Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13228
Tipo do documento: Dissertação
Título: Atenção e controle inibitório em pré-escolares e correlação com indicadores de desatenção e hiperatividade
Autor: Trevisan, Bruna Tonietti
Primeiro orientador: Capovilla, Alessandra Gotuzo Seabra
Primeiro membro da banca: Carreiro, Luiz Renato Rodrigues
Segundo membro da banca: Primi, Ricardo
Resumo: As funções executivas (FE) são caracterizadas por um conjunto de processos cognitivos e metacognitivos que permitem ao indivíduo regular seu comportamento, possibilitando seu engajamento em ações direcionadas a metas. Durante o desenvolvimento, crianças se tornam gradualmente mais hábeis para controlar seus pensamentos e ações. Esta mudança tem sido associada ao desenvolvimento das FE, isto porque elas são especialmente importantes em situações novas, como no processo de aprendizagem, sendo, portanto, consideradas cruciais na idade pré-escolar. Além disso, alterações nestes processos têm sido documentadas em diversos casos, como no Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar atenção e controle inibitório em crianças pré-escolares, mais especificamente: analisar a relação entre indicadores de desatenção e hiperatividade e FE, verificando se os desempenhos nos testes diferem entre os grupos de crianças com e sem sinais de desatenção e hiperatividade; e analisar a relação entre as FE e o desenvolvimento de crianças pré-escolares, verificando se as habilidades de atenção e controle inibitório aumentaram com a progressão séries escolares. Participaram 139 crianças pré-escolares, com idades entre 4 e 7 anos, sendo 65 do sexo masculino, de duas escolas municipais de uma cidade do interior de São Paulo. Foram utilizados: Teste de Trilhas, Teste de Atenção por Cancelamento, Teste de Stroop para Pré-escolares, Teste de Geração Semântica, Go/no-Go Task, Simon Task, Escala de Maturidade Mental Colúmbia, Escala de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade e SNAP-IV. Análise não paramétrica de Mann-Whitney revelou, de modo geral, efeito entre os grupos extremos com e sem indicadores de desatenção e hiperatividade para medidas em todos os instrumentos de FE, especialmente para os grupos no domínio de desatenção. Análises de correlação de Spearman também revelaram correlações significativas entre os indicadores e os desempenhos em FE, com mudanças nos padrões de correlação ao longo das séries, verificando relação com habilidades cognitivas mais básicas na série inicial e com habilidades mais complexas nas séries posteriores. Por meio de MANOVAS e teste de Kruskal-Wallis foram verificadas tendências desenvolvimentais das habilidades de atenção e controle inibitório ao longo das séries escolares.
Abstract: Executive functions (EF) are characterized by a set of cognitive and metacognitive processes that allow individuals to regulate their behavior, allowing their engagement in direct actions to goals. During development, children gradually become more able to control their thoughts and actions. This change has been linked to the development of EF, because they are especially important in new situations, as in the learning process, and is therefore considered crucial in preschool. In addition, changes in these processes have been documented in several cases, such as Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD). Thus, the purpose of this study was to evaluate attention and inhibitory control in preschool children, specifically: to verify the relationship between signs of inattention and hyperactivity and EF, verifying if the performances in the tests differ between groups of children with and without signs of inattention and hyperactivity, and the relation between EF and development of preschool children, examining if the abilities of attention and inhibitory control increase with the progression school grades. A total of 139 preschool children, aged between 4 and 7 years old, 65 males, from two public schools in a town in Sao Paulo state, were assessed with Trial Making Test, Cancellation Attention Test, Stroop Test for Preschoolers, Semantic Generation Test, Go/No-Go Task, Simon Task, Columbia Mental Maturity Scale, Scale for Attention Deficit Hyperactivity Disorder and SNAP-IV. Nonparametric analysis of Mann-Whitney test revealed, in general, differences between extreme groups with and without inattention and hyperactivity indicators for measuring instruments in all of EF, especially for groups in the inattention domain. Spearman correlation analysis also revealed significant correlations between indicators and performance in EF, with changes in the patterns of correlation throughout the school grades, showing relation with more basic cognitive abilities in the initial grades and with more complex skills in the lasted grades. Through MANOVAS and Kruskal-Wallis were observed developmental trends of the skills of attention and inhibitory control over the school grades.
Palavras-chave: funções executivas;  TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade);  avaliação neuropsicológica;  executive functions;  ADHD (Attention Deficit Hyperactivity Disorder);  neuropsychological assessment
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1537
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13228
Data de defesa: 10-Dez-2010
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1537/1/Bruna%20Tonietti%20Trevisan.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Dissertações - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.