Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12375
Tipo do documento: Dissertação
Título: Mulheres e a cultura no ambiente de trabalho: pressões percebidas e vivenciadas pelas mulheres no mercado segurador brasileiro
Autor: Baptista, Ronny Martins
Primeiro orientador: Hanashiro, Darcy Mitiko Mori
Primeiro membro da banca: Silveira, Nereida Salette Paulo da
Resumo: As mulheres representam hoje a maioria dos empregados diretos do mercado de seguros brasileiro e, de acordo com as tendências dos últimos dez anos, a participação feminina permanecerá aumentando. No entanto, sua maior representação numérica não significa que a visão das mulheres no ambiente de trabalho e suas oportunidades de desenvolvimento profissional sejam equivalentes à de seus colegas do sexo masculino. O objetivo deste trabalho foi analisar as pressões percebidas e vivenciadas pelas mulheres nesse segmento da economia brasileira. A pesquisa foi realizada pelo método quantitativo, através do Questionário Mulheres e a Cultura no Ambiente de Trabalho (BERGMAN; HALLBERG, 2002). Obteve-se um total de 205 respostas válidas. Os resultados indicam que as mulheres têm uma visão relativamente negativa das atitudes das organizações a elas dirigidas, assim como do desenvolvimento de suas carreiras, sendo mais pessimistas sobre as atitudes endereçadas às mulheres em geral do que as experiências vivenciadas individualmente por elas no local de trabalho.
Abstract: Women represent the majority of direct employees in the Brazilian insurance market today. According to the last decade trends, women's participation will remain increasing. However, despite the greater numerical representation, women s workplace experience and their professional development opportunities are not equivalent to their male colleagues. The objective of this study is to analyze perceived burdens on women and personally experienced burdens of female professionals in this industry. The survey was conducted by means of a quantitative method using the Women Workplace Culture Questionnaire (BERGMAN; HALLBERG, 2002). The participants in the study were 205 women. The results indicate that women have a relatively negative view of the organizations' attitudes towards them and the development of their careers, being more pessimistic about the attitudes directed to women in general than their personal experiences in the workplace.
Palavras-chave: gênero;  ambiente de trabalho;  assédio sexual;  apoio organizacional;  seguros;  gender;  workplace;  sexual harassment;  organizational support;  insurance
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Citação: BAPTISTA, Ronny Martins. Mulheres e a cultura no ambiente de trabalho: pressões percebidas e vivenciadas pelas mulheres no mercado segurador brasileiro. 2015. 105 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/661
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12375
Data de defesa: 4-Ago-2015
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/661/1/Ronny%20Martinsprot.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Dissertações - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.