Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12463
Tipo do documento: Dissertação
Título: A população de sociedades de crédito ao micro empreendedor no Brasil: uma análise sob a perspectiva da síndrome das novatas
Autor: Amorim, Márcio Tambelini de
Primeiro orientador: Meirelles, Dimária Silva e
Primeiro membro da banca: Bataglia, Walter
Segundo membro da banca: Binder, Marcelo Pereira
Resumo: A influência da idade das organizações nas taxas de sobrevivência é tema de debate sob perspectivas diferentes nos estudos de administração, sobretudo no âmbito da Ecologia Organizacional. A partir de dados de taxas de fundação e fracasso, os autores de ecologia organizacional têm encontrado diferentes conclusões sobre a influência da idade na sobrevivência das empresas. Para alguns, as organizações novatas são as que sofrem mais, pois possuem poucos recursos, baixa legitimidade ou alta influência do mercado e, sendo assim, fracassam mais. Outros autores observaram que existe um período inicial de sobrevida e que as taxas de fracasso aumentam após este período, isso porque o empresário possui um ânimo maior no início do empreendimento ou ainda um recurso financeiro em caixa. Outros ainda argumentam que as organizações que mais sofrem são as idosas, principalmente em ambientes turbulentos, pois não conseguem responder às mudanças no mercado. Com base nestas diferentes perspectivas, este trabalho se propôs a analisar o efeito da idade sobre as taxas de fracasso populacional, no caso específico das Sociedades de Crédito ao Micro Empreendedor no Brasil. Trata-se de uma população de empresas jovem, nascida no final da década de 1990, de acordo com Resolução 2.726 do BACEN. A avaliação dos dados se apoiou no modelo de Probabilidades Weibull e numa análise estatística descritiva. O que se percebeu com os dados apresentados, é que a síndrome das novatas não se aplica para esta população, pois nota-se que há um número significativo de empresas sobreviventes nos cinco primeiros anos de vida. Todavia a partir deste período as taxas de fracasso aumentam consideravelmente. Por tratar-se de uma população jovem, é preciso uma avaliação de maior prazo para validar tal afirmação. Além disso, é necessário avaliar também a influência de fatores externos que podem afetar a vida destas organizações, principalmente fatores que afetam a própria base de clientes.
Abstract: The influence of age of the organizations in their survivor rates is a subject of debate in the studies of administration from different perspectives, especially in the framework of Organizational Ecology. Based on data of foundation and failure, some authors have found different opinions on such influence. To some of them, the newness organizations are those who suffer more because they have few resources, low legitimacy or high influence of the market and, therefore, fail more. Other authors observed that there is an initial period of survival and failure rates increase after this period, which is because the entrepreneur put a higher energy in the early development or still an extra financial resource. Others argue that the organizations who suffer more are the older ones, especially in turbulent environments, because they cannot respond to market changes. From these different perspectives, this dissertation intent to analyze the effect of age in the population failure rates, at the specific case of the Brazilian Companies of Credit to the Micro Entrepreneur. It refers to a new population of organizations founded at the late 1990s, under the terms of Brazilian Central Bank s Resolution 2.726. The Model Weilbull Distribution of Probabilities was used to evaluate the methodological availability in association with a descriptive statistics. What can be perceived from the presented data is that the liability of newness is not applicable to this population, because there is a significant number of companies that has survived during the first five years since their foundation. Nevertheless, from this period on, the failure rates has increased significantly after an initial moment of living. Because it is a new population, a long term evaluation is needed to validate that statement. Furthermore, it is necessary to evaluate as well the influence of external factors that can affect the life of these organizations, especially when these factors affect their own customers base.
Palavras-chave: ecologia organizacional;  síndrome das novatas;  sociedade de crédito ao micro empreendedor;  Weibull;  organizational ecology;  liability of newness;  credit companies micro entrepreneur;  Weibull
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/753
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12463
Data de defesa: 29-Jan-2010
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/753/1/Marcio%20Tambelini%20de%20Amorim.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Dissertações - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.