Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13238
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação de atrasos metafonológicos e problemas de comportamento em crianças pré-escolares
Título(s) alternativo(s): Evaluation of metaphonological delays and behavior problems in preschool children
Autor: Pereira, Thaís Giantomaso
Primeiro orientador: Teixeira, Maria Cristina Triguero Veloz
Primeiro membro da banca: Capovilla, Alessandra Gotuzo Seabra
Segundo membro da banca: Bertolla, Márcia Helena da Silva Melo
Resumo: As unidades de Educação Infantil, representadas pelas pré-escolas, podem ser excelentes lócus para a detecção precoce de indicadores de problemas de aprendizagem, a partir da avaliação de habilidades metafonológicas e de problemas de comportamento, que, posteriormente, poderão influenciar negativamente no processo de alfabetização, socialização e adaptação da criança. Estudos científicos recentes alertam para a necessidade de identificar atrasos metafonológicos e alterações comportamentais de forma precoce, como maneira de amenizar possíveis transtornos de aprendizagem que podem prevalecer na idade escolar, durante o ensino formal. O presente estudo teve como objetivo identificar atrasos metafonológicos e alterações comportamentais em crianças pré-escolares. A amostra foi composta por 41 crianças de ambos os sexos, na faixa etária de 4 a 5 anos (média de idade do grupo Infantil I=4,3 anos; média de idade do grupo Infantil II=5,2 anos; média de idade do grupo Pré-escolar=5,6 anos), que frequentam duas escolas municipais da cidade de São Paulo; seus respectivos pais/cuidadores e os e professores. Os instrumentos de coleta de dados foram os seguintes: a) Questionário de avaliação socioeconômica baseado no Critério de Classificação Econômica Brasil - CCEB; b) Escala de Maturidade Mental COLÚMBIA - CMMS; c) Prova de Consciência Fonológica PCF; d) Inventário de comportamentos para crianças entre 1,5 e 5 anos - CBCL/1½-5 anos; e) Inventário de comportamentos para crianças entre 1,5 e 5 anos/Formulário para Professores - C-TRF. Os resultados mostraram, na PCF, que os melhores escores, inclusive das crianças matriculadas na série Infantil I, foram obtidos no teste de síntese silábica. No restante dos testes, todas as crianças apresentaram erros em três ou na totalidade dos testes para cada tarefa desta prova. Verificou-se que quanto maior é a idade, melhores são os resultados nos escores da maior parte dos testes da PCF. Uma análise de cluster permitiu agrupar a amostra em três grupos, compostos por 24, 7 e 9 crianças. Neste caso, os testes com contribuição estatisticamente significativa para a formação dos grupos foram Total de rimas‟ (p=0,001), Total Aliteração (p=0,000)‟, Total Segmentação Silábica‟ (p=0,000) e Total Manipulação Silábica‟ (p=0,000). As variáveis restantes, referentes aos dados do estanino do teste Columbia, e os escores brutos do CBCL½-5 e do CTRF½-5 não diferenciariam os grupos. Observou-se que, com exceção das escalas de Problemas de Atenção e Problemas de Déficit de Atenção/Hiperatividade, houve diferenças estatisticamente significativas entre os valores médios dos escores brutos obtidos no CBCL/1½-5, respondido pelos pais, e no C-TRF, respondido pelos professores. Se comparados com os professores, os pais identificaram mais problemas de comportamento em todas as escalas, com diferenças entre estes de escores que oscilaram entre 5,31 e 18,8. Embora preliminar, espera-se que o estudo possa auxiliar a equipe educacional das unidades de Educação Infantil para planejar atividades que desenvolvam nas crianças habilidades metafonológicas e a linguagem oral. As análises estatísticas não evidenciaram correlações significativas entre as habilidades metafonológicas e as alterações comportamentais. Entretanto, o elevado número de problemas de comportamento identificados pelos pais das crianças indica a necessidade de outros estudos que investiguem os fatores associados e as formas de manejo adequadas.
Abstract: Units of child education represented by preschools can be excellent venues for detecting indicators of learning disabilities precociously through the evaluation of metaphonologial skills and behavioral problems that can afterwards influence negatively the alphabetization, socialization and adaptation processes. Recent scientific studies warn about the need of early identification of metaphonological delays and behavioral alterations in preschoolers, as a way to diminish possible learning disabilities that can prevail during school age in regular education. The present study aimed at identifying metaphonological delays and behavioral alterations in preschoolers. The sample was composed of 41 children of both genders, age range 4-5years old (mean age Child group I = 4,3; mean age Child group II = 5,6), that attend public schools in São Paulo, and their respective parents/caretakers and teachers. The instruments to data collection were: a) questionnaire of socio-economic assessment based of Brazil Criterion of Economic Classification, b) Columbia Mental Maturity Scale CMMS, c) Phonological Awareness Test; d) Child Behavior Checklist CBCL/1 ½-5; e) Caregiver-Teacher Report Form 1½-5 C-TRF. Results show that the best scores in the Phonological Awareness Test, even for children that attended grade I of preschool, were obtained in the syllabic synthesis task. As for the other tasks all children made mistakes in three or all of the itens. It was observed that the older the child, the better are the results in the majority of the tasks of the Phonological Awareness Test. A cluster analysis allowed the formation of three groups composed of 24, 7 and 9 children. The tasks with statistically significant contribution to the formation of groups were Total of Rhymes (p= 0,001), "Total of Alliteration" (p=0,000), "Total of Syllabic Segmentation" (p=0,000) and "Total of Syllabic Manipulation" (p=0,000). The other variables about the stanine data of CMMS and the total scores of CBCL 1½-5 and C-TRF did not distinguish the groups. It was observed that, except for the scales of Attention Problems and Attention Deficit/Hyperactivity Problems, there were statistically significant differences between the mean total score obtained in the CBCL 1½-5 answered by the parents and the C-TRF answered by the teachers. When compared to teachers, parents identified more behavioral problems in all scales with score differences ranging from 5,31 to 18,8. Although this is a preliminary study, we expect it can help the educational staff from child education units to plan activities that develop metaphonological skills and oral language in these children. The statistical analyses did not show significant correlations between metaphonological skills and behavioral alterations. However, the high rate of behavioral problems reported by the parents indicates the need for further studies to verify associated factors as well as ways to manage them.
Palavras-chave: problemas de comportamento;  atraso metafonológico;  consciência fonológica;  pré-escolares;  educação infantil;  behavioral problems;  metaphonological delay;  phonological awareness;  preschoolers;  child education
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1547
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13238
Data de defesa: 22-Mar-2011
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1547/1/Thais%20Giantomaso%20Pereira.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.