do APGAR Familiar de Smilkstein. Os resultados mostraram uma evolução em alguns dos deficientes mentais severos. Em relação ao grau de dependência, inicialmente todos os cinco pesquisados eram totalmente dependentes e atualmente, dois continuam totalmente dependentes e três encontram-se parcialmente dependentes. Observa-se também que desde início do surgimento da doença até o momento, as famílias encontram-se integradas na relação de ajuda, na participação de seus membros na tomada de decisões, na liberdade dos membros da família nas questões financeiras, na relação afetiva e no tempo que os membros da família dão ao paciente crônico. Observa-se que as interações familiares não sofreram prejuízo devido à doença crônica de seus membros e que elas foram bem sucedidas nas diferentes fases de adaptação a doença. Este estudo pode proporcionar uma visão dos familiares cuidadores, uma vez que eles agregam uma realidade que enriquece a compreensão da relação familiar das pessoas com deficiência mental severa e seu universo familiar.
Abstract: This work sought to understand how the family of chronically ill patients deals with them and how this care affects family structure. The main objective was to study changes in family relations due to caring for chronically disabled people 5 families responsible for severely mentally handicapped children, recruited in a specialized institution in Espírito Santo State. Data were obtained via adapted Crichton Geriatric Scale (DLA) that assesses the functional capacity of the patient and has the advantage of knowing the evolution of capacities and limitations of the patient through frequent registration; Smilkstein s Family APGAR was adapted to assess the level of the patient s family integration. Results showed an evolution in some of the severely mentally handicapped patients. Concerning the degree of dependence, in the beginning all the five patients were totally dependant and nowadays two are still totally dependant and three are partially dependant. It also could be observed that from the starting of illness to the moment, families are integrated in the helping relation, in their members participation in decision making situations, in freedom of family members concerning financial matters, in affective relations and in time that family members dedicate to the patient. It was observed that family interactions have not suffered damage due to the chronically illness of their members, and that they succeeded in different stages of adaptation to the illness. This study could show the family carers viewpoint, as they add to a reality that enriches the comprehension of family relation of severely handicapped patients and their family universe.
Palavras-chave: cuidadores;  família;  pacientes crônicos;  deficiência;  carers;  family;  chronically ill patients;  disability
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: FERREIRA, Paulo Roberto. Care and the chronically ill patient: effects on the family structure. 2007. 88 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1669
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13358
Data de defesa: 6-Ago-2007
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1669/1/Paulo%20Roberto%20Ferreira.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.