Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13269
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo transversal sobre problemas de comportamento, desempenho acadêmico e competências sociais em escolares do Ensino Fundamental I
Título(s) alternativo(s): Cross-sectional study on behavioral problems, academic performance and social competence in elementary school students
Autor: Sant´ana, Nathália Zoli
Primeiro orientador: Teixeira, Maria Cristina Triguero Veloz
Primeiro membro da banca: Carreiro, Luiz Renato Rodrigues
Segundo membro da banca: Bertolla, Márcia Helena da Silva Melo
Resumo: A prevenção de problemas de comportamento na infância tornou-se prioridade nas políticas de saúde e educação em diversos países, haja vista a elevação das taxas de problemas de saúde mental. Estudos evidenciam a importância de intervenções precoces como estratégias eficazes para a prevenção ou interrupção da trajetória dos problemas de comportamento nessa fase da vida. Esses problemas de comportamento podem ser divididos em dois grupos: os externalizantes e os de tipo internalizante. Estudos apontam associações entre a ocorrência de problemas de comportamento na infância e na adolescência e a presença de dificuldades escolares e problemas de socialização.O objetivo geral do estudo foi verificar a associação entre problemas emocionais e comportamentais, desempenho escolar e indicadores de competência social em um grupo de crianças em idade escolar. Desenvolveu-se um estudo de corte transversal baseado em uma amostra não probabilística formada por 181 alunos entre 6 e 12 anos, regularmente matriculados no Ensino Fundamental I de uma escola particular da cidade de São Paulo, e seus respectivos pais. Os instrumentos de coleta de dados foram: a) Inventário de Comportamentos para Crianças e Adolescentes entre 6 e 18 anos (CBCL/6-18); e b) Registro de desempenho acadêmico mediante identificação da média anual de notas escolares nas matérias de matemática e português. A análise dos dados foi conduzida com o auxílio do programa SPSS (StatisticalPackage for the Social Sciences), versão 15.0 e a partir do software Assessment Data Manager. Foram realizadas análises de correlação de Pearson para verificar associações entre variáveis descritivas do grupo e escores brutos do CBCL/6-18, assim como ANOVAS para verificar possíveis diferenças entre faixas etárias e sexo em função do número de problemas de comportamentos e competências de acordo com o CBCL/6-18. Foi conduzida uma análise de regressão logística com a finalidade de criar um modelo que determinasse a probabilidade de uma criança ser classificada como limítrofe ou clínica na escala total de problemas emocionais e comportamentais do CBCL/6-18, tendo como variáveis preditoras a idade, o sexo, o desempenho acadêmico obtido por meio de registro de nota nas matérias de matemática e português e os escores brutos obtidos na escala de competências sociais do CBCL/6-18. Os principais resultados indicam que, na amostra total, os principais problemas de comportamento se concentraram nas escalas de ansiedade e depressão, problemas de ansiedade, problemas afetivos, problemas de internalização e problemas totais emocionais/comportamentais. Foram verificados coeficientes de correlação positivos e estatisticamente significantes entre o desempenho escolar conforme relato de pais no CBCL/6-18 e o desempenho acadêmico registrado a partir das notas em matemática e português. Já entre essas últimas duas variáveis e os problemas de atenção e de déficit de atenção e hiperatividade do CBCL/6-18 identificaram-se coeficientes de correlação negativos e estatisticamente significantes. Na escala de competências de desempenho escolar do CBCL/6-18, a ANOVA verificou diferenças estatisticamente significantes entre os grupos de 6 a 8 anos e o grupo de 9 a 12 anos. Apenas nas escalas de queixas somáticas, problemas somáticos, ansiedade e depressão, problemas de internalização e problemas de atenção, a ANOVA identificou diferenças estatisticamente significantes entre as meninas e os meninos. O modelo de regressão logística final que foi gerado para a amostra verificou que a probabilidade de existência de problemas de socialização e problemas totais emocionais/comportamentais na faixa limítrofe ou clínica é de aproximadamente 76%. Já a probabilidade de existência de problemas de desempenho acadêmico em matemática e problemas totais emocionais/comportamentais na faixa limítrofe ou clínica foi de aproximadamente 73%. Conclui-se que o estudo permitiu verificar a associação entre problemas de comportamento e dificuldades escolares no grupo de participantes. O desfecho verificado no modelo de regressão logística gerado permite inferir que dificuldades escolares e problemas de socialização podem ser fatores que aumentam a probabilidade para o desenvolvimento de problemas emocionais e comportamentais.
Abstract: In several countries, prevention of behavioral problems in childhood has become a priority in health and educational public policies due to the elevation of rates of mental health problems. Studies show the importance of early intervention as an efficient strategy for the prevention of interruption of the course of behavioral problems in this stage of life. Behavioral problems can be divided into two groups: externalizing and internalizing. Studies indicate associations between the occurrence of behavioral problems in childhood and adolescence and the presence of academic difficulties and socialization problems. The general objective of the present study was to verify the association among emotional and behavioral problems, academic performance and indicators of social competence in a group of school children. A cross-sectional study was developed based in a non-probabilistic sample composed of 181 children, age range 6-12 years old, enrolled in an elementary school in São Paulo, and their respective parents. Data collection instruments were: a) Child Behavior Checklist for Ages 6-18 (CBCL/6-18); and b) Recording of academic performance through the identification of annual average grades in Mathematics and Portuguese. For data analysis two softwares were used: Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), version 15.0, and Assessment Data Manager. Pearson correlation analyses were carried out to verify associations between the group s descriptive variables and raw scores in CBCL/6-18, as well as ANOVAS to verify possible differences between age groups and gender according to the number of behavioral problems and social competence with CBCL/6-18. A logistic regression analysis was carried out for creating a pattern that determines the probability for a child to be classified as borderline or clinical in CBCL/6-18 scale of total emotional and behavioral problems, having as predictive variables age, gender, academic performance through recording of grades in Mathematics and Portuguese, and raw scores in CBCL/6-18 scales of social competences. The main results indicate that in the total sample, the main behavioral problems are concentrated in the scales of anxiety and depression, anxiety problems, emotional problems, internalization problems and total emotional/behavioral problems. Positive and statistically significant correlation coefficients were verified between academic performance according to parental report in CBCL/6-18 and academic performance recorded through grades in Mathematics and Portuguese. Among the last two variables and attention problems and problems of attention deficit and hyperactivity of CBCL/6-18 it was identified negative and statistically significant correlation coefficients. In the scale of competences in academic performance of CBCL/6-18, the ANOVA indicated statistically significant differences between both age groups (6-8 and 9-12 years old). Only in the scales of somatic complaints, somatic problems, anxiety and depression, internalization problems and attention problems, the ANOVA identified statistically significant differences between boys and girls. The final logistic regression model, generated for the sample, verified that the probability of socialization problems and total emotional/behavioral problems in the borderline or clinical levels is of approximately 76%. The probability of academic performance problems in Mathematics and total emotional/behavioral problems in the borderline or clinical levels is of approximately 73%. We conclude that the study has allowed verifying the association between behavioral problems and academic difficulties in the sample. The outcome of the generated logistic regression model allows inferring that academic difficulties and socialization problems can be predictive factors that raise the probability to the development of emotional and behavioral problems.
Palavras-chave: problemas de comportamento;  competências sociais;  escola;  ensino fundamental I;  pais;  behavioral problems;  social competence;  school;  elementary school;  parents
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: SANT´ANA, Nathália Zoli. Cross-sectional study on behavioral problems, academic performance and social competence in elementary school students. 2012. 130 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1578
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13269
Data de defesa: 14-Ago-2012
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1578/1/Nathalia%20Zoli%20Sant%20Ana.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.