Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12382
Tipo do documento: Dissertação
Título: Produção enxuta e criação de valor: uma análise para o setor de máquinas e implementos agrícolas no Brasil
Autor: Shimizu, Ullisses Kazumi
Primeiro orientador: Basso, Leonardo Fernando Cruz
Primeiro membro da banca: Nakamura, Wilson Toshiro
Segundo membro da banca: Francischini, Paulino Graciano
Resumo: Este trabalho teve como objetivo estudar a criação de valor nas empresas do setor de máquinas e implementos agrícolas no Brasil, que optaram estrategicamente pela implementação do programa Lean Manufacturing. O Lean Manufacturing foi relacionado com a visão baseada nos recursos da firma (Resource Based View - RBV), pois a produção enxuta pode ser entendida como um recurso interno não imitável e de acordo com esta visão, é tão importante quanto os fatores externos de mercado para se obter uma vantagem competitiva sustentável, na medida em que cria uma barreira à imitação pelos concorrentes (LEWIS, 2000). As variáveis definidas e estudadas neste trabalho foram baseadas na pesquisa de Soriano-Meier e Forrester (2002), onde foram definidas nove variáveis independentes para se medir o grau de adoção do programa, que foi sintetizada em uma variável dependente denominada grau de Leaness . Foi também desenvolvida outra métrica para se identificar o grau de comprometimento com o programa. Obtidas estas duas variáveis, foi verificado o relacionamento destas com a performance, que foi medida através dos índices de faturamento por funcionário e giro do ativo, calculadas a partir de dados secundários. 32 firmas do setor de máquinas e implementos agrícolas participaram da pesquisa. Dois questionários por firma foram aplicados, o primeiro para o diretor-presidente e o segundo para o diretor de operações. O estudo propôs três hipóteses: H1: firmas com alto grau de compromisso gerencial ao programa (mensurado por Com-to-JIT e Com-to-TQM) simultaneamente suportam este comprometimento com investimentos em suporte à infra-estrutura de fábrica, medido por liderança de qualidade (QLEAD), grupos de solução de problemas (GROUP), treinamento (TRAIN) e empowerment (WEMP). H2: firmas que adotaram os princípios do lean (medido por grau de adoção DOA) têm feito mudanças na direção destes princípios (medidos por eliminação de desperdício EW , melhoria contínua CI , defeito zero ZD , entregas JIT JIT , puxada de materiais PULL , times multifuncionais MFT , descentralização DEC , integração de funções IF e sistema vertical de informações VIS ). H3: firmas que fizeram investimentos contínuos em infra-estrutura de fábrica (SMI) na direção dos princípios do lean (medidos por grau de Leaness DOL e grau de adoção DOC ) têm melhores performances (medido por PERF). Foi aplicado análise de correlação e regressão múltipla a fim de testar H1. Com base nas análises estatísticas realizadas, foi verificado que há suporte para aceitar H1. Para H2, foi verificado que o relacionamento de grau de adoção do modelo (medido por DOA) se mostrou significante quando comparado com as variáveis: eliminação de desperdício (medido por EW) e melhoria contínua (medido por CI). O relacionamento com as demais variáveis, não se mostrou significante estatisticamente, motivo pelo qual não foi possível aceitar para o setor de máquinas e implementos agrícolas no Brasil esta hipótese.Análises de: correlação, regressão múltipla, Cluster (agrupamento) e one-way ANOVA seguido de teste de Turkey HSD foram aplicados para testar H3. Com base nos dados e as análises propostas, verificou-se que os dados corroboram para a validação de H3.
Abstract: The purpose of this work was to study value creation at companies from the Brazilian sector of agricultural machinery and implements, which strategically opted to implement the Lean Manufacturing program. Lean Manufacturing was related to the firm s Resource Based View RBV, as lean production can be understood as a non-imitable internal resource, and in accordance with this view, is just as important as external market factors in obtaining a sustainable competitive advantage, as it creates a barrier to imitation by competitors (LEWIS, 2000). The variables defined and studied herein were based on the research of Soriano-Meier and Forrester (2002), where nine independent variables were defined to measure the degree of adoption of the program, which was summarized in a dependent variable designated degree of Leanness. Another benchmark was also developed to identify the degree of commitment to the program. After obtaining these two variables, the authors verified their relationship with performance, which was measured through the ratios of sales by employee and asset turnover, calculated with a basis on secondary data. Thirty-two firms from the aforementioned sector took part in the survey. Two questionnaires were applied by firm, the first intended for the CEO and the second for the operations manager (COO). The study proposed three theoretical situations :H1: firms with a high degree of managerial commitment to the program (measured by Com-to-JIT and Com-to-TQM) simultaneously maintain this commitment with investments to support the manufacturing infrastructure, measured by quality leadership (QLEAD), problem solving groups (GROUP), training (TRAIN) and empowerment (WEMP).H2: firms that adopted the lean principles (measured by degree of adoption - DOA) have made changes in the direction of these principles (measured by elimination of waste EW , continuous improvement CI , zero defects ZD , JIT deliveries JIT , pull of materials PULL , multifunctional teams MFT , decentralization DEC , integration of functions IF and vertical information system VIS ).H3: firms that have made continuous investments in manufacturing infrastructure in the direction of lean principles (measured by degree of Leanness DOL and degree of adoption DOC ) have better performances (measured by PERF). A correlation and multiple regression analysis was applied to test H1. Based on the statistical analyses performed, it was observed that there is support to accept H1. For H2, it was verified that the degree of adoption relationship of the model (measured by DOA) appeared significant when compared with the elimination of waste (measured by EW) and continuous improvement (measured by CI) variables. The relationship with the other variables did not prove statistically significant, for which reason it was not possible to accept this hypothesis for the Brazilian sector of agricultural machinery and implements. Correlation and multiple regression, cluster and one-way ANOVA analyses followed by Tukey s HSD test were applied to test H3. With a basis on the data and on the proposed analyses, it was observed that the data corroborates to validate H3.
Palavras-chave: produção enxuta;  criação de valor;  performance;  lean manufacturing;  value creation;  performance
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Citação: SHIMIZU, Ullisses Kazumi. Produção enxuta e criação de valor: uma análise para o setor de máquinas e implementos agrícolas no Brasil. 2006. 164 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/668
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12382
Data de defesa: 9-Mar-2006
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/668/1/Ullisses%20Kazumi%20Shimizu.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Dissertações - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.