Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13319
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorBusin, Yuript_BR
dc.date.accessioned2016-03-15T19:40:16Z-
dc.date.accessioned2016-07-19T23:04:24Z-
dc.date.available2014-03-31pt_BR
dc.date.available2016-07-19T23:04:24Z-
dc.date.issued2014-02-06pt_BR
dc.identifier.citationBUSIN, Yuri. Análise de emoções em expressões faciais: veracidade das emoções e rastreio ocular. 2014. 72 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2014.por
dc.identifier.urihttp://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1629-
dc.identifier.urihttp://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13319-
dc.description.abstractEmotions consist in reactions to significant actions on individuals, more specifically, the responses that involve an affective experience, and may be expressed verbally or not. The human face can express many emotions enabling the exchange of information about affective states, facilitating interaction between individuals. Not all facial expressions are genuine, because in social interactions exist lies and deceptions that can range from altruistic and motives to lie for fear of punishment. Studies show brain regions associated with identifying and perception of each emotion and as cerebral laterality may influence the recognition and expression. The left side of the face has been identified as the most informative to identify emotions, revealing the existence of asymmetry in facial expressions of emotions identification. The objective of the study is to evaluate the pattern of eye movements in tasks of trial expressions of real and falsified emotions. Participated 33 subjects, who was instructed to watch and judge the 96 movies, divided in 2 bateries, each containing 48 movies with true and false facial emotion expressions. All the movies showed more the left area of the face and were edited to have a mirror efect. The movies were presented on a computer with Eye- Tracking device for tracking eye movements. The expressions presented were: happiness, fear and sadness. Participants indicated whether the expression view was true or not. The results indicate that the left hemisphere of the brain is more involved in judging the emotions through the face, as well as being faster, and genuine emotions got a better hit rate.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Presbiteriana Mackenziepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectexpressão facialpor
dc.subjectjulgamento de emoçõespor
dc.subjectmovimentos ocularespor
dc.subjectfacial expressioneng
dc.subjectjudgment of emotionseng
dc.subjecteye movimentseng
dc.titleAnálise de emoções em expressões faciais: veracidade das emoções e rastreio ocularpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.publisher.departmentPsicologiapor
dc.publisher.programDistúrbios do Desenvolvimentopor
dc.publisher.initialsUPMpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor
dc.description.resumoAs emoções consistem em reações a ações significativas nos indivíduos, mais especificamente, a respostas que envolvem uma experiência afetiva, podendo ser expressadas verbalmente ou não. A face humana pode expressar muitas emoções possibilitando a troca de informações sobre os estados afetivos, facilitando a interação entre indivíduos. Nem todas as expressões faciais são genuínas, pois nas interações sociais existem mentiras e dissimulações que podem variar desde motivações altruístas até mentiras por medo de punição. Estudos mostram as regiões cerebrais relacionadas com a identificação e sentimento de cada emoção, e como a lateralidade cerebral pode influenciar no reconhecimento e expressão das mesmas. Assim, o lado esquerdo do rosto tem sido identificado como mais informativo para identificar emoções, revelando a existência de assimetria facial na identificação das expressões de emoções. Objetivo do estudo é avaliar o padrão dos movimentos oculares em tarefas de julgamento de expressões de emoções reais e falseadas. Participaram do estudo 33 sujeitos, os quais serão instruídos a assistir grupos de vídeos, cada um contendo 48 vídeos com expressões falseadas e verdadeiras. Os vídeos apresentam a área esquerda do rosto maior. Estes vídeos foram editados de forma que apresentem as emoções espelhadamente e normais. Todos os vídeos foram apresentados em um computador com equipamento de Eye-Tracking para o rastreamento dos movimentos oculares. As expressões apresentadas foram: Alegria, Medo e Tristeza. Os participantes indicaram se a expressão vista era ou não verdadeira. Os resultados apontam que o campo visual direito é mais utilizado e mais rápidos para julgamento das emoções, sendo assim há uma maior ativação do hemisfério esquerdo cerebral. O julgamento de emoções genuínas obteve um melhor índice de acertos.por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/9629625885871778por
dc.contributor.advisor1Macedo, Elizeu Coutinho dept_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0683719309513445por
dc.contributor.referee1Boggio, Paulo Sérgiopt_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0659408656635728por
dc.contributor.referee2Orsati, Fernanda Tebexrenipt_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9115397040310997por
dc.thumbnail.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/retrieve/3867/Yuri%20Busin.pdf.jpg*
dc.bitstream.urlhttp://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1629/1/Yuri%20Busin.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.