Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13213
Tipo do documento: Tese
Título: Adaptação e implementação do programa de intervenção precoce sobre o funcionamento executivo para crianças e adolescentes com TDAH
Título(s) alternativo(s): Adaptation and implementation of the program of early intervention on executive functioning for children and adolescents with ADHD
Autor: Andrade, Amanda Menezes
Primeiro orientador: Capovilla, Alessandra Gotuzo Seabra
Primeiro membro da banca: Schwartzman, José Salomão
Segundo membro da banca: Miranda, Mônica Carolina
Terceiro membro da banca: Carreiro, Luiz Renato Rodrigues
Quarto membro da banca: Montiel, José Maria
Resumo: Muitos estudos têm investigado a associação entre déficits no funcionamento executivo e o transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH), tendo sido encontrada frequente relação entre ambos. Em consequência desses achados, faz-se necessário cada vez mais que intervenções possam ser feitas na tentativa melhorar o impacto dos sintomas gerados por essa associação na vida das pessoas. Assim, esta pesquisa teve três etapas. Na primeira, foi realizada uma avaliação cognitiva dos participantes, a fim de caracterizar a amostra, composta por 38 crianças e adolescentes de 7 a 17 anos, com diagnóstico de TDAH. Os instrumentos utilizados foram uma bateria de avaliação das funções executivas e os subtestes Cubos e Vocabulários do WISC III. Adicionalmente, pais e professores responderam a escalas sobre os comportamentos dos participantes e, de forma complementar, os pais responderam ainda a uma entrevista de anamnese. Na segunda etapa, foi efetuada a adaptação do procedimento de intervenção chamado Programa de Intervenção sobre a Autorregulação e Funções Executivas (PIA-FEx) para a amostra deste estudo. Na terceira fase, houve a implementação do programa com a participação de 8 crianças, tendo por objetivo averiguar se as atividades seriam eficazes na redução do impacto dos déficits executivos sobre os desempenhos dos participantes em testes e escalas. Em paralelo, foi mantido um grupo controle formado por 10 integrantes que não foram inseridos em nenhum tipo de atividade conduzida pela pesquisadora. Ao final da intervenção foi realizada uma avaliação pós-teste com os participantes dos grupos controle e experimental, seguindo os mesmos princípios do pré-teste, porém sem a inclusão do WISC III. Os resultados apresentam alguns aspectos da adaptação da intervenção e mostram que todo o treino foi realizado em grupos, sendo estimulada a colaboração mútua entre pares, de modo que todas as atividades foram mediadas pela presente autora. Para obter os resultados quantitativos foram conduzidas análises descritivas dos desempenhos no pré e no pós-teste, além de análises de covariância do efeito de grupo sobre os desempenhos em cada medida no pós-teste, tendo como covariante o QI estimado, a idade e o desempenho na mesma medida no pré-teste. Os dados mostraram que, de forma geral, as médias dos desempenhos do grupo experimental no pré-teste foram maiores que as do grupo controle. Em relação ao efeito da intervenção, o procedimento proposto foi eficaz na estimulação da atenção seletiva, do controle inibitório e do componente auditivo da memória de trabalho nos participantes do GE. Embora tenham sido encontrados poucos dados significativos para o efeito da intervenção, para todos os testes o GE mostrou tendência em desempenhar-se melhor do que o GC. Dessa forma, é possível observar indicativos de eficácia da intervenção proposta, embora sejam necessários mais estudos utilizando o mesmo programa de intervenção em amostras com TDAH.
Abstract: Many studies have investigated the association between deficits in executive functioning and the Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD), having been found frequent relationship between both. As a result of these findings, it is increasingly necessary that interventions can be developed in an attempt to improve the impact of symptoms generated by this association in people's lives. Thus, this research had three phases. First, a cognitive assessment was conducted with the subjects, in order to characterize the sample, consisting of 38 children and adolescents from 7 to 17 years old, with diagnosis of ADHD. The instruments were a battery of assessment of executive functions and WISC III Cubes and Vocabulary's subtests. Additionally, parents and teachers responded tests about the behaviors of the participants and, complementary, parents filled out an interview of anamnesis. Second, it was conducted an adaptation of the intervention procedure called "Intervention's Program on Self-Regulation and Executive Functions" (PIA FEx) for the sample of this study. In the third stage, there was the implementation of the intervention's program, with 8 children, with the goal to establish whether the activities would be effective in reducing the impact of executive deficits in tests and scales. In parallel, there was a control group consisting of 10 members that were not inserted in any kind of activity conducted by the researcher. At the end of the intervention was carried out an evaluation post-test with participants of the experimental and control groups, following the same principles of the pre-test, but without the WISC III. The results present some aspects of adaptation of the intervention and show that all the training was conducted in groups, being stimulated mutual collaboration among peers, so that all activities were mediated by this author. To obtain quantitative results were conducted descriptive analyses of the performances in the pre and post-test, and analyses of covariance of group effect on the performances in each measure in the post-test, using the covariants estimated IQ, age and performance in equal measure in the pre-test. The data showed that, in general, the average of the performances of the experimental group in the pre-test were larger than those of the control group. In relation to the effect of the intervention, the proposed procedure was effective in stimulation of selective attention, inhibitory control and auditory component of working memory in GE participants. Although they have been found few significant data for the effect of the intervention, for all tests the GE showed tendency to play better than GC. In this way, it is possible to observe indications of effectiveness of the proposed intervention, although further studies are needed using the same intervention program on samples with ADHD.
Palavras-chave: funções executivas;  transtorno de déficit de atenção/hiperatividade;  intervenção cognitiva;  executive functions;  attention deficit/hyperactivity disorder;  cognitive intervention
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Psicologia
Programa: Distúrbios do Desenvolvimento
Citação: ANDRADE, Amanda Menezes. Adaptation and implementation of the program of early intervention on executive functioning for children and adolescents with ADHD. 2013. 154 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1772
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/13213
Data de defesa: 5-Fev-2013
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1772/1/Amanda%20Menezes%20Andrade.pdf
Aparece nas coleções:Distúrbios do Desenvolvimento - Teses - CCBS Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.