Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12432
Tipo do documento: Dissertação
Título: Confronto das teorias de Pecking Order e Trade-Off: evidências com base nas companhias brasileiras abertas
Autor: Campos, Claudio
Primeiro orientador: Nakamura, Wilson Toshiro
Primeiro membro da banca: Antunes, Maria Thereza Pompa
Segundo membro da banca: Barbosa, Francisco Vidal
Resumo: Duas correntes teóricas, que foram desenvolvidas no contexto da economia norte-americana, competem entre si pela explicação da estrutura de capital das empresas. A primeira, chamada de Static Trade-off Theory, indica que as empresas perseguem uma estrutura de capital pré-estabelecida, e, a segunda, denominada Pecking Order Theory, corrobora que o que determina o endividamento das empresas é a diferença entre o fluxo de caixa gerado internamente e o déficit financeiro. Visando a testar as hipóteses de Trade-off e Pecking Order nas decisões corporativas de finanças e usando a metodologia de análise de dados em corte transversal cross-section" para uma amostra de 214 das maiores empresas brasileiras listadas na bolsa de valores Bovespa, este estudo considerou a estrutura da pesquisa de Tong e Green (2005) elaborada com uma amostra de 50 empresas chinesas, dadas as características da economia chinesa e a indicação dos autores para se trabalhar esses modelos em países em desenvolvimento ou economias em transição. Também foram utilizados, como base, os estudos de Allen (1993), Baskin (1989) e Adedeji (1998) para estabelecer os três modelos nos quais as teorias de Pecking Order e Trade-off apresentam previsões claramente diferentes: (1) os determinantes da alavancagem financeira; (2) a relação entre alavancagem financeira e dividendos; e (3) os determinantes dos investimentos corporativos. Como resultado expressivo, confirmamos, por meio do modelo (1), que há , de fato, uma relação negativa e significante entre alavancagem financeira e rentabilidade das empresas; e, no modelo (2), uma relação positiva e significante entre alavancagem financeira e os índices de dividendos pagos. Entretanto, o modelo (3), a exemplo do resultado do trabalho de Tong e Green (2005), mostrou-se inconclusivo, apontando, no final, que os resultados tendem para a teoria de Packing Order. Esses resultados acrescentam novas experiências empíricas para as teorias de Trade-off e Pecking Order, demonstrando que o modelo convencional de estrutura de capital corporativo pode explicar o comportamento de financiamento das empresas brasileiras.
Abstract: Two theoretical currents, which have been developed in the context of the North American economy, compete with each other to explain the Capital Structure of organizations. The first one called Static Trade-off Theory shows that the enterprises pursue a pre-established capital structure, whereas the second, called Pecking Order Theory" states that what determines the debt-ratio of the enterprises is the difference between the cash-flow generated internally and the financial deficit. It is the scope of this study to test the hypothesis of Trade-off and Pecking Order in the Corporate decisions concerning Finance using the Cross-Section Method to analyze the data of a sample of 214 Brazilian firms listed in Bovespa Stock Exchange. This study took into consideration the structure of research by Tong and Green (2005) which had been performed with a sample of 50 Chinese companies, due to the characteristics of the Chinese economy and the recommendation on the part of the authors to apply these models in countries under development or economies in transition. The studies carried out by Allen (1993), Baskin (1989) and Adedeji (1998) were also used to define three models in which the Pecking Order Theory and the Trade-off Theory present very different predictions:- (1) The determinants of financial leverage, (2) the relationship between financial leverage and dividends, (3)The determinants of the Corporate investment. As a relevant result, it was confirmed through the first model that there is indeed a negative and significant relation between financial leverage and profitability; the second model showed a positive and significant relation between financial leverage and index of dividends paid; whereas the third model, like in the studies by Tom and Green, did not lead to any conclusions; pointing out that the overall results tend to the Pecking Order Theory. Therefore, this work brings new empirical evidences for the theories by Tong and Green showing that the behavior of financing of the Brazilian companies follow the conventional model of Corporate Capital Structure.
Palavras-chave: alavancagem financeira;  estrutura de capital;  Pecking Order;  Trade-off;  financial leverage;  capital structure;  Pecking Order;  Trade-off
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Citação: CAMPOS, Claudio. Confronto das teorias de Pecking Order e Trade-Off: evidências com base nas companhias brasileiras abertas. 2009. 115 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/720
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12432
Data de defesa: 3-Fev-2009
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/720/1/Claudio%20Campos.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Dissertações - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.