Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12621
Tipo do documento: Tese
Título: Francisco Campos, Carl Schmitt e a atuação do estado na economia
Autor: Menezes, Daniel Francisco Nagao
Primeiro orientador: Bercovici, Gilberto
Primeiro membro da banca: Siqueira Neto, José Francisco
Segundo membro da banca: Mascaro, Alysson Leandro Barbate
Terceiro membro da banca: Massonetto, Luís Fernando
Resumo: Tese de doutorado que compara o pensamento autoritário do brasileiro Francisco Campos e do alemão Carl Schmitt. Ambos possuem seu ápice intelectual nas décadas de 20 e 30 do século XX ajudando a construir o modelo político econômico de seus países a partir de uma matriz de pensamento antiliberal. Mesmo não tendo contato direto um com o outro, o pensamento dos dois juristas é muito próximo, defendendo um modelo de Estado centralizado com alta capacidade de intervenção na sociedade. O poder de intervenção na sociedade leva a alteração da conjuntura de forças sociais e, no campo econômico acaba por levar a uma atuação estatal que organiza e garante um modelo liberal de economia, contradizendo os fundamentos antiliberais dos autores. Tanto no Brasil como na Alemanha encontramos o setor econômico atuando segundo as antigas regras liberais, porém, com uma nova forma de intervenção estatal, criando um autoritarismo pragmático eu buscava os resultados eficientes do capitalismo sem correr o risco de suas mazelas.
Abstract: Doctoral thesis comparing the authoritarian thinking of the Brazilian Francisco Campos and the German Carl Schmitt. Both have their intellectual apex in the 20 and 30 century helping to build the political economic model of their countries from an array of anti liberal thinking. Even without direct contact with one another, the thought of the two lawyers is very close, advocating a model of centralized state with high capacity to intervene in society. The power of intervention in society leads to changing economic and social forces, in the economic field eventually leads to a state action that organizes and guarantees a liberal model of economy, contradicting the fundamentals of anti liberal authors. Both in Brazil and in Germany we find the economic sector operating under the old rules liberals, however, with a new form of state intervention, creating a pragmatic authoritarianism I sought the efficient results of capitalism without running the risk of their ills.
Palavras-chave: pensamento autoritário;  antiliberalismo;  poder econômico;  intervencionismo;  authoritarian thought;  antiliberalism;  economic power;  interventionism
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Direito
Programa: Direito Político e Econômico
Citação: MENEZES, Daniel Francisco Nagao. Francisco Campos, Carl Schmitt e a atuação do estado na economia. 2013. 186 f. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/1281
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12621
Data de defesa: 27-Nov-2013
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/1281/1/Daniel%20Francisco%20Nagao%20Menezes.pdf
Aparece nas coleções:Direito Político e Econômico - Teses - Direito Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.