Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12369
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo sobre os níveis de disclosure adotados pelas empresas brasileiras e custo de capital
Autor: Gomes, Elizabeth Alves
Primeiro orientador: Nakamura, Wilson Toshiro
Primeiro membro da banca: Antunes, Maria Thereza Pompa
Segundo membro da banca: Douat, João Carlos
Resumo: O presente trabalho de pesquisa teve por objetivo principal estudar a associação existente entre disclosure e custo de capital próprio das empresas brasileiras. Para atingir o objetivo principal foram traçados três objetivos específicos: avaliar uma metodologia disponível para testar a associação entre disclosure e custo de capital, analisar quais modelos de custo de capital poderiam ser adotados para utilização no mercado brasileiro e examinar os efeitos da quantidade e da qualidade da informação apresentada pelas empresas brasileiras no relatório anual publicado para os acionistas. A metodologia estabelecida para testar a associação entre disclosure e custo de capital foi o Método dos Mínimos Quadrados Ordinários. Como variável dependente foi adotado o custo de capital e como variáveis explicativas foram analisados três índices de disclosure e 9 variáveis indicativas de tamanho, risco e variação nos resultados. Foram adotados três modelos para cálculo do custo de capital: o Modelo de Precificação de Ativos de Capital (CAPM), o de Dividendos Descontados (MDD) e o de Ohlson e Juettner. Os testes foram efetuados com duas amostras não probabilísticas com empresas com ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. A primeira amostra contou com 131 empresas de diversos segmentos e a segunda com as empresas que apresentaram relatório para concorrer às premiações do 6º. Prêmio ABRASCA do ano de 2003. Os resultados desta pesquisa evidenciaram que o modelo escolhido para cálculo do custo de capital interfere nos resultados obtidos nos testes empíricos, e que a variável disclosure pode se apresentar significativa em um modelo e não significativa em outro. Esses resultados estão em concordância com os dados obtidos por Botosan (1997). Dois dos índices de disclosure, o IDISCABR, índice de pontuação da premiação ABRASCA, e o INNM, índice representativo das empresas que aderiram a níveis diferenciados de Governança Corporativa do Novo Mercado, mostraram-se significativos a 5%, evidenciando que as empresas da amostra ABRASCA se beneficiaram de custos menores pela adoção de níveis diferenciados de disclosure. Os testes com a amostra Geral de 131 empresas permitiram obter evidência de que os testes entre disclosure e custo de capital são sensíveis à heterogeneidade da amostra, conforme esclareceu Botosan (1997) em seu trabalho pioneiro. As principais contribuições deste estudo referem-se aos cuidados que o pesquisador deve observar para escolher o modelo para cálculo do custo de capital, a possibilidade de se estabelecerem diferentes índices de disclosure para testar empiricamente custo de capital e disclosure no mercado brasileiro, e a evidência de que uma amostra de 37 empresas participantes do prêmio ABRASCA obtiveram redução em seus custos de capital pela adoção de políticas mais transparentes. Este resultado, apesar de obtido para uma pequena amostra, serve de incentivo para a tomada de decisão de outras empresas brasileiras e para que novas pesquisas sejam elaboradas com relação ao tema.
Abstract: The main aim of this study was to examine the association between disclosure and cost of capital for Brazilian companies. In order to attain the general aim three specific objectives were posed: evaluating methodology for testing the association between disclosure and capital cost; analyzing capital cost models that might be adopted for use in the Brazilian market; and examining the effects of the amount and quality of information disclosed by Brazilian companies in their annual shareholder reports. The Ordinary Least Squares Method was used to test the correlation between disclosure and cost of capital. Cost of capital was used as dependent variable; explanatory variables analyzed were 3 disclosure indexes and 9 indicating size, risk, and variance in earnings. Three models were used to calculate capital cost: Capital Asset Pricing, Discounted Dividends, and Ohlson-Juettner. Testing was based on two non-probabilistic samples of company stock traded on the São Paulo Stock Exchange. The first sample comprised 131 companies from different segments; the second consisted of companies submitting reports and competing for the 6th Brazilian Publicly Traded Companies Association (local acronym ABRASCA) awards in 2003. The results of this study showed that the model chosen for calculating capital cost affects the results obtained in empirical tests, and that variable disclosure may be significant in one model and not in another. These results match data obtained by Botosan (1997). Two of the disclosure indexes, IDISCABR (used for the ABRASCA award) and INNM (index representing companies adhering to the New Market s differentiated Corporate Governance requirements) differed at 5% significance level, showing that companies in the ABRASCA sample benefited from lower costs by using more stringent disclosure levels. Testing based on the overall sample of 131 companies provided evidence showing that correlations between disclosure and cost-of-capital are sensitive to sample heterogeneity, as Botosan (1997) explained in his groundbreaking study. The main contributions of this study relate to precautions researchers must take when selecting methods of calculating cost of capital; the possibility of using different disclosure indexes to test cost-of-capital and disclosure empirically in the Brazilian market; and evidence that the sample of 37 companies participating in the ABRASCA awards reduced their cost-of-capital through more transparent policies. Although obtained from a small sample, this result may encourage other Brazilian companies in their decision making and instigate further research on the theme.
Palavras-chave: disclosure;  custo de capital;  índice-de-disclosure;  disclosure;  cost of capital;  disclosure index
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Sigla da instituição: UPM
Departamento: Administração
Programa: Administração de Empresas
Citação: GOMES, Elizabeth Alves. Estudo sobre os níveis de disclosure adotados pelas empresas brasileiras e custo de capital. 2006. 154 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede.mackenzie.br/jspui/handle/tede/655
http://dspace.mackenzie.br/handle/10899/12369
Data de defesa: 8-Mar-2006
metadata.dc.bitstream.url: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/655/1/Elizabeth%20Alves%20Gomes.pdf
Aparece nas coleções:Administração de Empresas - Dissertações - CCSA Higienópolis

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.