Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12551
Tipo do documento: Dissertação
Título: Adesão pelas cooperativas de crédito do Estado de São Paulo à circular CMN 3.467/2009
Autor: Krening, Jorge da Silva
Primeiro orientador: Imoniana, Joshua Onome
Primeiro membro da banca: Perera, Luiz Carlos Jacob
Segundo membro da banca: Campos, Anderson Luis Saber
Resumo: Desde sua criação no início do século dezenove que o cooperativismo de crédito vem desempenhando papel fundamental na economia mundial. Apoiado em ações voltadas para uma classe menos favorecida no passado, o cooperativismo sempre empunhou a bandeira da solidariedade e união, algo enraizado de forma profunda em seus princípios. Durante sua trajetória, houve a necessidade de aprimoramento, amadurecimento e evolução da sua forma de gestão e administração, muito em função do grande crescimento do segmento, que ocorreu principalmente a partir de meados dos anos noventa. Tendo como foco principal a intermediação financeira, as cooperativas de crédito continuam exercendo um papel fundamental para o desenvolvimento sustentável do Brasil, muito em função da sua capacidade de financiar o consumo e a produção. Alguns problemas como a voraz dependência do spread para cobrir custos operacionais, e ainda, fragilidades inerentes, contribuem para que as cooperativas se tornem menos competitivas, comparado as demais instituições. Particularidades envolvendo sua estrutura e culturas acabam por gerar alguns conflitos de interesse, principalmente entre os cooperados (proprietários) e gestores. Para descrever o arcabouço legal que rege as cooperativas de crédito no Brasil no que tange à determinação do modelo de controles internos, recorre-se a Resolução CMN 2.554/98 e Circular CMN 3.467/09. Ambas são tidas como exemplos claros e formais da adoção da estrutura conceitual COSO como framework de controles internos. Ficam evidentes as ações do Banco Central do Brasil em acompanhar as tendências internacionais que envolvem padronização, através das recomendações internacionais, implicando seu cumprimento e observância. Esse estudo objetivou investigar a adoção pelas cooperativas de crédito do estado de São Paulo à Circular CMN 3.467/09. Buscaram-se respostas quanto à indagação: As cooperativas do estado de São Paulo estão observando os aspectos relevantes contidos na Circular CMN 3.467/09? Adotando-se um enfoque quantitativo e qualitativo, foram realizadas entrevistas e coleta de dados por meio de formulário eletrônico via web. De forma qualitativa foram entrevistados agentes e responsáveis pelos controles internos em oito das cento e cinquenta e nove cooperativas de crédito, filiadas a Sicoob Central Cecresp, por serem consideradas de grande porte, por critérios estabelecidos por esta Central. Com base nas análises efetuadas conclui-se que as cooperativas pesquisadas estão adotando os aspectos relevantes e intrínsecos contidos na Circular CMN 3.467/09. Através da análise, quantitativamente, foi possível estabelecer a aderência dos componentes de controle. Finalmente, dos aspectos qualitativos, percebe-se a necessidade de um maior envolvimento da administração, principalmente no quesito cultura de controle e formalização de políticas e procedimentos.
Abstract: Since its creation in the beginning of the nineteenth century, the credit union has played an essential role in the global economy. Due to actions based on the less favoured class in the past, the cooperatives have always embraced the idea of solidarity and unity, something that is deeply rooted in its principles. Throughout its history, there was the need for improvement, maturity and evolution in its way of managing and directing, mainly due to the big growth of the segment which occurred after the mid-1990. By having the financial intermediation as their main focus, the credit unions keep playing a fundamental role in the sustainable development of Brazil, particularly because of their ability to fund consumption and production. Some issues such as the huge dependence on the spread in order to cover operational costs, and also its vulnerabilities, contribute to make the cooperatives become less competitive if compared to the other institutions. Some particularities involving its structure and culture end up creating some conflicting interests, mainly among cooperative members (owners) and managers. In order to describe the legal structure that rules the credit unions in Brazil regarding the decision on the internal controls model, Resolution CMN 2.554/98 and Government Circular CMN 3.467/09 has been drawn up. Both are considered as clear and formal in the acceptance of conceptual structure COSO as internal controls framework. It is clear that the action of Central Bank of Brazil in following up the international trends that involve standardization through international recommendations imply in their compliance and observance. This study is aimed at investigating the acceptance by the credit unions of Sao Paolo state to the government Circular CMN 3.467/09. The answers to the matter have been searched: Are the cooperatives of Sao Paulo state checking the relevant aspects contained in the Government Circular CMN 3.467/09? By using qualitative and quantitative approaches, interviews and data colleting have been conducted through an electronic form on the internet. Using the qualitative approach, agents and people in charge of internal control were interviewed in 8 of a 159 credit unions affiliated to Sicoob Central Cecresp, since they have been considered as large ones if using the criteria established by this Central. By using the quantitative approach, the 151 cooperatives have received an electronic form. Based on the effected analysis, we conclude that the researched credit unions adopt the relevant and intrinsic aspects of Circular CMN 3.467/09. Through the quantitative analysis, it was possible to evidence the adherence of the control components. Finally, in the qualitative aspects, we perceive the need for a more involvement of the management particularly concerning question of control culture and formalizing policies and procedures.
Palavras-chave: controles internos;  estruturas de controles;  cooperativas de crédito;  internal controls;  control structure;  credit unions
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::CIENCIAS CONTABEIS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Ciências Contábeis
Programa: Controladoria Empresarial
Citação: KRENING, Jorge da Silva. Adesão pelas cooperativas de crédito do Estado de São Paulo à circular CMN 3.467/2009. 2014. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/935
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12551
Data de defesa: 19-Fev-2014
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/935/1/Jorge%20da%20Silva%20Krening.pdf
Aparece nas coleções:Profissional em Controladoria Empresarial - Dissertações - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.