Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13232
Tipo do documento: Dissertação
Título: Alterações comportamentais e cognitivas em ratos expostos às crises epilépticas intrauterinas
Autor: Novaes, Gisane Faria
Primeiro orientador: Cysneiros, Roberta Monterazzo
Primeiro membro da banca: Schwartzman, José Salomão
Segundo membro da banca: Scorza, Fúlvio Alexandre
Resumo: Está bem estabelecido que a exposição intraútero de teratogênicos, como o antiepiléptico ácido valpróico, aumenta o risco para o desenvolvimento dos transtornos do espectro autista. Considerando que gestantes com epilepsia fazem uso de drogas antiepilépticas, dificulta a comprovação se a epilepsia per se, quando não controlada, causa alterações no concepto ou se a medicação associada à predisposição genética compõe o fator responsável por essas alterações. A utilização de modelos animais permite eliminar a influência dos fatores genéticos e da exposição aos antiepilépticos. Este trabalho avaliou as conseqüências da exposição às crises epilépticas maternas durante a gestação no comportamento da prole. Modelo de epilepsia do lobo temporal foi induzido em fêmeas Wistar pela administração de pilocarpina (350 mg/kg). Animais controles receberam injeção de salina. Após a primeira crise espontânea as ratas foram acasaladas e a freqüência de crises monitorada (6h/dia). Logo após o nascimento, filhotes de mães com epilepsia e sem epilepsia foram submetidos ao cross-fostering. Um terceiro grupo foi também utilizado, filhotes de mães controle cuidados pela própria mãe. O número de filhotes de ratas com epilepsia foi inferior ao das ratas controles, e 15% apresentaram malformações. A partir do 60° dia pós-natal foi avaliada a ansiedade, a interação social e a cognição. Filhotes de mães com epilepsia apresentaram prejuízo cognitivo e na interação social, sem sinais de ansiedade, sugerindo que as crises epilépticas durante a gestação são prejudiciais para o desenvolvimento fetal. Estudos posteriores são necessários para uma avaliação mais ampla do repertório comportamental destes animais ao longo da vida, independentemente das crises epilépticas durante a gestação serem ou não um fator de risco para o desenvolvimento do transtorno do espectro autista.
Abstract: It is well established that exposure to teratogenic agents, like valproic acid, increase the risk of developing autism spectrum disorders. Considering that epileptic pregnant woman use antiepileptic therapy, it makes difficult to search evidences whether the epilepsy per se, when uncontrolled, produce alterations on offspring or whether the medication associated with the genetic predisposition are the factor responsible for these alterations. Animal models are useful once variables can be controlled. This study evaluated the behavior of offspring exposed to maternal convulsive seizures in utero. An experimental model of temporal lobe epilepsy was induced in female wistar by pilocarpine administration (350 mg/kg). Control animals received saline injection. After the occurrence of spontaneous seizure, the rats were mated and seizure frequency was recorded (6h/day) during the pregnancy. Early after birth, rat pups from epileptic and control dams were cross-fostered with a control dams. The third group pups born from control dams were maintained with their own mother. Number of pups per litter from epileptic dams was significantly reduced, and malformations were present in 15% of them. The animal behaviors were analyzed from postnatal days 60. Offspring from epileptic dam showed deficit in social interaction and cognition, with no changes in anxiety, suggesting that epileptic seizures during pregnancy is harmful to fetal developing. Furthers studies are need for a broader assessment of animal behavior repertoire across the life span, independently the seizures during pregnancy to be or not a risk factor for developing of autism spectrum disorder.
Palavras-chave: epilepsia;  gestação;  interação social;  ansiedade;  cognição;  epilepsy;  pregnancy;  social interaction;  anxiety;  cognition
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1541
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13232
Data de defesa: 5-Ago-2010
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1541/1/Gisane%20Faria%20Novaes.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.