Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13306
Tipo do documento: Dissertação
Título: Treinamento de professores no manejo comportamental de cinco alunos com transtornos do espectro do autismo na condição de inclusão escolar
Título(s) alternativo(s): A training program for teachers about behavior manegeament to autism spectrum disorder in a regular school
Autor: Khoury, Laís Pereira
Primeiro orientador: Teixeira, Maria Cristina Triguero Veloz
Primeiro membro da banca: Schwartzman, José Salomão
Segundo membro da banca: Gioia, Paula Suzana
Resumo: O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) se caracteriza por uma heterogeneidade de sinais e sintomas que afetam consideravelmente a adaptação psicossocial da pessoa acometida. Por exemplo, ausência de atenção compartilhada, déficits de comunicação, interação social, iniciação de atenção social compartilhada, comportamentos de solicitação e problemas de comportamento. Assim como outros transtornos do desenvolvimento, crianças com TEA desenvolvem necessidades educacionais especiais (NEE) devido às condições clínicas comportamentais, cognitivas, de linguagem e de adaptação social que elas apresentam. No Brasil existe uma legislação específica que associa este quadro clínico à condição de pessoa com NEE. O conjunto de todas as alterações comportamentais, de comunicação e de linguagem presentes no autismo interfere na inserção e adaptação no ambiente escolar de alunos com esse transtorno. Evidências científicas em relação às estratégias de intervenção apontam para a abordagem comportamental como uma das modalidades que mais contribui com a melhora e amenização de diversos problemas tipicamente associados ao TEA (problemas de comportamento, habilidades sociais, habilidades da vida diária, comunicação social, dentre outras). O objetivo geral do estudo foi desenvolver, aplicar e avaliar a eficácia de um programa de treinamento para professores sobre estratégias de manejo comportamental de alunos com TEA. O projeto foi desenvolvido em cinco escolas de Ensino Fundamental I da secretaria municipal da cidade de Barueri. A amostra foi composta por cinco alunos com TEA na faixa etária de 6 a 10 anos regularmente matriculados em escolas do Ensino Fundamental I (EF I) do município de Barueri e seus respectivos professores totalizando por 10 participantes. Foram utilizados os seguintes instrumentos: a) Escala de inteligência de Wechsler para crianças (WISC III), b) Versão brasileira do Inventario de Problemas Comportamentais 32 (BPI/01), c) Inventário de Comportamentos Autísticos (ABC), d) Registro de observação de comportamentos, e) Questionário para verificação do nível geral de conhecimentos que o professor tem sobre TEA. O estudo foi realizado em três fases: Fase I: avaliação inicial mediante uso dos instrumentos acima; Fase 2 Intervenção; Fase III: Pós-intervenção. Os principais resultados mostraram caso-a-caso que todas as crianças, diminuíram os problemas de comportamento conforme ambos os instrumentos padronizados de avaliação comportamental e de acordo com as taxas de problemas de comportamento registradas antes e após a intervenção. Os indicadores problemas comportamentais que mais diminuíram as frequências foram a agressividade, autoagressividade e estereotipias. Na fase pós-intervenção foram registrados novos comportamentos adequados e adaptativos no contexto de sala de aula. Os professores melhoraram qualitativamente os conhecimentos sobre TEA e, conforme os resultados obtidos parece ser que passaram a utilizar estratégias adequadas de manejo comportamental desses escolares. Conclui-se que o guia de orientações desenvolvido mostrou uma tentativa eficaz para o manejo de contingências de baixo custo. Os dados, embora restritos à amostra do estudo, mostram viabilidade de uso do guia desenvolvido no contexto de sala de aula.
Abstract: Autism Spectrum Disorder is characterized by heterogeneous signs and symptoms that significantly affect the psychosocial adaptation of the patient. For instance, the absence of joint attention, communication deficit, social interaction, initiation of joint social attention, solicitation behaviors and behavior problems. Similar to other development disorders, children with ASD develop special educational needs (SEN) due to specific behavioral, cognitive, language and social adaptation clinical conditions. In Brazil there is a specific legislation that associates this clinical frame to the condition of a person with SEN. The set of all behavioral, communication, and language alterations observed in autism interferes in the insertion and adaptation of patients in the school environment. Scientific evidence about intervention strategies indicate that the behavioristic approach is one of the most beneficial to the improvement and appeasing of several problems typically associated with ASD (behavior problems, social skills, daily life skills, social communication, among others). The general objetctive of this study was to develop, implement and assess the efficiency of a training program for teachers on behavior management strategies for students with ASD. The project was developed in five elementary schools from the city of Barueri. The sample was composed of five students with ASD, age range 6 to 10 years old, enrolled in elementary schools in Barueri, and their respective teachers, totalizing 10 participants. The following tools were used: a) Wechsler 34 Intelligence Scale for Children (WISC III), b) Brazilian version of The Behavior Problems Inventory (BPI/01), c) Autism Behavior Checklist (ABC), d) Report of behavior observation, e) Questionnaire to verify teachers general knowledge on ASD. The study was carried out in three steps, Step I: initial assessment through the use of the aforementioned tools; Step II: intervention; Step III: post-intervention. The main results indicate a reduction of behavioral problems in all children, according to both behavioral assessment tests and according to behavioral problems rates recorded before and after the intervention. The indicators of behavioral problems that had the most reduced rates were aggressiveness, self-aggressiveness, and stereotypies. At the post-intervention step, new adequate and adaptive behaviors were recorded in the classroom setting. Teachers improved qualitatively their knowledge on ASD and, according to the results, they seem to have started the use of adequate behavioral management strategies with these students. The orientation guide proved to be efficient to the management of low cost contingencies. Data, though restricted to the sample, show that the use of the guide is feasible in the classroom setting.
Palavras-chave: transtornos do espectro do autismo;  problemas de comportamento;  guia psicoeducativo;  programa de treinamento;  capacitação de professores;  escola;  autism spectrum disorder;  behavior problems;  psycho-educational guide;  training program;  teacher training;  school
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1616
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13306
Data de defesa: 19-Fev-2013
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1616/1/Lais%20Pereira%20Khoury.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.